Discussão:Indonésia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Desde seu descobrimento pela Holanda, os Deuses dos vulcões Indonésios estão enfurecidos, e a cada 2 anos entram em erupção. Esse é um dos grandes motivos pelo qual os Indonésios andam normalmente com guarda-chuvas à prova de lava. Após a última erupção do Merapi, em Yogyakarta, que não foi lá grande coisa, houve uma grande discussão entre os Chefes-deuses-vulcões, que decidiram deixar o destino da população mesmo na mão dos fanáticos religosos e da gripe aviária.

o comentário precedente deveria ter sido assinado por Mon (discussão • contrib.)

Amiguinho(a) favor assinar com os ~~~~ ok? e ponha este conteúdo no artigo :P SmileySmall.png Simon Winchesther Crimes resolvidos 10h32min de 15 de agosto de 2009 (BRT)


Esse artigo não tem a menor graça, só pode te sido escrito por um timorense. Isto é ofensivo e fere as instituições de direito. Sou indonésio e garanto que o meu país não é nada disso que está aí.

179.222.147.179 (discussão) 11h48min de 19 de fevereiro de 2014 (BRT)

Caro amigo indonésio, sei que vocês não gostaram do que está escrito aqui, mas antes de reclamar-nos lembra-te mais de quando a Indonésia invadiu o meu país em 1975, uma ocupação nefasta que durou até 1999 com um saldo de mais de meio milhão de mortos (em sua esmagadora maioria timorenses), e do Massacre de Santa Cruz, em 12/11/1991; vocês esqueceram mas nós não. Vocês nos pegaram de surpresa em 75 aproveitando-se das nossas fraquezas, mas sabem que hoje não estamos sozinhos (temos a CPLP e até a China do nosso lado), e que se vierem nos invadir serão expulsos daqui a bala! Somos pacifistas mas odiamos invasões.

o comentário precedente deveria ter sido assinado por 191.178.114.46 (discussão • contrib.)

Este cidadão indonésio mal sabe defender o próprio país (se é que as barbaridades cometidas em meu país possuem alguma defesa, não mesmo!) e se acha no direito de nos afrontar achando que temos medo só porque eles são compostos por bárbaros muçulmanos que não sabem dialogar, vivem na à base da lei do medo e do silêncio, quando são contrariados querem matar, se vingar, jogar bombas (como fizeram nos EUA em 2001) e ameaçar as outras pessoas de religiões diferentes! Essa é que é a grande verdade. O artigo não mentiu em absolutamente nada, uma vez eu saí da minha cidade (Díli, a capital) para Jacarta para concluir meus estudos e só vi MISÉRIA! Era um espetáculo de horror: crianças correndo atrás de turistas pedindo comida, barracos velhos prestes a serem demolidos, palafitas (que, diga-se de passagem, é o que mais existe nesse país de prostitutas e depravados, depois da Tailândia) e saí de lá perplexo! Só não quero voltar pra lá porque aquilo é pior do que o inferno (se não for o próprio)


E o que foi ofensivo? Esse artigo? Isso daí não é nada se comparado aos 24 anos de horror nos quais meus conterrâneos foram submetidos. Só minha mãe lembra o que passou nesse meio tempo em que esses malditos muçulmanos estiveram no Timor, invasores que não sabiam o seu lugar. E querem se passar por madalenas arrependidas? Vai se *****, cara! Vá pro diabo que te carregue! Como disse o colega acima, vocês nos pegaram desprevenidos porque naquela altura estávamos sozinhos, mas hoje temos vários contatos. Que, vocês acharam mesmo que só por serem muçulmanos os seus amiguinhos da Liga Árabe vão ajudar? Nem pensando!

o comentário precedente deveria ter sido assinado por 191.178.114.46 (discussão • contrib.)

Só para constar, o artigo foi escrito por um brasileiro.

Brasil e Timor-Leste é nós!

ALHAZRED, O ÁRABE LOUCO Sharada, Salat, Zakah, Ramadã e Hajj 08h56min de 29 de maio de 2014 (BRT)

E só pra constar como última coisa, amigo indonésio: Nós timorenses NÃO SOMOS indonésios! O indonésio NÃO É a nossa língua! Entendam isso se puderem. o comentário precedente deveria ter sido assinado por 191.178.114.46 (discussão • contrib.)

264939.jpg ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.

De todas as maneiras possíveis e imagináveis, só não esperava ter que colocar essa predefinição justamente por conta de um indonésio (resultado: rindo até agora). Time Travelling Bill Voltem.png 10h50min de 29 de maio de 2014 (BRT)

Está Desciclopédia deveria se chamar Desciclopédia brasil. este é o problema de uma enciclopédia lusófona. Nuvola apps cache 2.pngZIP xingue aqui 11h19min de 30 de junho de 2014 (BRT)

Porque os gringos vem aqui falar bosta?. Nuvola apps cache 2.pngZIP xingue aqui 11h21min de 30 de junho de 2014 (BRT)

Bem, já que vocês se sentem tão diferentes dos outros países lusófonos e se incomodam tanto com a presença lusófona por que então não mudam sua língua pra "brasileiro" ou "brasiliano"? Seria bem mais fácil ao invés de dizer essas barbaridades

o comentário precedente deveria ter sido assinado por 191.178.114.46 (discussão • contrib.)

Esse comentário do Wellington foi bem idiota e nada a ver. Todo timorense é convidado a ajudar a Desciclopédia sim, porque sim, a Desciclopédia é um site lusófono queira ele ou não. ALHAZRED, O ÁRABE LOUCO Sharada, Salat, Zakah, Ramadã e Hajj 22h16min de 5 de agosto de 2019 (-03)