Duende Artur

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
21892694.jpg EIRINN GO BRACH!

Este artigo é irlandês. Ele mora no fim do Arco-Íris, resistiu aos vikings e aguenta chuva o ano inteiro. O autor é um católico fanático que fala galês misturado com inglês e bebe cerveja até desmaiar.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Pica-Pau Verde Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Duende Artur
Artur na época que ainda ganhava a vida como bailarino.
Satã Negão zoando com a cara do Artur após sua 8001ª ida ao inferno por ordem de seu amo.

Artur O'Toole é um Pica-Pau Leprechaun duende, que seria um anãozinho benfazejo que veio da Irlanda pra realizar nossos desejos (até rimou, mas é tudo propaganda enganosa). O problema é que o filho da puta só sabe fazer merda, igual ao governo do PT, e todo e qualquer amo que ele atendeu se fodeu lindamente. Atualmente, no mundo dos duendes, Artur teve o registro cassado devido a sua total incompetência.

Seu Melhor Duende?[editar]

Artur medindo cientificamente o bafo do Pica-Pau.

Pica-Pau, como qualquer mortal, ainda que consiga se livrar das situações mais absurdas em geral provocadas por culpa dele mesmo, sofre do único mal que talvez seria capaz de confrontar até Chuck Norris: as contas. Assim, jogando as contas pro alto igual sorteio de cartas, ele não sabia o que fazer mais, quando diante dele aparece um trevo de quatro folhas. Acreditando que traria boa sorte, ele tira a planta do assoalho e "zap!", ele vira o Duende Artur se o Pica-Pau tivesse comunicado a polícia, isso não teria acontecido.

O duendinho então explica seus poderes usando um repente de Caju & Castanha e truques a la Mister M, como flutuar, ficar pequeno como um elefante e grande como uma ameba, ficar rosado, azul, negão, se multiplicar em clones, sugar todos pra dentro de si mesmo automaticamente (com exceção de um, que era teimoso e teve que voltar no manual) e até em animais exóticos. Daí o meliante oferece seus serviços, de três desejos apenas.

Assim, o Rói-Pau pede pra ser rico, muito rico, OURO, OURO, OOOOOOOOOOUUUUUUUUROOOOOOOOO!!! Assim Artur manda ele se inscrever no Show do Milhão o leva pro fim do arco-íris (que na verdade era o nome de um banco de Nova York). Lá, o cabeça de fogo vê vários sacos cheios de vale-balão moedas de ouro e sai correndo com um pra comprar um... telefone de ouro? E ai, já na rua, descobre que foi enganado, só que é muito tarde: a polícia começa a caçá-lo como ladrão. Começa a dizer que seria "um duende" o culpado, e claro que o policial começa a zoar com o pássaro pela sua prática de consumo de LSD, mas logo "coisas estranhas" acontecem com ele, como uma marretada fantasma, uma TNT misteriosa, um telefone de TNT, uma bala perdida da própria arma em sua bunda, uma janela fantasma na parede, três baldes com pingas (na verdade um tinha uma dinamite elástica), um leão verde (?), uma poça d'água de profundidade de uma lagoa. Tudo culpa do duende encrenqueiro.

Quando o Pica-Pau achou ter se livrado da Polícia, dois novos guardas o prenderam. Assim, pediu seu segundo desejo: que o tirasse dali. Assim, ele foi trocado misteriosamente por um gambá, deixando os dois policiais desesperados e bem fedorentos.

Por fim, já em casa e desiludido, o Pica-Pau finalmente faz o último pedido, e o único que realmente prestou: mandou o Artur ir beber com Jeremias no inferno pra tomar a que U CÃO ia pôr pra eles beber. Assim é revelado que Artur é um fracassado igual ao grande Nappa, pois aquela tinha sido somente mais uma viagem pro fogo.

Vídeos[editar]