Desnotícias:Zé Laia diz que vai invadir nossa praia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo é parte do Desnotícias, a sua fonte de ignorância 24 horas por dia.

Pronunciamento do presidente deposto Zé Laia...

TEGUCIGOLPE, Honduras - "Zé Laia, anunciou; Brasil nós vamos invadir sua praia!". Foi o que disse o Ditador de Honduras Zé Laia, após um gentil passeio surpresa com sua família, na madrugada, portando apenas pijamas, em turismo sem volta para fora de Honduras, promovido pelo presidente do Senado de Honduras Michely Pet.

Devido ao apoio do lunático Hugo Chávez e o plágio que Laia queria impor na gestão da Ilhota de Bananas, deixou Michely enciumada, pois como amante do então presidente, disse que nunca foi ouvida, tampouco este lhe deu atenção. Resultando na concentração de todos os milicos que ela escondia no armário como amantes para expulsar o seu antigo afeto, dando-lhe uma botinada no traseiro de presente, meses após o 12 de julho.

Com apoio de Chávez, do Kiko, do Evo Morales e da Dona Florinda, Zé Láia, como típico Zé, seja ele Ruela ou Mané, decidiu voltar para sua terrinha, mesmo com uma mão na frente e outra atrás, possuindo apenas seu chapelão de estimação como tapa-sexo, voltou escondido ao seu país e pediu arrego ao Brasil, permanecendo como hóspede na Embaixada Brasileira em Honduras, na qual entre tantas embaixadas, optou pela do Brasil, pois "nunca na história desse universo, um bigodudo se deu tão bem quanto no Brasil", da qual o apoio do Lula seria de fundamental importância para mantê-lo no poder.

Desde então o presidente deposto Zé Laia permanece como hóspede da embaixada brasileira, com todas as beneses que um político no Brasil detém, como despesas e alimentação paga pelo povo brasileiro, enquanto a população hondurenha sauda o presidente Lula como herói, por isolar mais um político, sem dar despesas ao povo hondurenho.


Fontes[editar]