Duque (Quadrinhos)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Chewbacca.PNG ANIMAAAAAAAL!!!

Este artigo trata de algum animal, ou alguém que pareça um animal, ou alguém com nome de animal, ou alguma bosta que te faz se sentir um animal, ou ainda um ANIMAL. Nenhum animal foi maltratado na produção deste artigo.

Olhe pra mim!Olhe pra mim!

Cquote1.png Você quis dizer: Cachorro sem dono? Cquote2.png
Google sobre Duque
Cquote1.png Uuuaaaahhh..! Cquote2.png
Qualquer um sobre histórias com o Duque.
Cquote1.png Sai fora! Cquote2.png
Homem da carrocinha tocando o Duque, enquanto ele implora pra ser levado.
Cquote1.png ... ... ... ... ... ... ... ... ... Cquote2.png
Duque pensando.



Simplesmente x (1000) Duque[editar]

É o cachorro camarada do Bidu que até se assemelharia a um cachorrinho, senão fosse ter um tufo de cabelos que parece uma chana, sem depilar, sobre sua cabeça. É pequeno, marronzinho e tem olhos verdes. Suas participações emocionantes consistem em coisas como disputar ossos enterrados, com o Bidu, ficar quadrinhos e quadrinhos parado esperando o Bidu ir embora para não desenterrar um osso e ter que dividir. Dividir sim, porque, apesar de serem cachorros eles raramente brigam, nem pondo uma cadela no cio perto deles. Vez ou outra, acontece algo um pouquinho mais agitado, como os dois perdidos, ou correndo atrás de qualquer gato do Mingau, ou tirando sarro do Franjinha, mas isso é raro. Em algumas histórias se insinua que Duque tem dono, mas nem o próprio noiado do Maurício sabe quem é, de modo que parece ser mesmo de rua.

Impossíveis Melhoras[editar]

Uma das histórias mais entusiasmantes de Duque.

Ele talvez poderia se tornar mais interessante se participasse daquelas histórias em que o Bidu é meio humanizado, porém o lisérgico não deixa ninguém mais participar, quem sabe muito bem disso é o Pikachu Bugu. Duque nem insinua, pra não correr o risco de ser chutado por seu melhor amigo para fora das histórias. Depois, a maioria das histórias com o Bidu humanizado, que poderiam ser boas, acabam sendo dele reclamando do tédio com o Manfredo e não sabe porquê.

Rotina (mais doque literalmente): Principalmente e mais doque tudo: enterrar osso, depois, ficar parado com cara de bunda, fazer xixi no poste, correr da carrocinha junto com o Bidu, avisar que o Franjinha está com pano de chão toalha, escova e sabão na mão. Se algum cachorro um dia se tornar emo suicida, será o Duque.