Dias d'Ávila

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você viu, ele é lindo! Vou falar pra ele que eu também curto rock ! Quero só ver quando ele souber que eu amo Linkin Park, Charlie Brown e Evanescence. Cquote2.png
Garotas posers de Dias D'ávila sobre Rockeiros de Salvador
Cquote1.png Como alguém consegue morar aqui ? Cquote2.png
Morador de Salvador sobre Dias D'ávila
Cquote1.png Eu moro no melhor bairro daqui, porra ! Cquote2.png
Morador do Imbassaí sobre Dias D'ávila
Cquote1.png Eu que moro no melhor bairro, caralho. No meu bairro pelo menos tem uma praça movimentada... Cquote2.png
Morador da Nova sobre Dias D'ávila
Cquote1.png Vocês tão maluco ? A praça daqui rola pagodão todo dia ! Cquote2.png
Morador da Urbis sobre Dias D'ávila
Cquote1.png Pelo menos aqui fica pertinho da praia... Cquote2.png
Morador frustado sobre Dias D'ávila
Cquote1.png Por isso Raul Seixas era maluco beleza... Cquote2.png
Um pensador sobre Dias D'ávila

Dias d'Ávila é uma cidade da Bahia que recebeu um nome sem um motivo aparente. Suspeitam que o motivo seria porque o fundador estava sem criatividade naquele dia e por isso colocou seu nome e mais um substantivo juntos e disse que a partir daquele dia a cidade iria ter aquele nome.

Na verdade, em Dias d'Ávila não chamam de nome e sim de marco do fracasso. A cidade tem outros apelidos gentis como casa do caralho e purgatório da Bahia, embora estes só sejam populares entre o prefeito da cidade que xinga ela diariamente, criando um dicionário de xingamentos para municípios irrelevantes.

A cidade tem outros nomes: purgatório, kit inferno, onde nunca haverá um MC Donalds e cidade das éguas. Esta última é uma referência por Dias d'Ávila ter a maior reserva de éguas águas de toda Bahia. E isso lá é bom? Bem, não se sabem as consequências de deixar uma reserva de água gigantesca nas mãos de uma cidade cheia de caipiras que ainda por cima são baianos. Mas já foram registrados alguns casos de pessoas que beberam as águas de Dias d'Ávila e pegaram verminoses que nem foram catalogadas ainda pela OMS.

História[editar]

Árvore tentando fugir de Dias d'Ávila.

A história da cidade começa quando alguns fazendeiros começaram a fazer... Fazendas. Nessas fazendas muitos escravos eram mandados para lá para ficarem fazendo feijoada para o senhor dele. Porém, a única fazenda de Dias d'Ávila também era a única na Bahia que plantava milho.

Aparentemente, o milho virou o produto principal de Dias d'Ávila. As coisas só começaram a ficar mais interessantes durante a revolução sexual, quando as pessoas começaram a criar a maior gama de objetos para fazer as pessoas se divertir. O irônico é que a maioria era destinado para as mulheres e não para os homens, dos poucos "brinquedos" masculinos que eram fabricados, a maioria tinha formato cilíndrico e um buraco preenchido com espuma dos colchões velhos.

E aí que Dias d'Ávila achou finalmente sua vocação para criar os vibradores dos mais variados tamanho e cores, sendo que se algum dia você arriscar ver aquela seção do Xvideos chamada "Extreme" e ver um gigaenorme vibrador, já sabe que foi de Dias d'Ávila que veio aquela coisa escrota.

Fala-se na história que Garcia D'ávila ( paga pau de Tomé de Souza ) descobriu as terras de Dias D'ávila, onde ganhou dois bois por ser paga pau do rei, e com bruxaria fez com que se multiplicassem para duzentas cabeças em apenas um ano. Sendo terreno para colocar bois e vacas ( o que não mudou muito já que o lugar é habitado por vacas, galinhas e afins ), e local para guardar tranqueira em meio à uma guerrinha do Brasil, também foi conhecida pela sua maravilhosa fonte de água pura, onde turistas idiotas vinham passar o final de semana para se melar na lama santa e curar doenças como lepra, câncer e diabetes, assim como unha encravada e síndrome de down. Existia na cidade o tal do Rio Imbassaí, local onde as pessoas retardadas acreditavam que se banhassem nas águas iriam se curar de tais doenças citadas antes, tanto que é conhecida como "Cidade das águas", que tem 52 fábricas de água mineral mas toda água da cidade é mineral. Depois que usaram como banheiro, nunca mais ouviram-se falar disso, hoje em dia o rio é mais sujo que a privada da casa de um velho cagão que acabou de defecar. Enfim, vamos por partes. É preciso Separar bairro por bairro para poder então entender a beleza que é a cidade, e seus costumesbizarros. Hoje é apenas um buraco onde os peãos da Ford se instalam quando veêm de São Paulo para arranjar emprego na cidade vizinha, Camaçanemri.

População[editar]

Dias D´ávila é um buraco da região metropolitana da terra do meu rei, vulgo Salvador. Diz a lenda que existe na cidade, 66 mil habitantes, dos quais ninguém sabe onde se enfiam, uma vez que se você sair na rua, não verá ninguém além do que os vizinhos fofoqueiros, as moças putas atrás de belos rapazes pagodeirosdesgraçadosquetiramondadedrogados, professores e fofoqueiros novamente.

Bairros[editar]

Urbis - Conhecido pela maior concentração de putas e lésbicas da cidade. É o local onde você se sente no inferno, além da visão horrível e da concentração de traficantes, principalmente da baixada, lá tem casas pequenas e coladas umas nas outras, parecendo favelas sem morros, onde se um morador peidar o vizinho automaticamente irá surgir e reclamar do barulho. Pessoas pobres lá possuem xbox360, tv de 50 polegadas, computadores de última geração, e afins e depois dizem que não trabalham com tráfico. Além disso tudo é o local onde todo dia é motivo para se ouvir pagode no último volume. Pessoas relatam que em plena 5 da manhã há criaturas do inferno ( vulgo, vizinhos ) que ligam o som nas músicas típicas da região ( ler isso no outro tópico ). As meninas de lá sempre possuem a mesma característica : magrinhas, com peito e com uma bundinha pequena e empinada, maioria são engraçadinhasputas, e os meninos, não vou nem comentar.

Entroncamento - O Entroncamento é um ótimo lugar para sematar ver. Pessoas que moram nos outros bairros nunca ouvem falar de nada que acontece por lá, é como um bairro em outra dimensão, fora do campo de visão, onde você só sabe que existe quando pega o busão pra ir para Camaçari, mas por relatos parece ser o lugar com maior concentração de gays da cidade.

Centro - Cheio de diversidades e opções para se ir, é onde as pessoas saem dos buracos para pagar conta, ir à mercados fazer compra, caçar homem, caçar piriguetes, comprar roupa, comprar sapato, enfrentar filas, e outros afins.

Genário ou Genaro - Até hoje não se sabe como deve se chamar esse bairro, provavelmente o mais perigoso de toda Dias D'ávila, onde são fabricados os maiores bandidos. Não vou falar mais sobre lá porque se não vai acontecer um fato histórico, uma morte.

Nova Dias D'ávila - O bairro onde as pessoas que não moram mais tem inveja das que moram ! Onde 99% das mulheres são fofoqueiras e 70% dos homens são "estranhos". Conhecida como "Nova", é um dos lugares mais vazios da cidade, que quando se aproxima das 8 da noite todo mundo já vai pra casa, isso depois que houve surtos de sequestro e roubos, em que bandidos estavam entrando nas casas para comer torta e roubar 20 reais, provavelmente para comprar crack. Dizem que a Nova é o local onde se encontra a 'alta sociedade' por isso as pessoas desse lugar andam com o nariz empinado, principalmente as testemunhas de jeová. Talvez é o pior lugar da cidade e ninguém sabe, mas enfim, a grama do vizinho parece sempre mais verde.quenocaso,aquiseriademaconha.

Bosque - Onde a massa de bandidos e pessoas feias e faveladas vivem. Lá foi implantado o projeto minha casa minha vida, o que vai deixar o aspecto favela ainda mais nítido. Nada mais a declarar.

Emboacica - O que é isso ?

Varginha - Um pedaço da cidade que se esconde atras de uma alta colina, sinceramente se você for sequestrado e levado pra la, quer dizer passear la, e conseguir encontrar o caminho de volta, você notara que não consegue sentir as pernas já que a bairro todo foi construído em cima de um pequeno vale. Não é recomendável andar nesta região sozinho já que de cinco pessoas que vão lá apenas um volta, detalhe: sem um dos três membros inferiores. O lugar é tão perigoso que nem as testemunhas de jeova ousam pisar na localidade, alem de não ser seguro, não há portas para bater pois já foram vendidas para saciar os vícios em drogas, alcool e cd's piratas da pior qualidade. Os poucos moradores de bem que lá resistem sofrem dia e noite com o esquecimento por parte do prefeito que não ousa visitar nem em tempos de eleição.

Há outros bairros na cidade, que eu não pretendo citar aqui, uma vez que não se tem nada lá, seria mais interessante relatar uma atividade sexual entre o cebolinha e a magali.

Segurança[editar]

Sendo a cidade com as ocorrências criminais mais bizarras, basta você digitar "Dias d'Ávila" no google imagens com safe search desativado para ver uma cabeça. E você me pergunta: aquilo aconteceu mesmo? Bem, se estamos falando da Bahia a resposta é: CLARO QUE SIM!

Já houve mortes de enforcamento de calcinha, de decepamento de pinto e de morte causada por introdução de um pepino no reto. Essa última foi eleita como maneira mais gay de se cometer suicídio.

Escolas[editar]

Das escolas que existem na região poucas tem aulas todos os dias. Devido a censura do estado não poderemos dar os nomes das escolas, mas contaremos com nomes fictícios.

C inferninho Localizada no inferno bairro da Urbis, é uma das escolas com a pior melhor merenda escolar do estado da Bahia, para se ter uma noção, a cada seis meses o "lanche" servido é um delicioso macarrão com molho de tomate da pior qualidade, as cozinheiras fazem milagres com a pouca comida que o estado manda, conseguem milagrosamente transformar um pão mofado em um pão mofado recheado com delicioso nada. Os professores são ótimos, os mais comprometidos com o trabalho ultrapassando a media estadual de 5 aulas por semestre. A infraestrutura da instituição é muito boa, contando com um maravilhoso trabalho de engenharia onde apenas uma coluna suporta bravamente todo o patio da escola, as portas são bastante conservadas e isto pode ser visto nas casas dos moradores que furtaram na calada da noite ganharam do estado, as portas da escola. Os bebedouros foram atualizados para incríveis torneiras de plastico ligadas a mangueiras de plastico centenárias.

C açucar Localizada no bairro do Moura Bastos, na Rua do Açúcar, nomeada assim por ter sido rota de fuga dos escravos sexuais que trabalhavam na fazenda de cana-de-açúcar do coronel Algostinho Carapa, dono de um dos maiores caralhos acervos de cabeças humanas da Bahia. A escola dispõe de uma ampla área de 10 m², milimetricamente dispostos afim de promover o máximo sofrimento dos alunos moribundos, cada sala é equipada com um inovador ventilador movido a prepúcios. A "merenda" ou lanche servido é tão bom, que o nível de infestação por ratos caiu para mais de 0,3%, a comida é servida em luxuosas latrinas individuais que apresentam os nomes de cada proprietário. Com os professores mais requisitados pelas penitenciarias brasileiras a escola trás com sincronia e qualidade muito sofrimento com bastante requinte de crueldade em um só ambiente.

C hospício Localizada no bairro da Urbis, a escola em questão é uma das mais cobiçadas pelas belas moças senhoras de Dias d'avila, por se tratar de uma escola centenária, pelo menos na aparência. Logo após a aula ou na sua grande maioria, após matar aula, os jovens se reúnem nas praças próximas a localidade para usar drogas e trocar "amassos", os jovens também levam livros distribuídos na escola para usarem na confecção de baseados na esperança de aprenderem o que não conseguem aprender em sala de aula, a escola é uma das mais policiadas, com visitas constantes da policia que sempre acaba levando algum maluco preso porque mostrou a genitália de estimação á professora. As taxas de gravidez na adolescência chegam a 104%, sendo que os 4% é ocasionado por alguns casos de cães que deram a luz a metade humanos metade cachorro. O nome fictício faz referencia a um fato que ocorreu na escola, quando a merenda escolar foi contaminada com altíssimas doses de psicoativos que segundo as investigações foram adicionadas ao feijão sem carne com farinha por alunos que eram donos de uma boca de fumo ainda em ascensão, que funcionava nas dependências da escola, esta "brincadeira" acabou criando um pandemônio, onde os todos que comeram do lanche contaminado, entraram em total perda de consciência, alem de alguns relatos de brigas que acabaram com umpaunabunda a morte de muitos jovens, a policia foi contatada e durante doze horas tentaram de todas as formas socar o cacete acalmar os ânimos dos "maluquinhos da Urbis" que é como ficaram conhecidos após o fato, alguns jovens tiveram graves sequelas, como HIV, Herpes e gripe.

Lazer[editar]

Há vários lugares bons para se ir em Dias D´ávila. Quando se tem dinheiro e quando não se tem. Irei citar os principais pontos divertidossórindo para que algum dia, você, meu caro leitor, saiba onde passar as melhores férias de sua vida !

Praça ACM - O melhor lugar para se ir num sábado à noite. A população se concentra na praça depois das 20:00, onde se vê claramente moçasputas rondando através de homens para conhecerdar. Se tiver carro ou for de fora, melhor ainda. Até se tiver 5 reais para levar na sorveteria do centro, já ganhou a noite com as garotas de short curto que parecem ser do bairro da Urbis. É lá onde acontecem as melhores 'resenhas' da cidade, é lugar de muita alegria ! Os bancos da cidade são tão conservador e modernos que há aqueles em que são especiais para pessoas portadoras de hemorroidas, com apenas uns três paus, um de encosto, um pra sentar e o outro paraenfiarnoseurabo ficar nas costas.

Praça da Nova - A praça da Nova, ou praça do Raul Seixas, é geralmente usada para os 'amassos', uma vez que metade da praça fica no escuro, onde há vários banquinhos e casais fazendo sexo com roupa neles, indiscretamente. Tem agora o parque de diversões para crianças, com pula-pula e tudo mais para a criançada ! Anda de Skate ? Não se preocupe, há um ralf perfeito para os skatistas lá, com um buraco do lado para guardar mantimentos ou brincar de esconde-esconde. Usa-se também o ralf para brincar de "rala bunda", que consiste em descer o ralf escorregando. O parquinho também é perfeito para se quebrar os brinquedos, uma vez que já estão quebrados, dá para pegar doença andando descalço pela areia.

D'Marco - Um dos melhores lugares para ir, a pizzaria onde tem a melhor pizza. Nem tem graça comentar dela aqui, é a única coisa que presta. Mas só vai lá quem tem muito dinheiro no bolso, uma vez que uma pizza é o preço da sua casa.

Sorveteria - A sorveteria do centro é o único lugar que é bom de se ir. Mas lá há chances de encontrar pessoas conhecidas que não se quer ver, então, melhor se matar mesmo.

Pizzaria El Toro - Sim, só se for a esperma do Touro, porque não é normal a borda recheada da pizza de lá. Eles dizem que usam queijo para rechear as pizza's, mas, eu creio que ou é shampoo Garnier, ou então um Touro safadinho e forever alone andou vendo Redtube..

Tchê - Lugar onde você vai para comer um hambúguer extra gigante ( é sério ) mas na hora da conta tem que pagar a metade do valor que comeu pras garçonetes.

Milk Shake - A sensação do momento, que chegou para disseminaraids abalar a concorrência, é o local onde as jovens putasdocuafofado moças vão para tirar foto e exibir a falsa vida que nem de longe é boa, é onde rapazes levam suas vagabundas namoradas ou futuras namoradas para encher a barriga com uma mistura desconhecida de vários tipos de leite (se é que me entendem) á uma temperatura extremamente baixa, riquíssima em açúcar e outros aditivos químicos que por sinal foram utilizados durante a ditadura militar para torturar os presos, entre os mais nocivos há um o qual não se pode citar o nome por motivos específicos, que causam alucinações tão fortes que faz com que os jovens se sintam cafetõesedonosdap*rratoda amados pelos pais, que não sem motivo os expulsaram de casa.

Pense duas vezes antes de viajar. Não sabe o que perde por Dias D'ávila, é o melhor lugar do mundo