Desnotícias:CHUPA Azzurra!!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Trophees-16.gif Esta desnotícia é parte do projeto DesCopa, sua fonte de ignorância sobre o Mundial

Nem os eslovacos esperam fazer algum gol. A euforia foi grande.

JOÃO CHESSBURGUER, África do Sul -Itália e Eslováquia protagonizaram a maior tragédia cômica da Copa do Mundo de 2010, em jogo que faltou técnica mais sobrou emoção e disposição, a Eslováquia fez a Itália chupar, vitória eslovaca de 3 a 2. Todo mundo tenta, mas só o Brasil é penta!

Primeiro tempo sem graça, com as duas seleções se estudando, a Itália jogou um pseudo-futebol, sem criatividade, enquanto a Eslováquia jogou sem criatividade porque eles são assim mesmo.

A melhor chance italiana em todo primeiro tempo foi na verdade eslovaca, quando Strba quase fez gol contra. Já a Eslováquia, também não fez muito, e teve que contar com a ajuda italiana, que saiu errado da defesa e Vittek livre fez para a Eslováquia. O Brasil inteiro foi eslovaco desde pequenininhos depois dessa.

O segundo tempo começou mais corrido, a Itália mais ousada, mas esse time só sabe jogar na defesa e no contra-ataque, e agora que precisavam atacar, os italianos não sabiam muito o que fazer com a bola. Mesmo assim aos 21 minutos, após confusão na área e chute italiano, Stanislek salvou embaixo do gol tirando de panturrilha.

Após bola cruzada na área Vittek novamente oportunista marca o segundo gol eslovaco, e imaginou que havia decretado a eliminação da Itália ali.

Mas time pequeno é foda, a Eslováquia com o jogo na mão, quase entregou a vaga. A Itália diminuiu após única jogada decente de habilidade da Itália na copa inteira. E ainda teve confusão na rede quando o goleiro eslovaco Mucha foi estuprado por dois italianos.

Eslováquia começou a jogar igual um time de várzea, o empate classificaria a Itália e eliminaria os eslovacos. Então colocou todo mundo possível na defesa. E ainda tomaram o gol de empate, burros pra caralho, mas o italiano estava (ou não) impedido. Azar deles.

O nome do jogo foi o eslovaco Kopunek, que estava todo feliz na possibilidade de entrar no jogo no primeiro tempo no lugar do contundido Strba, mas o técnico preferiu Strba com a perna quebrada do que o Kopunek, isso até os 40 do segundo tempo, quando Kopunek entrou, e em sua primeira participação no jogo, aos 44 minutos, aproveitou a desatenção italiana, para receber um passe de lateral livre, e no primeiro toque na bola, marcar o gol.

Mais um time retranqueiro eliminado.

Eslováquia continuou brincando com a tradição da Itália, que respondeu com gol de Quagliarella aos 46 minutos com chute de fora da área, que errou todos chutes na Copa, foi acertar justo esse. É incrível como a Eslováquia com o jogo ganho ainda conseguiu tomar pressão.

O juiz até que tentou ajudar os comedores de espaguete, dando trezentos minutos de acréscimo. O drama chegou até os 50 minutos, quase a Itália fez, e a Eslováquia catimbou tanto, que arrastou o jogo até os 51 minutos, e com o apito final a Eslováquia fazia história!

A Itália por sua vez, é mais uma vítima da Maldição do Campeão do Mundo, um campeão do mundo sempre joga uma merda na Copa seguinte, como manda a tradição milenar das copas. A Itália terminou pior que a Nova Zelândia, que humilhação, eu me aposentava...

Enquanto a Eslováquia que não tem nada com isso, faz história ao conseguir avançar para as oitavas de final mesmo com um time pior que os juniores do Íbis. Nessa delegação de 23 jogadores, como é possível um time inteiro ter que depender de dois jogadores, o marrento Hamšík e o oportunista Vittek.



[editar] Fontes

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas