ECO-92

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
NovoWikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: ECO-92.
Representante do Brasil participando ativamente na conferência.

Cquote1.png Prefiro ver o filme do Pelé Cquote2.png
Chaves sobre ECO-92
Cquote1.png Acho melhor levar um Colete Balístico Cquote2.png
Representante de alguma nação quando soube que o encontro era no Rio de Janeiro
Cquote1.png Temos que peidar para dentro, só assim podemos reduzir a emissão dos gases estufa Cquote2.png
Sugestão de alguém que participava do encontro

A ECO-92, Rio-92 ou Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente, o Desenvolvimento Sustentável e outros assuntos sem relevância foi um encontro organizado pela Organização das Nações Unidas no Rio de Janeiro para alfinetar os países desenvolvidos, passar a mão na cabeça das nações subdesenvolvidas, puxar o saco dos ambientalistas e discutir a morte da bezerra.

Depois de muita bebida, conversa fiada e ambientalistas enchendo o saco durante a conferência inteira, os participantes do encontro que representavam o Terceiro Mundo concordaram em jogar a culpa em cima dos Estados Unidos e da Europa, enquanto os representantes destes fingiram que concordaram.

História[editar]

Autoridades de diversos países no Rio de Janeiro.

Na década de 1990, os países da ONU decidiram fazer um encontro para fofocarem discutirem sobre o aquecimento global, o efeito estufa e o buraco na Camada de Ozônio. No fundo, eles planejaram a reunião para fingirem que eram amigos das ONGs e dos ambientalistas, e assim convencer esses caras a pararem de perturbar os líderes das nações.

O buraco é mais embaixo (ui!).

Na escolha da cidade que abrigaria o evento, o Rio de Janeiro teve a sorte (ou o azar) de ser escolhido. Os "atrativos" da cidade foram um dos principais motivos para a escolha dessa cidade para sediar o encontro. O ditador brasileiro da época, Fernando Collor de Mello, também havia prometido bebidas alcoólicas para todo mundo, influenciando a escolha do Brasil para ser o palco da conferência.

Inicialmente, o combinado era de que a conferência seria feita durante o Carnaval, o melhor período para se observar cenas de orgia na rua. Mas como os representantes dos países tinham compromissos nessa data, tiveram que remarcar o encontro para junho.

Naquela época, quando os traficante dominavam (e ainda dominam) grande parte da cidade, e o Capitão Nascimento não trabalhava no BOPE ainda, o prefeito do Rio fez um acordo com os bandidos. Ele ofereceu cargos na prefeitura aos traficantes, em troca de uma paz temporária, enquanto o presidente e seus convidados participavam da roda de boteco conferência. Logo depois disso, o político Marcelinho Traficante, do partido PCC, se tornou Secretário de Segurança Pública.

Meio de transporte alternativo que não polui.

Em junho de 199 foi feito o encontro. Autoridades de diversos países, desde Atlântida até o Quirguistão, passando por Marte, Estados Unidos do Sul e Sealand foram à conferência, interessada em apreciar o turismo sexual e falar sobre meio ambiente. ONGs e ambientalistas também participaram do encontro fazendo barulho, passeatas e fodendo com o trânsito da cidade.

Assuntos discutidos[editar]

Foto tirada durante a reunião.
  • Buraco na Camada de Ozônio: Um dos principais assuntos da reunião. Os países discutiram o que fazer para evitar esse problema. Todo mundo chegou à conclusão de que como o buraco está acima da Antártica e do Acre, lugares inabitados, ele não fará mal algum à humanidade.
  • Aquecimento Global: Foi discutida a amputação do ânus das vacas em todo o mundo para evitar a emissão de gás metano presente no peido delas. Os indianos discordaram, visto que lá a vaca é sagrada e não pode sofrer tais intervenções cirúrgicas.
  • Transporte alternativo: Para diminuir a emissão de fumaça proveniente do escapamento dos carros, foi proposto o uso de transportes alternativos, como o carro movido a hamsters.
  • A roupa brega usada pelo presidente de um país que eu esqueci o nome que fica na Ásia Central.
  • A morte da bezerra do Bush Pai, vítima de pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiose

Conclusões[editar]

Ambientalistas enchendo o saco durante a conferência.

No final da reunião, todo mundo havia conversado demais e ninguém tinha tomado alguma atitude. Então os representantes dos países pobres tiveram uma ideia ideia brilhante: Jogaram a culpa da poluição e do efeito estufa em cima dos países ricos. Como os representantes destes haviam bebido caipirinha demais e não estavam muito sóbrios, concordaram em assumir a culpa.

Resultados[editar]

Anos depois, a ONU fez outros encontros para falar a mesma coisa. Em todos eles o pessoal discutiu a mesma coisa e chegou às mesmas conclusões. Mas todo mundo sabe como os políticos são. Segundo a ONU, o plano de ação global será posto em pratica em pouco tempo, logo após o Corinthians ganhar a Libertadores (ou não)

Ver também[editar]