Dilúvio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Tubarão.jpg Este artigo é aquático!

E é especialista em natação. Se você vandalizar, ele te joga uma tsunami, então cuidado com os tubarões e não leia sem usar uma máscara de oxigênio.


Na Bíblia, em Gênesis, Deus se arrepende de ter criado o homem, devido à merda que ele estava fazendo com a Terra. Então, decide inundar a porra toda como punição, fazendo desaparecer tudo que havia perdido o tempo criando. Porém, decide poupar Noé, por este ter agido bem, e lhe recomenda fazer um barquinho de madeira, e botar sua familiazinha, e um casal de cada espécie existente pra trepar e fazer mais da espécie. Isso é o Dilúvio (aka. Acidente Catastrófico EDivino da Perdição).

Deus castigando a humanidade com o tal dilúvio


História[editar]

A arca veio a descansar sobre o Monte Ararat. As águas começaram a diminuir e os topos das montanhas emergiram. Noé enviou um corvo, que não viu lugar pra pousar caiu e morreu. Em seguida, Noé enviou uma pomba, mas ela retornou à arca sem ter encontrado nenhum lugar para pousar e de novo caiu e morreu. Depois de mais sete dias, Noé novamente enviou a pomba e ela voltou com uma folha de Maconha (eles pensaram que era de oliva) no seu bico e então ele soube que as águas tinham abrandado.

Noé esperou mais sete dias e enviou a pomba mais uma vez (puta que pariu que repetitivo), e desta vez ela não retornou. Em seguida, ele e sua família e todos os animais saíram da arca e Noé fez um sacrifício a Deus matando uns bichinhos inúteis como uma barata, e Deus resolveu que nunca mais lançaria maldição à terra por causa do homem, nem iria destruí-la novamente DESSA MANEIRA.

A fim de se lembrar dessa promessa, Deus colocou um arco íris bonitinho, dizendo: "NUM VAI TER MAIS NADA DE MORTE COM ÁpGUA NESSA TERRA MAIS NÃO MANOOO!!!!".

Não, pelamordedeus, não foi assim a cena, isso é muito gay. (Se realmente pensou que era assim, podemos começar a te chamar de boiola.

Ver também[editar]

Este artigo é um esboço.
Pare de escutar CPM 22 e ajude este pobre artigo.