Drakkar

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Drakkar.
Era isto que eles usavam pra passear pelos grandes oceanos

Cquote1.png Você quis dizer: Nave do Dragão? Cquote2.png
Google sobre Drakkar
Cquote1.png É nesses barcos que uso pra pescar sereias! Cquote2.png
Um pescador Vinking sobre Drakkar

Dracar (forma aportuguesada para a palavra nórdica antiga Drakkar - navio do Shiriu) é o nome genérico pelo qual são conhecidas as embarcações vikings que tinham por principal característica uma cabeça do Shen Long na proa, a conjunção de velas e remos, navegação tanto em águas profundas quanto rasas e usado para o transporte de soldados, mercadorias, nas corridas vinknianos e nas conquistas.

O termo Drakkar[editar]

O termo drakkar, usado para designar esse tipo de embarcação de pobres violentos, embora bastante difundido, é de origem recente, segundo o etimologista francês Alain Rey; teria surgido em 1840, a partir do termo sueco drakar (dragão), plural de drake, este mesmo similar ao antigo nórdico dreki, um bando de bárbaros que roubam e matam para viver, muito comum no tempo da tua bisavó.

Seu histórico[editar]

Até meados do século VI os vikings não haviam desenvolvido as velas em suas embarcações, o que foi um atraso em relação a outros povos europeus, pois lá ele preferiam apenas matar os que estavam sobre as suas erras sem se preocupar com as demais no mar. Mas em 560 Procópio, historiador bizantino, relata que eram povos que navegavam apenas com uso de remos onde diziam que pesacavam muitas sereias gostosas. Gravuras dos séculos VI e VII, encontradas na Gotlândia, revelam sua evolução de um pano quase que decorativo até as grandes velas posteriores que vinham ao mar para ir atrás dessas sereias, onde todos se deram mau por causa disso, menos os que usavam os Drakkar para conquistarem os reinos próximos. Ao mesmo tempo era desenvolvida a quilha, que fazia do bote um navio, capaz de grandes deslocamentos e suportar mais de 8 mil kilos de pesos, pois os barbaros eram tão gordos quanto os americanos na atualidade (ou não).

Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!