Diablo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Satanás
El Satanás.png
Logotipo (eu acho)
Gênero Age of Empires+Doom
Desenvolvedor Blizzard Entertainment
Publicador Blizzard Entertainment
Plataforma de origem MS-DOS
Primeiro lançamento Diablo I (1996)
Último lançamento Diablo III: Rise of the Necromancer (2017)
Cquote1.png I used to be an adventurer like you, then I took an Error 37 in Diablo III Cquote2.png
ex-fã da série

Diablo é uma série de jogos de educação religiosa, criada por membros fanáticos da Blizzard em colaboração excepcional com a Santa Sé da Igreja Católica. O prestigioso primeiro título foi lançado no Anno Domini de 1996 d.C. e abençoado pelo papa em pessoa na Praça de São Pedro quando em tal ocasião, Vossa Santidade, em cerimônia solene com taças de vinhos e pombas, profetizou que cada novo jogo desta série seria lançado a cada 66 anos. O culto a esta série de jogos tornou-se uma das maiores vertentes do cristianismo do mundo, em seu auge (1998) rivalizando até com o satanismo em número de adeptos, reescrevendo os paradigmas de jogo de RPG de ação no PC, onde não mais dados seriam lançados, mas sim um revolucionário sistema de cliques incessantes no mouse, sistema graças ao qual a Blizzard poupou milhões de dólares em efeitos de áudio que nenhum jogador ouviria, ensurdecido pelo clique selvagem em seu mouse.

Os jogos de Diablo são todos inspirado nos valores sagrados ensinados pela Igreja cristã, incentivando o jogador a matar infiéis, não blasfemar, manter-se casto e exorcizar demônios. Por isso que para se jogar esses jogos tão santificados, é plenamente necessário que o jogador venda sua alma após a aquisição de um novo Diablo, além de desprender-se de coisas mundanas do cotidiano, como estudos, trabalho e família, para assim dedicar-se ao jogo.

Jogabilidade[editar]

Os jogos de Diablo são um RPG com ação em tempo real. Ao comprar pelo título você acha que está comprando um Doom, mas no começo você acha que está jogando Age of Empires, então descobre que é algo mais parecido com WoW, até começar a ser estuprado e achar que é Baldur's Gate, e quando tentar definir Diablo, sua alma já foi levada embora.

A jogabilidade é única e revolucionária, tudo nos jogos de Diablo podem se resolver com meros cliques no mouse. Movimentar-se, lutar, conversar, soltar magias, fazer itens, dormir, trocar de roupa, tudo se resolve com cliques no mouse, o que permite que até analfabetos joguem os jogos.

Trilha sonora[editar]

Cquote1.png Click, click, click, click, click, click, click, click, click, click, click, click Cquote2.png
Trilha sonora de Diablo

Ninguém lembra a trilha sonora de nenhum Diablo porque ela aparentemente não existe mesmo. Sempre criando novos paradigmas a trilha sonora de todos Diablos é criada pelo próprio jogador quando este começa a insanamente massacrar o próprio mouse até adquirir LER (e então começar a usar o mouse com a outra mão enquanto a lesionada se recupera). O som hipnótico do clique repetitivo no botão do mouse produz um efeito de resposta sensorial autônoma do meridiano no cérebro dos jogadores de modo que a pessoa se sente identificada e imersa no jogo para assim se esquecer de comer, dormir, tomar banho, dar bom dia para os parentes ou cagar.

Jogos[editar]

Capa de mais uma dentre as tantas expansões lançadas, enquanto não lançam um jogo novo.
  • Diablo I - O primeiro jogo da série, criado originalmente para coletar as almas e prepará-las para o Arrebatamento, segundo a escatologia cristã. Ao deixar pessoas sem comer (jejum), sem dormir (vigília), sem transar (castidade), e matando demônios (fé), isso purifica a alma desses seres de modo que possam encontrar a salvação e serem pessoas melhores. Obviamente este jogo santo fez estrondoso sucesso, mesmo sendo só um RPG casual.
  • Diablo II - Lançado apenas 666 anos após o primeiro jogo, para completar a purificação do círculo espiritual, neste jogo você deve matar tudo o que se move, pois tudo é heresia. São demônios, esqueletos e feiticeiros (macumbeiros), todos devem ser erradicados. Depois de perpetrar o genocídio, adquirimos nossa recompensa direto de Jesus, que geralmente consiste em maior capacidade de matar, sem a possibilidade de investir em bebidas, drogas ou sexo, de modo que o jogo é, em última análise, sobre um mercenário psicopático cada vez mais eficiente. Fez muito sucesso porque ao invés de se masturbar (libidinagem e perversão) os pulsos dos jogadores precisavam se esforçar exclusivamente em ficar clicando feito malucos para maior eficiência no jogo.
  • Diablo III - Lançado 666 anos depois do segundo jogo. Diablo III foi o jogo que introduziu aos seus fiéis o "Erro 37", um verdadeiro teste de fé. Os mais fracos de espírito, ao se depararem com esse erro já desistiam do jogo e de sua fé, porém os mais persistentes continuaram. Neste jogo também encontramos a dinâmica refinada dos jogos anteriores de modo que podemos executar todas as ações, desde ataque a movimentação, apenas com o mouse, o que explica porque Diablo III é considerado um jogo de point and click.
v d e h
208538-diablo logo large.jpg