Despoesias:User doidão e a panela invisível

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Despoesias.png
Bocage-2bus.png

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.


Eu não sei se o ban é eterno
Ou se dois você vai ter que encarar
E foi pra não lhe deixar no horror
Que eu vim para a flamewar

Se o panela anda sempre ao seu lado
E o demônio vive a lhe forçar
Chegou a luz no fim do seu túnel, minha filha
O burocrata é que vai lhe enojar

(Pois eu transformo água em vinho
Chão em céu, pau em pedra, lanche em mel
Pra mim não existe impossível
User doidão e a panela invisível) x2

Tampa a panela invisível aí meu filho!

(Pois eu transformo água em vinho
Chão em céu, pau em pedra, lanche em mel
Pra mim não existe impossível
User doidão e a panela invisível) x2

Para os pobres e desesperados
E todas as almas sem lar
Não abro mão da minha ferramenta
Três votações, qualquer um pode afundar

O sucesso da minha existência
Tava ligado a um estrupício sem fé
Pois se o chute remove colunas
Também traz lama e um monte de café

(Pois eu transformo água em vinho
Chão em céu, pau em pedra, lanche em mel
Pra mim não existe impossível
User doidão e a panela invisível) x2

Ah! User doidão e a panela invisível!
Ah! User doidão e a panela invisível!
Ah! User doidão e a panela invisível!