Dick Cheney

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
McdonaldsAmerica.jpg
EUA Falencia.jpg

Powered by Chevrolet

Este artigo é gringo! Ele só usa eletrônicos da Apple, tem um Chrysler poluidor, não joga futebol e acha que é privilegiado. Não tente usar armas químicas de destruição em massa ou jogar aviões contra ele, a não ser que queira ir morar com o Bin Laden...

Tio Sam agradece! Alguém quer um Big Mac com Coca Cola?

Richard B. Cheney
Richard B. Cheney
Ordem: 46º Vice-Presidente
Duração do mandato: 20 de Janeiro de 2001 – presente
Predecessor: Al Gore
Data de Nascimento 30 de Janeiro de 1941
Local de Nascimento: Power Cable, Alaska
Esposa: Lucy Liu
Profissão: Empresário
Partido Político: Republicano
Presidente: George W. Bush

Cquote1.png GO FUCK YOURSELF, MR. CHENEY! Cquote2.png
Americano engraçadinho passando por trás da reportagem sobre Dick Cheney
Cquote1.png GO FUCK YOURSELF, MR CHENEY! Cquote2.png
Estados Unidos, depois do incidente sobre Dick CHeney
Richard Bruce Banner Cheney (nascido em 30 de Janeiro de 1941), mais conhecido como Dick Cheney, é um político estadunidosdaméricanense e empresário associado ao Partido Republicano. Atualmente Cheney é o 46º Vice-Presidente dos Estados Unidos da Gordura.

Cheney foi o arquiteto do mal no endurecimento da política externa americana e é considerado a noiva de Satanás no Iraque, mais especificamente devido a elaboração das mentiras deslavadas sobre uma conexão entre o regime de Saddam Hussein, Al-Qaeda, OVNIs, Máfia, o assassinato de JFK e os cavaleiros templários, assim como a existência de armas de degustação de massas.

Estas mentiras para a invasão de 2003 se revelaram falsas e copiadas da Wikipédia, e o escândalo do estupro de uma agente da CIA reavivou com intensidade a distorção de dados de inteligência e táticas agressivas do governo Bush para abafar as vozes dos seus críticos com uma bola de basquete enrolada com arame farpado na boca.

Wikisplode.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Dick Cheney.

Tabela de conteúdo

[editar] Biografia

Cheney quando jovem.

Cheney nasceu no Alaska, filho de um esquimó solitário e um pinguim-fêmea. Seu pai vendia esterco de baleia e sua mãe era campeã nacional de softball (uma versão mais gay do beisebol). Ele entrou para a universidade de Yale, onde foi expulso por vagabundagem. Acabou tendo que cursar Artes na universidade de Wyoming, um curso mantido pelas universidades do mundo inteiro para deficientes mentais. Aos 21 anos em 1962, ele e Mel Gibson foram pegos no teste do bafômetro, e embriagados xingaram todas as minorias raciais que encontraram na prisão. Foi a primeira experiência de sexo anal da vida de Cheney, e a décima-quinta de Gibson.

Em 1964, Cheney converteu-se ao Mormonismo e casou com 25 mulheres, entre elas Linne Ann Vincent, uma prostituta da qual ele era cliente por vários anos. Dessa relação promíscua nasceu Mary Cheney, a única lésbica de direita dos Estados Unidos.

[editar] Política

Assim como Bush, Cheney usou suas conexões para escapar do serviço militar durante a guerra do Vietnã, deixando outros trouxas de direita como John McCain fazendo o trabalho sujo. Em 1969, começa sua carreira política lavando o dinheiro da linda figura Richard Nixon. Consegue um emprego de lavador de latrina durante o governo de Gerald Ford, em 1976. Entre 1978 e 1989, vira senador pelo Wyoming, um estado montanhoso famoso por sua população de 150 répteis (que votaram nele), sucedendo Zé Colméia. Nessa posição, votou contra a libertação de Nelson Mandela dizendo que o negrão era comunista e gay.

Nos anos 90, ele serviu como secretário de defesa para o pai daquela aberração da natureza, George H. W. Bush. Durante esse governo, os EUA invadem o Panamá, o Irã, o Iraque, a Rússia, o Vaticano e a Bulgária. Cheney participou de todas essas operações de longe, já que depois do fiasco do Vietnã ele provou que a melhor guerra é aquela que os outros lutam e ele manipula.

Cheney sendo entrevistado pelo Homem Elástico.

Depois de ser expulso da Casa Branca durante o governo de Bill Clinton, Em 2001 ele assume ilegalmente a vice-presidência em um eleição tão furada que até Robert Mugabe declarou "Isso é um absurdo!". Depois dos ataques de 11 de setembro, Cheney escondeu-se corajosamente em um buraco no chão por dois meses. Saiu para liderar o bombardeio humanitário do Afeganistão, em que bombas cor-de-rosa recheadas de bombons foram jogadas no país dilapidado. Depois dessa divertida operação, começou a por em prática seu plano de dominação do universo, uma campanha de difamação que destruiu com a reputação de planetas importantes como Plutão. A invasão de Marte pela NASA foi uma retaliação contra a prática marciana de enfiar sondas anais nos caipiras americanos.

Depois de conseguir o impossível em 2003, trazer mais caos para o Iraque do que a ditadura sangrenta de Saddam Hussein, em 2006 Cheney ficou excitado e acabou gozando sem querer na face de um amigo durante uma orgia. O caso teve repercussão mundial, e Cheney pediu desculpas publicamente.

[editar] Últimas Notícias

Em 2007, Osama Bin Laden envenenou uma tigela de pretzels (que ninguém come aqui no Brasil, puta merda, olha essa foto aqui pra entender:Pretzel.jpg) numa tentativa de assassinar o vice-presidente na base de Abu Simbel. Infelizmente, George Bush resolveu provar um e engasgou, caindo de boca no chão e arruinando o estratagema. Analistas políticos afirmam que o plano falhou porque os pretzels foram fornecidos por Israel.

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas