Durandé

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma foto aérea da cidade de um lugar aleatório, por acaso essa é a sua casa leitor? Não, estou falando daquela lá toda caída na foto... Tá difícil achar pois todas tão demolidas?

Durandé é outra daquelas cidades de Minas Gerais microscópicas, com orkuteiros, playboys e flamenguistas. A cidade de Durandé também é a típica cidade empoeirada e cheia de mato de Minas Gerais, a principal atração por lá? As árvores, diferentes formas, tamanhos, tipos... Árvores são tão bonitas!

História[editar]

Seleção brasileira contra a seleção de El Salvador em um jogo em Durandé. Por que será as duas seleções usam o mesmo uniforme?^

A história de Durandé é a única no Brasil inteiro que assumidamente é ruim e sem-graça. Além de faltar nexo em algumas situações.

Enfim, nem é tão preocupante pois, apesar da história de Durandé (escrita por Felipinho, um menino de 5 anos de uma creche de Durandé, era a única pessoa da cidade que sabia escrever) ser escrita com vários erros de português e com palavras inelegíveis, ninguém ligava mesmo para como essa cidade foi criada.

Em breve resumo dos garranchos do escritor, a cidade se emancipou em 1993 quando soltaram um bando de pôneis que soltavam algodão doce pela boca na cidade que tinha Durandé como distrito, pressionado e com pôneis assassinos na porta do gabinete, o prefeito assina a emancipação da cidade de Durandé e enfrenta bravamente os pôneis.

Após um massacre de vereadores e prefeitos, a vitória é proclamada em Durandé... No dia 1º de janeiro, que geralmente é o dia em que ocorre as operações de troca de sexo, para começar o ano de um jeito "diferente".

A população fica decepcionada com a cidade, afinal, aí não tem feriado regional.

Diversão[editar]

A única diversão do Durandense, além de ficar em frente a varanda da casa com cara fechada e jogando a vida fora vendo o SBT e a Record, os canais mais deprimentes do Brasil - sem falar da globo, ela eleva a monotonia a um nível maior -, há hobbies como o ecoturismo, que consiste em se meter no mato e esperar ser mordido por uma cobra.

E a melhor parte: os postos de saúde por lá não tem soro ANTI-OFÍDIO! Não é maneiro você ser mordido por uma cobra e depois dar mais valor a vida? É como Jogos Mortais, uma história mau explicada e de merda! Mas enfim, Durandé faz isso o tempo inteiro, deixar a sua cidade natal mais divertida, mostrar que sim, pode sim, ter um lugar pior do que a Gâmbia para ir e que ser policial de cidade pequena é algo lucrativo: só tirar gatinhos de árvores.

Isso que é vida! Obrigado Durandé!

Ver também[editar]