Destiny

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Destiny se trata de um jogo virtual (game)

Enquanto você lê, a Alis acaba com a raça de Dezorian.


Destino
Destiny SNES.jpg

A capa da versão para Super Nintendo

Informações
Desenvolvedor Bungie
Publicador Activision
Ano 2014
Gênero Continuação não-oficial de Halo
Plataformas PlayStation 4, Xbox ONE
Avaliação 60%
Idade para jogar Só para quem tem internet boa (playboys)

Destiny é uma continuação extra-oficial de Halo 3, um jogo com prazo de validade (online) sendo mais um jogo genérico de tiroteio desenfreado em alienígenas, jogo trata-se de um esquema sórdido da Activision de ganhar dinheiro fácil em cima da mente otária de fãs, um esquema chamado de "DLC". Nada mais engenhoso que lançar um jogo pela metade (nem isso, talvez 20% do jogo apenas) e obrigar os nerds fãs do jogo a comprarem DLCs para continuar a saga, sendo as DLCs já lançadas The Dark Below, House of Wolves, The Taken King e Rise of Iron, então ao invés de lançarem um "Destiny 2" que seria curto e uma bosta, eles lançam um DLC que teoricamente ninguém vai reclamar se for uma bosta e ainda ficarão com uma falsa sensação de que estão jogando algo adicional.

Jogabilidade[editar]

Destiny é uma anomalia da natureza para a indústria dos videogames, porque se diz um jogo online, mas pode tranquilamente ser zerado sozinho, então quem não tem internet boa em casa vai se foder bonito, porque mesmo desejando jogar sozinho o negócio, não conseguirá fazê-lo devido às frequentes quedas do servidor. O Servidor do Destiny, aliás, localiza-se no mesmo servidor da Desciclopédia, e isso explica porque todos jogadores ficam sendo continuamente deslogados e raramente uma missão termina como começou.

O objetivo do jogo é perambular por Vladivostok, único local disponível na Terra, matando sempre os mesmos miseráveis decaídos que reaparecem sempre nos mesmos miseráveis locais que devem ser explorados repetidas e repetidas vezes sem parar. Caso deseje visitar algum outro planeta, primeiro prepare seu bolso para comprar um DLC, e só então poderá ir lá curtir um novo cenário que não seja a Rússia.

Há três classes disponíveis para jogo, a Titã que são aqueles seres com complexo de inferioridade que precisam estar numa armadura parruda, o Caçador que ninguém usa porque é sempre o primeiro a morrer em combates equilibrados, e o Arcano que são os mais apelões de todos e soltam magia até pelo cu. Além disso há três raças disponíveis, os Humanos que sãos eres humanos, os Despertos que são humanos que ficaram muitos anos expostos a radiação ultravioleta nos confins da galáxia e adquiriram uma aparência de Bubaloo roxo mascado, e por últimos os Exos que são robôs com livre arbítrio que decidiram continuar escravos dos humanos.

O jogo é então ficar por aí, atirando em todo mundo enquanto pula, e então enquanto pular atirar também, de modo a tornar os campos de batalha um antro de retardados pulando e coletando os tais lumen. Depois que cansar, o jogador pode visitar a Última Cidade da Terra falar com NPCs e rebolar com os amigos (tem o botão de fazer o personagem rebolar).

Enredo[editar]

No final, o jogo é apenas sobre dançar com os amigos na Última Cidade da Terra.

O jogo acontece 700 anos no futuro, onde a humanidade encontra-se na beira do colapso de uma extinção eminente. Tudo começou quando há alguns anos atrás apareceu para os humanos uma entidade denominada O Viajante, que não passa de um enorme saco escrotal de milhares de quilômetros de diâmetro. Esse saco escrotal gigante semeou vida em todos planetas do sistema solar, inclusive transformando Vênus num paraíso verdejante, e ajudou a humanidade a atingir a sua Era de Ouro, ensinando a todos os humanos bestializados do século XXI coisas básicas da vida e de como ser uma pessoa melhor, valores estes que pareciam tão perdidos, distribuindo conselhos sobre como ser hater de lol, como parar de ser fanboy de youtubers teens, como dar mais atenção aos pais, como parar de fazer memes sem graça, e outras coisas saudáveis que abriram a mente dos jovens para atividades como leitura, conhecimento, filosofia, alfabetismo, coisas que em 2017 já não existiam mais.

Mas então chegou outra entidade, a Escuridão, o segundo saco escrotal (o ovo esquerdo maligno do primeiro ovo bonzinho) liderada por rabudas (vulgo, popozudas) da favela que junto com defensores dos direitos humanos alegavam que o funk carioca era uma forma de manifestação cultural, e a humanidade na época, que estava muito boazinha, para ser politicamente correta, aceitou o funk carioca como manifestação cultural, e aquele marcou o começo do fim, com a sociedade bestializada a humanidade entrou num declínio irreversível até todas pessoas do mundo morrerem de AIDS, coma alcoólico, acidente de carro ou infarto por exagero de consumo de McDonald's. A Última Cidade da Terra (antiga São Tomé das Letras) tornou-se o último reduto de resistência da humanidade contra sua extinção. O jogador, é um cadáver ressuscitado pelo fantasma do Guilherme Briggs que foi aprisionado em algum tipo de brinquedo sexual japonês, e deve se jogar à Legião pela luta pela sobrevivência da humanidade.

Para tentar extinguir a humanidade há alienígenas envolvidos nessa porra toda, os mais comuns são os Decaídos, que são na verdade humanos dos anos 2000, bestializados, ignorantes, porra-lokas, leleks, pagodeiros, pegadores de cocotas e todo tipo de subraça hostil do que foram os humanos nos anos 2000. Há ainda os Vex, que são aliens robóticos que metem cagaço em todo mundo. Em Vênus ficam os da raça Cabal, descendentes diretos das Tartarugas Ninjas, só que com mais anabolizante. E por último o clã Hive, que nada mais são que formigas super-desenvolvidas que ao caírem em Marte cresceram demais.

A história é incrivelmente mal-contada, por isso o relato acima talvez não seja exatamente preciso, mas já dá uma ideia geral do plot deste joquinho. Na prática é tudo missões de apenas 'vai lá e mata um bichão' e só.