Diaolou e aldeias de Kaiping

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Pastel chines original.jpg Pastel de flango, né?

Este altigo foi fablicado na China e pode queblar a qualquer momento. O autor plovavelmente luta Kung Fu e tem uma pastelalia. Não estlague este altigo, pois Jackie Chan está de olho.


Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Diaolou e aldeias de Kaiping localizados em Guangdong na China são preciosas zonas da Dinastia Qing e são a força responsável pela evolução da China no século XX. Diaolou eram torres gigantes construídas para defender as aldeias Kaiping das invasões que ocorriam por todos os lados na China do século XIX.

Diaolou[editar]

O principal Dialou das Aldeias Kaiping.

Essas altas torres feitas de concreto (material inédito na China que só conhecia construções de bambu ou papel) defendiam as milhares de cidades de Guangdong com seus arqueiros e snipers de elite. Um avançado sistema de alarmes em sinos alertavam o exército de lutadores de Kung Fu contra as invasões mais maciças.

Nessa época os inimigos haviam contornado a Grande Muralha da China depois dos séculos que ela foi construída, e o Império Chinês tinha que construir outra coisa nova e grandiosa para repelir os invasores.

Foram construídos com a força dos escravos que supostamente seriam protegidos pela obra, mais de 3.000 dialou. Por isso nem os Estados Unidos se arrisca invadir a China.

Aldeias de Kaiping[editar]

As aldeias Kaiping são várias aldeias que cultivam em suas terras 100% em precioso arroz tão adorado na China, e portanto zonas de extrema importância para o Império Chinês e alvo de muitas invasões estrangeiras, todas repelidas com sucesso.

Os invasores mais temidos eram os mongóis, os assaltantes muçulmanos dos desertos, os hindus malucos, os xintoístas piratas japoneses kamikazes, os comunistas soviéticos, e as prostitutas tailandesas.