Dois Vizinhos

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ruth lemos01.jpg Esse artigo-igo não tem nenhum valor nunonotri.. nunotritriti... adequado!
Ajude-ude essa página-na idiota-ota a comer um sanduíche-íche... AGORA-ORA!!!
Dois Vizinhos, também conhecida como a capital nacional da galinha, é uma cidadezinha localizada em algum lugar do Paraná.

Geografia

Dois Vizinhos é um município sul-americano do estado do Paraná localizado no Fim do Mundo Paranense. Tem dois dos rios mais poluídos do planeta: Rio Dois Vizinhos e Rio Jirau Alto.

Economia

A economia é completamente dependente de Francisco Beltrão.

Em 2005, o município conquistou o título de Capital Nacional do Galinha, por parte da empresa Sadia S.A. possuir um abate de 490.000 a 510.000 galinhas por dia, fora aquelas que trabalham matando as outras galinhas lá dentro. Dois Vizinhos se localiza no vale do rio iguaçu e tem um de seus maiores afluentes : o rio chopim ( que por um de seus deltas vir de chopinzinho a água chega cheia de merd# e bost# , catarro e corpos mortos).

Notou-se um crescimento acelerado na quantidade de Lojas 10, farmácias e panificadoras na cidade. Para quem não sabe, lojas 10 são como lojas de 1,99, mas custando 10 reais ou menos e normalmente a loja é embalada por uma doce trilha sonora... do Latino.

Outro ponto forte são as academias e o crescente número de moradores do Bairro Esperança a gastar o dinheiro da reciclagem (outra grande vertente da economia, mesmo eles destruindo seu lixo e pedindo suco e bolachas para suas 10 crianças ).

É cada vez maior o número de oficinas de motocicletas na cidade. São lugares agradáveis, com cheiro de graxa e o cofrinho do mecânico aparente. O atendimento nesses estabelecimentos é de primeira e com peças de segunda mão novinhas, além da máfia formada pelos donos dos postos de combustíveis.

Entretenimento

Apesar de poucas as opções de lazer, nas sextas-feiras sempre tem um baile no caldeirão, lugar em que só vai gente de primeira...se você ir lá e não sair com uma mulher pode esquecer, pois o seu negócio é outro. Tem também a ZOEE, que só atrai Playboy e gostosas da Unisep, que você nunca vai pegar. De 2 em 2 anos ocorre a Expovizinhos, famosa por trazer atrações musicais de primeiro escalão, como Calypso e Nx zero. O legal é ver a galera depois das festas procurando as fotos no Cidadeaovivo, povo do Caldeirão pedindo pra apagar as fotos senão a muié mata o bicho e as patricinha da ZOEE falando mal das roupas das outras patys...

E também tem o maior ponto turístico ambiental que é o Lago Dourado, onde se pode ir pra passar fome, morrer de calor e sair com picadas de mosquito.

Esporte

Dois Vizinhos é uma cidade muito esportiva. Possuindo meio time de futebol e os adeptos da caminhada no lago dourado correndo o risco de ser sequestrado, estuprado , morto, virar traficante ou drogado enquanto você anda e observa a lindo brilho de cocô, camisinhas e corpos boiando.

Os times de futsal escolares são sim o grande orgulho da cidade. São times de vencedores com seus memoráveis e comuns 2º lugar em todas as competições ou nem isso.

O motocross e o cavalo de aço também são muito populares. Na cidade possuímos os piores pilotos do Brasil que apenas ganham alguma coisa por causa de suas motos importadas. E muito diferente do que a grande maioria acha não é só o Gordo e seu filho que andam bem não. O cavalo de aço é o lugar onde se encontra o maio número de bundas e óculos de 15 reais por m² , um funk neurótico que fizeram download do lokosom para se escutar a caminho da sadia sem fone no dia seguinte com os "brodii"

Também tem o centro cultural, que poderia rodar filme nos fins de semana, mas na verdade só alugam pra playboys fazerem festas de formatura.

População

Bob e seu charme.

Dois Vizinhos tem mais do que dois vizinhos, que trocam ideias com Cruzeiro do Iguaçu, Boa Esperança do Iguaçu, Verê, São Jorge d'Oeste, Salto do Lontra e Enéas Marques.

A população não é tão burra e fofoqueira como a de Chopinzinho e a de São João, mas isso não quer dizer que não seja, se alguém fizer qualquer coisa, no outro dia a cidade inteira estará sabendo de qualquer maneira. E só pra constar, a pessoa mais popular de Dois Vizinhos não é Dagoberto, que nasceu no município, é o Bob, um cover gay do Osama Bin Laden.

Como é uma cidade pequena, todo o mundo se conhece e todos conhecem o Bob. Mesmo assim, tem muita guria que não sabe que todos sabem que ela é vadia. Isso acaba facilitando o trabalho da catiguria, já que não há inibição. Há grandes quantidades sábado a noite e domingo de tarde no centro.

Não se pode esquecer dos moradores da zona rural, carinhosamente chamados de "colonos", que nos prestigiam com seus carros sujos e sua ilustre presença nas filas dos bancos com suas galochas e seu cheiro de merda de porco, e os inúmeros alunos do interior, que andam de ônibus da prefeitura para cima e para baixo com seus braços fortes para desatolar o buzão quando chove.

Transportes

A distância até a capital é de 419 quilômetros, mas não vá a pé não, porque se não você levará uns 60 dias para chegar lá. Seus principais acessos são pelas barrovias PR-180 e PR-469. A cidade mais próxima é a tal de Verê, uma espécie de bairro mais retirado de Dois Vizinhos. Da pra ir a pé. De carro é perigoso devido aos buracos, pois não tem borracharia no trajeto e nem no Verê.

Características

Chegar a cidade de Dois Vizinhos tanto de carro particular, carroça ou mesmo com as diversas linhas de ônibus, é bastante evidente, pode se estar dormindo, enjoado de tanto chacoalhar nos açudes no meio da estrada e você sabe que já chegou, na entrada a partir do grande Verê, o cheiro impreguina nos pulmões, cabelos e coro de quem infelizmente por ali passa.

Já chegando de Boa Esperança do Iguaçu, você irá passar pela UTFPR (Universidade Tecnologica Feredal do Paraná) por uma estrada secundária que quando chove tem que por corrente no fuca pra poder passar. Nos períodos de seca você tem que usar mascara pois a poeira é muito intensa.

Na entrada pela cidade do Cruzeiro do Iguaçu, você tem que ter muito cuidado, pois mesmo sendo asfaltada passa somente um carro por vez. O capim colonião é tanto que ocupa metade da estrada. Nesta estrada pode se encontrar o maior número motorista alcolizados do brasil, todos os duuvizinhenses saem para a prainha artificial do Cruzeiro do Iguaçu, enchem a cara e voltam bebado para os seus lares.

Chegando em Dois Vizinhos pela cidade vizinha São Jorge você encontra uma estrada em abandono total, placas de sinalização simplesmente não existe. Motoristas que chegam na cidade por ela e não conhece a estrada esta sujeito a capotar na curva do cabrito, ou capotar numa reta antes da comunidade de santo izidoro por há desnivel na pista. Ja o radar instalado no inicio da cidade não tem sinalização nenhuma, então vc será multado se passar acima de 60 km/hora.

Chegando por Francisco Beltrão vc encontrará pista com muitos burracos, só esta trafegando maquinas agrícolas. Automóveis tem que ir por Itapejara d´Oeste para chegar a Beltrão.

É dividido em Centro Norte ( lojas, shoppings , favelas, colina, morros e sauípes) e o Centro sul ( quem mora lá acha que vive na verdadeira europa de dois vizinhos OBS; com exceção dos bairros de 2° mundo como Nossa senhora de lourdes) Os bairros que você tem o minimo de segurança são : São francisco de Assis e São francisco Xavier, mas de longe o mais violento é o bairro Esperança, que por não fazer jus ao nome é conhecido popularmente por OCA (Organização Central de Armas), que é controlada pelo traficante Bem-Te-Vi onde tomou todas as bocas de fumo da Gangue do Galo Cego e mandou todos para o Monteiro Lobato.

Turismo

Os principais pontos turísticos da cidade, são... bem... É o lago Dourado, onde a única coisa que é dourada é a vista dos riquinhos que ficam hospedados no hotel que tem no morro.

Dois Vizinhos se encontra num relevo de planalto, e se você não sabe o que é isso, vou contar pra sua mãe que você gazeou a aula de geografia. Pode-se ter uma vista linda da cidade lá no Centro Cultural. Tá, é isso.

Apesar de muita gente afirmar que o Lago Dourado é o maior ponto turístico, vale lembrar que temos casarões históricos na cidade, como o Hospital do Dr. Gazalle, que só não foram tombados como patrimônio porque o povo nem liga pra isso e tá doido pra demolirem logo e construírem mais um prédio de 2 andares (nem duvido que a cidade inteira fique cheia, e a maioria pintada de bege).

Política

Famosa pelas frequentes brigas políticas, há dois grupos rivais na cidade. Ao contrário do que normalmente ocorre em outros lugares de as brigas políticas se restringirem à época das eleições, em Dois Vizinhos a merda da disputa dura o ano inteiro, com direito a gente se xingando, mulher se descabelando, jornalista espancada e graças ao povo e aos jornais que fazem questão de ficar se atacando. É tanta briga que se um dia o povo sair armado na rua pra se matar, provavelmente teríamos foices, espingardas e uma ou outra coisa contrabandeada do Paraguai. O que se nota é uma tendência meio Romeu e Julieta, tanto que se uma 45 se envolver com um 15, há sérios riscos do casal ser morto. Se for seu caso, fuja pro Verê.

Gastronomia

Os traços da gastronomia duovizinhense são claramente marcados por um conhecido dogão onde se faz o melhor e mais contaminado lanche da cidade. Sabe-se que há um enorme mito em torno da grande franquia Mc Davids, o nome da rede, comandada pelo Davi Mestre. Em toda a grande DV city, encontra-se algum trailer de dogão para matar sua fome com menos de 5 reais. Esse lanche, apesar das quase precárias condições em que são produzidos, ajudam muitos bêbados a se restabelecerem depois da night.

O Mc David não é somente um lanche, é quase uma filosofia de vida, aquela que prega a igualdade entre os seres humanos. Essa verdadeira paixão duovizinhense causa saudade em muitos antigos moradores da cidade, geralmente estudantes pobres que não conseguem ainda variar tanto seu novo cardápio solitário.

O dinheiro que o duovizinhense paga o dogão é geralmente tocado pelas mesmas mãos que produzem o delicioso dogão, o que explica o gostinho alucinante do dogão e da maionese elaborada pelos próprios empreendedores, uma iguaria produzida com mijo de macaco.