Diagrama de Pauling

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
LSD-2D-3D.png
07.jpg

Este artigo é relacionado à química.

Lembre-se que cobre, níquel, platina e cobalto formam complexos em meio aquoso.

Cquote1.png Aí já é o demônio! Cquote2.png
Poderoso Castiga sobre estequiometria

Cquote1.png Dia-quem? Cquote2.png
Chapolin Colorado sobre Diagrama de Pauling
Cquote1.png Grama! Cquote2.png
Alguém sobre responder a citação acima
Cquote1.png Minha maior criação! Cquote2.png
Linus Pauling sobre Diagrama de Pauling

60px-Bouncywikilogo.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Diagrama de Pauling.

O Diagrama de Linus Pauling é um monte de traços pra cima e pra baixo que indicam alguma coisa que meu professor de química me disse que eram os orbitais dos átomos, mas como eu não entendi porcaria nenhuma do assunto, então vou falar o que eu acho que é esse monte de tracinhos alienígenas.

Tabela de conteúdo

[editar] Pra que tudo isso?

Que? Quem? Onde? Como?

Diz o criador dessa palhaçada toda, Linus Pauling, que isso serve pra nós sabermos onde exatamente deve estar o tal do elétron, pelo menos quase exatamente, já que isso todo mundo sabe que é maior balela e segundo o Princípio da incerteza de Heisenberg nem você nem o químico mais rochedo do universo pode descobrir onde está o elétron. Então, tal como o fato de 0^0 ser 0 ou 1 (na verdade, ninguém sabe também), isso é só uma suposição idiota que os professores de química inventaram pra por na prova e ferrar com os pobres alunos.

[editar] Como se mede? (com certeza não é com régua)

Seria mais ou menos assim a tal eletrosfera:

  • Os que tem um K tem um subnível s.
  • A camada L é composta pelos subníveis s e p.
    Se entendeu, que bom pra você, se não, se fudeu!
  • A camada M é composta pelos subníveis s, p e d.
  • A camada N é composta pelos subníveis s, p, d e f.
  • A camada O é composta pelos subníveis s, p, d e f.
  • A camada P é composta pelos subníveis s, p e d.
  • A camada Q é composta pelos subníveis s e p.

Meu professor, pra me ajudar, disse que eu podia medir assim, usando nomes das trabalhadoras dos calçadões de Boa Viagem:

  • K de Karina (aguenta 2)
  • L de Laura (aguenta 8)
  • M de Mariana (aguenta 18)
  • N de Nayara (aguenta até 32!)
  • O de Odete (mesma coisa que a de cima)
  • P de Patrícia (voltou pra 18)
  • Q de Quitéria (estranhamente essa só aguenta 8, como a Laura. Devem estar começando no negócio ainda...)

As outras letras são os subníveis. O s (de "Simpla", porque é fácil decorar[1] ) sempre tem até 2 elétrons, o p (de "Principal", já que os principais elementos estão lá) pode chegar a 6, o d (de "Difícil", o nome diz tudo) aos 10 e o f (de "Fudedor", porque lantanídeo e actinídeo é foda.) aos 14.


[editar] Utilização

Típico idiota que usa esse diagrama.

Muito utilizado por diversos nerds metidos a químicos, esse diagrama é tão "incrível" que até gente idiota como Anônimo ou Math curtem usá-lo, embora de tão idiotas não façam nem ideia pra que serve esse diagrama.

[editar] Ver também

A (não tão) grande série das Famílias Químicas
v d e h
Metais alcalinos (1) - Metais alcalino-terrosos (2) - Metais de transição externa (3 a 12) - Metais de transição interna (Lantanídeos e Actinídeos) -
Família do boro (13) - Família do carbono (14) - Família do nitrogênio (15) - Calcogênios (16) - Halogênios (17) - Gases nobres (18)
Teoria (enchimento de linguiça)
Diagrama de Pauling - Regra de Hund - Orbital atômico - Teoria do Octeto - Ligação química - Tabela periódica

Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas