Deus ex machina

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Deus Ex Machina)
Ir para: navegação, pesquisa


Cquote1.png ...E quando tudo parecia estar perdido, um...eh...Raio de energia mágica salva todos!Fim. Cquote2.png
Um claro exemplo de Deus Ex Machina sobre Deus Ex Machina

Cquote1.png Eu também sou um Deus-Máquina! Cquote2.png
Cyberjesus sobre Deus Ex Machina

Cquote1.png Era um Deus Ex Machina?Não, na minha situação eram duas águias que guardavam um segredo desde a Comunidade do Anel Cquote2.png
Tolkien sobre insperado final de O Senhor dos Anéis:O Retorno do Rei

NewBouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Deus ex machina.
Esse é Deus, e como você vê é uma máquina. Os escritores lhe rezam para que termine suas histórias.

O Deus Ex Machina(do latim Deus ex chatarra, em referência ao autor) é um recurso literário muito comum em autores carentes de imaginação que se utiliza para terminar uma história de forma estúpida quando não se encontra a menor explicação para a história terminar com um final feliz. É muito conhecido pelos leitores como WTF? ou "De onde saiu esta merda?".

Como é um Deus Ex Machina?[editar]

Um Deus Ex Machina acontece quando o autor está concentrado em fazer que o argumento da história seja suficientemente entendido para que o leitor leia este final. Geralmente, os personagens que participam de um Deus Ex Machina, são somente um monte de personagens que sozinhos não podem resolver os problemas. Outra situação pode ser que os personagens não sejam personagens, para que o antagonista seja o todo poderoso. Nesta situação, por mais que se entenda, não chegar à nada. Em poucas palavras, um Deus Ex Machina ocorre quando os personagens são uns trouxas ou os vilões são muito fortes, porque em qualquer um dos casos o autor é um idiota.

História[editar]

A reação birrenta do público diante do primeiro Deus Ex Machina...
...mas o Deus que dita as regras parece tá pouco se fudendo pra opinião das crianças.

O primeiro Deus Ex Machina foi um acidente (sim, foi um bastardo). Quando um autor de teatro grego, Empedocles estava terminando de escrever o guia da obra "Os Transformers vão à Grécia". Por desgraça, enquanto ele foi ao banheiro, o caderno onde ele escrevia caiu no piso e o capítulo final foi devorado por seu cachorro, mas Empedocles não sabia. Finalmente quando teve que apresentar seu trabalho diante dos autores, notou que faltava o final e teve que improvisá-lo na hora dizendo que Zeus se transformava em um robô e destruía todo o mal. Esse sucesso foi chamado Zeus es Machina, e logo de séculos de várias tradições se obtem a Deus Ex Machina. O público tomou conhecimento desta obra que fez com que Empedocles fosse condenado à suicídio nesse mesmo ano. Desde então, os escritores tem usado esta técnica para resolver situações em seus textos, mas sempre colocando uma desculpa. Os hebreus, por exemplo, usaram muitos Deus Ex Machina em seu best-seller "A Bíblia", mas eram chamados de milagres. Na Bíblia, cada vez que as pessoas boas estão numa fria, Deus faz um milagre os salvando. Então, os escritores escaparam com a velha desculpa "Eu era Deus". Não há muitos registros desta informação na Idade Média, porque não há muitos registros da literatura da Idade Média. O único caso conhecido é o de "As Mil e Uma Noites". Esta obra literária é composta por vários contos que, por desgraça, concluem-se em um Deus Ex Machina. A desculpa do autor é que a 853ª noite acabou-se na imaginação. Na Idade Moderna, os escritores iluministas trataram de dar uma explicação lógica à tudo. Decidiram eliminar Deus de suas obras em todas as artes, incluindo o Deus Ex Machina. Dessa maneira, foi a única Ex Machina, o que explica o grande número de livros sobre máquinas (A Máquina do Tempo, Frankenstein, etc.) que levou à Revolução Industrial. Na atualidade, a televisão retomou o interesse do povo, desprezando todos os outros meios de comunicação. Então, os escritores de séries e de filmes são agora os responsáveis da existência de Deus Ex Machina na atualidade. O público moderno, no entanto, realizam os finais inacabados e decidem discutir com seus colegas no fórum da internet.

Tipos de Deus Ex Machina[editar]

Expressão de um sujeito diante de um Deus Ex Machina de nível 5.

O Deus Ex Machina pode ser classificados em duas formas, de acordo com o grau de coerência (ou não) com o resto da história e concordou com a quantidade "De merda que saiu isso?"emitido pelo público.

Níveis de classificação[editar]

  • Menos relacionado: Ocorre quando o elemento Deus Ex Machina já foi mencionado várias vezes na história,com uma forma ruim que nunca se esperaria. A reação do público: aborrecida mas aceitável.
  • Uma referência ao princípio: É quando Deus é um detalhe insignificante no início da história. Para compreender o final, é necessário fazer um replay do filme/livro. A reação do público: o que adianta fazer isso?
  • Um capítulo dedicado à esse fim: Quando um fim é totalmente subjugado, o autor coloca uma pequena revisão no final de modo que todos dizem "Ah, é claaaaaro!". A reação do público: nunca mais vou ver/comprá-lo.
  • Ninguém sabe de onde veio, mas há uma segunda parte: Ninguém entende nada, mas o autor faz um testamento. Esta estratégia é muito útil para continuar vendendo sua obra. A reação do público: "Devolvam meu dinheiro!".
  • Não entende o que aconteceu/motivo: O autor gaba-se de sua obra e o público não entende nada. A reação do público: Eu quero matar... Eu quero matar você...

Casos famosos[editar]

Spoiler5.JPG ATENÇÃO! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!

Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Shinnok corrompe o Jinsei, e Raiden acaba corrompido tentando purificá-lo, ou que Nick Russell é revelado ser o filho de Udonna com Leanbow, que era Koragg.

Spoiler3.jpg
  • O Êxodo, na Bíblia: Os judeus estavam saindo do Egito e o faraó está perseguindo-os com seu exército. Para piorar, na frente deles está o Mar Vermelho, e, como todos sabem, os judeus não sabem nadar. Parece que não há salvação, mas Moisés toma seu bastão e as águas dividem-se em dois, deixando o seu povo avançar para o outro lado. Agora tudo vai ser maravilhoso para os judeus, bem... mais ou menos.
  • Harry Potter e as Relíquias da Morte: Harry depara-se com o seu pior inimigo, Valdemar Voldemort. Embora o tempo todo este diz que ele é mais forte do que Harry. Finalmente, ele lança seu ataque para matar Harry. Quando parece que tudo está perdido, Harry está no céu com Dumbledore que diz a forma de derrotar Voldemort e revive. Tudo acaba bem e o último capítulo descreve-o como 19 anos após o final todos os personagens juntos felizmente casado, com filhos.
  • Matrix Revolution: Trinity morre e Neo fica sozinha na Cidade da fúria As Máquinas. Finalmente, encontramos um super robô com rosto de bebê (que, aliás, é chamado de Deus Ex Machina) e diz que ele pode derrotar o Agente Smith. Neo entra na Matrix e iniciou uma luta titânica contra o vírus. Mas Smith conclui em Neo a realização de uma cópia de si mesmo. E quando parece que não há salvação, Neo explode por alguma estranha razão, e explode os outros Smith e os fãs não entendem porra nenhuma.
  • Avatar, a lenda de Tang: Aang, o monge que controla os quatro elementos, deve enfrentar o malvado Senhor do Fogo Ozai, mas não quer ter de matá-lo. Depois de desaparecer e perguntar sobre a sua vida passada, ele recebe o conselho de uma Tartaruga Gigante da dimensão de uma ilha. Quando enfrenta Ozai, chega um momento que está a ponto de vencê-lo, mas decidiu não matá-lo, pois Aang era muito fresco pra isso. Ozai então avança contra ele. E quando parece que tudo está perdido, Aang usa uma nova técnica que elimina o poder de dobrar fogo de Ozai e o pouco de coerência que a história tinha (se ele tinha esse poder, devia ter tirado os poderes de Ozai no começo).
  • Todas as temporadas de Yu-Gi-Oh!: Yugi, Jaden, Yusei... Enfim, todos os personagens relevantes conseguem sacar/puxar a carta certa para virar o jogo e, na maioria das vezes, na verdade, quase sempre, vence o duelo nessa virada. E ninguém que formou um Deck com as mesmas cartas conseguiu essa façanha. E, ainda por cima, os protagonista atraem os/as crush dos outros personagens. E pra piorar, as cartas que saem dos animes são nerfadas e ficam fracas demais. Aí, você toma no rabo!
  • Toy Story 3: Os brinquedos de Andy estão quase caindo no incinerador de lixo. Eles aceitam que não tem chance de sobreviver e se dão as mãos. Do nada, aparece um guindaste que tira eles dali e os salva. O guindaste estava sendo controlado pelos bonecos marcianos e não se sabe como eles chegaram nos controles do guindaste.
  • Mirai Nikki: Aqui simplesmente tem um deus chamado Ex Machina, só isso mesmo.

Ver também[editar]