Desnotícias:Urso é vítima de acidente de trânsito

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

O urso sendo preso depois de ter batido no motorista bêbado. Ele é atropelado e ainda é preso.

HANNAH MONTANALÂNDIA, United States of Microsoft - O trânsito caótico e assassino faz mais uma vítima, dessa vez nos Estados Unidos.

Um urso foi brutalmente atropelado por um homem de bicicleta enquanto caminhava pelas ruas de uma pequena cidade. Jim Jones Litz, de 42 anos, foi o barbeiro causador do acidente.

Segundo testemunhas, Jim estava num bar momentos antes do acidente bebendo bebidas altamente alcóolicas, como 51, Noku e Guaraná Jesus, sendo que depois de estar completamente Alcoolizado, ele pegou sua BMX para dar umas voltas pela vizinhança.

Jim estava dirigindo a mais de 100 Km/h, além de ter feito várias manobras arriscadas, como cavalos de pau e curvando o veículo em altíssima velocidade, sendo que para piorar, ele estava sem a carteira de habilitação.

Depois de inúmeras barbaridades, Jim atropela um urso que estava no caminho, sendo que o animal ficou muito ferido com o impacto do veículo contra seu corpo, mas mesmo assim ainda conseguiu mandar o bêbado se f*, além de ter lhe dado um Especial de Porrada no rapaz, que também se ferrou bastante com o espancamento sofrido por ele.

Litz foi resgatado por uma equipe de guardas florestais em conjunto com a SWAT, o FBI e o DEA., enquanto o urso fugiu depois do incidente acidente. Em entrevista coletiva, Jim Litz falou: "TOMA CACHAÇA CARAAAAI!!!!". E ainda disse que o Cão foi quem botou pra ele beber. Logo depois o homem foi internado em estado grave, com cirrose e ferimentos decorrentes do espancamento.

O urso afirmou no dia seguinte em seu site que estaria na calçada próximo à faixa de pedestres, sendo que por isso ele não teve nenhuma culpa no atropelamento, sendo de responsabilidade do bebum o acidente de trânsito, o que foi confirmado pelos repórteres descíclopes em conversa com o FBI.


Fontes[editar]