Destroy All Humans!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Destroy All Humans! se trata de um jogo virtual (game)

Enquanto você lê, Alex Kidd vence mais uma partida de Jan-ken-po.


Destrua Todos Humanos
Destroy All Americans.png
Logotipo da série
Gênero goat Simulator com ETs
Desenvolvedor Sandblast Games
Publicador Empresa falida
Plataforma de origem PlayStation 2
Primeiro lançamento Destroy All Humans! 1 (2005)
Último lançamento Destroy All Humans! Path of the Furon (2008)

Destroy All Humans! é uma série bizarra de jogos, versão alien do Goat Simulator, onde você controla o ET Bilu (ET de Varginha em algumas culturas) e deve tocar o puteiro em todo o planeta Terra. Jogos desenvolvidos pela Umbrella Corporation, a ideia é tornar os adolescentes depressivos em genocidas potenciais e assim aumentar a quantidade de massacres nas escolas e universidades dos Estados Unidos, que é considerada baixa ainda, somente um massacre a cada dois anos, em média. O jogo tem portanto seu público alvo bem definido: adolescentes derrotados vítimas de altíssimo grau de retardo mental.

Este jogo é tão ruim que foi responsável pela a falência de seu distribuidor THQ em 2012. Os direitos de distribuição dessa porcaria foram vendidas a preço de banana para a Nordic Games, uma empresa com bom senso o bastante para nunca mais voltar a distribuir tal atrocidade.

Enredo[editar]

O enredo é voltado para um público de mente limitada idiotizada cujos cérebros já se encontram derretidos, e portanto a profundidade é de praticamente zero. A história da série envolve um alienígena chamado Crypto e seu overlord supremo alemão Pox (este que foi confinado a uma cadeira flutuante devido ao fato de sua cabeça grande ser muito pesada para ele conseguir ficar de pé). Os dois seres superiores são de uma raça conhecida como Furons do planeta Furon, que infelizmente perderam seus pênis em uma guerra contra os marcianos, e assim se tornaram incapazes de ter relações sexuais e reprodução sexuada, o que explica o seu constante mau humor e ódio dos humanos que são animais pervertidos que só pensam em sexo.

Eles agora sobrevivem através da clonagem, no entanto, a cada novo clone estes ETs vão sofrendo gradativamente de grandes casos de Mind Fuck. Para impedir esta tragédia, Pox revela que os furons estupraram os antepassados ​​dos seres humanos e que estes possuem fios de puro DNA-Furon em seus cérebros, que Pox e Crypto pretendem arrancar. Todavia, quando Crypto cai na Terra, ele é logo atacado por um redneck, depois uma tia gorda e depois ainda provou um McDonald's, o que despertou a sua revolta, e esquecendo seu objetivo principal.

Jogabilidade[editar]

Os jogos são ruins, mas pelo menos realizam o sonho de muita gente, mesmo que virtualmente.

Nestes jogos você tem basicamente duas coisas para fazer: A primeira coisa é fuder tudo, e a segunda eu não posso contar.

O gameplay básico consiste em apontar armas em seres humanos, dar tiros em seres humanos, arremessar seres humanos longe com o uso de poderes psíquicos, e claro destruir todos os seres humanos! Esses mecanismos de jogo estão incluídos para que o jogador possa melhorar suas habilidades motoras e reflexos.

Armas[editar]

Como todos os jogos da série são basicamente a mesma coisa, Crypto tem acesso a muitas diferentes armas nucleares advindas de países de terceiro mundo e Rússia. Isso inclui um taser gigante, um detonador iraniano, um raio pirocal, um atirador de tetas, um quantum distraction, um raio laser chupador de humanos, e claro, a sonda anal. Apesar dos estranhos e desconcertantes nomes, essas armas são fatais e são facilmente consideradas armas de destruição em massa de bundas.

Jogos[editar]

v d e h
Destroy All Humans! logo.png