Divisópolis

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Boratnice.jpg Yackshmash! I like you, I like sex, it's nice! High five!
Borat está feliz porque você vai adicionar novas imagens a este artigo! Chenquieh!!!

Divisópolis é uma cidade na divisa de Bahia com Minas Gerais. Como já é de se pensar, Divisópolis ganhou um pouco de cada estado: a caipirisse e o mato de Minas Gerais e a pobreza e a poeira da Bahia.

História[editar]

Fundada por dois cobradores de imposto. Conta-se que ambos estavam passeando e tentando cobrar coisas dos habitantes do sertão baiano. Após eles fazerem um complô (ou algo do gênero, eu nunca fiz faculdade e moro em Divisópolis, por isso que o texto está tão ruim) contra os cobradores, eles o amarram e os põem em um buraco de Minas Gerais.

Os cobradores se desamarram e decidem ficar ali que seria bem mais seguro do que encarar aqueles caipiras do interior baiano.

Assim se forma Divisópolis, a cidade "da divisa" pois é a única coisa que tem na cidade: um lado bahia e do outro lado minas gerais. Só.

Mais tarde, quando a população cresceu, criaram uma igreja nesse fim de mundo para coletar os dízimos que precisavam de cada centavo dos fiéis e no fim Divisópolis virou o que é hoje: pobre, empoeirada, cheia de mato, caipiras e carolas.

Cidade[editar]

Há uma lei elaborada por um geógrafo brasileiro que rege Minas Gerais, a lei diz: "Quanto mais próximo da fronteira Bahia-Minas mais pobre será a cidade" e essa lei nunca errou ou deixou na mão nenhum economista. Por isso é de 100% de certeza que seu negócio (a não ser que seja uma padaria) não dará certo nas cidades perto da Bahia.

Então imagine Divisópolis... O secretário da saúde local não tem sequer um carro, as roupas são todas rasgadas, não tem sapato e vive empoeirado. Para um secretário da saúde ele não parece já que ele tem menos de 10 dentes na boca... E olha que ele é considerado a pessoa mais saudável da cidade.

O secretário da educação parece ter o Rio Tietê na boca, no sentido pejorativo, já que ele tem a Síndrome de Tourette e já inventou palavrões que sequer eram conhecidos, e no sentido literal, devido ao seu bafo que É o rio tietê. O vice prefeito é uma cabra e o prefeito é uma Banana.

O prefeito é uma Banana pois conta-se que ele era a Banana mais bonita e perfeita já produzida no município, por isso, enquanto ela durar a banana será o prefeito.

A política da prefeitura atual é educar e treinar os macacos nativos do município, esses macacos, mais popularmente chamados de Divisopolenses, são analfabetos e não sabem o que significa "internet", mas tenham dó já que sequer há uma TV a cores em Divisópolis.

Administração[editar]

  • Prefeito: Seu banana
  • Vice prefeito: Dona cabra
  • Presidente da câmara de vereadores: Qualquer Um (falta de candidatos sabe?)