Editar

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Cquote1.png Experimente também: Vandalizar Cquote2.png
Sugestão do Google para Editar

A culpa é disso.

É um verbo, algo contra? Ninguém disse que não se podia fazer um artigo sobre um verbo, pois em geral é substantivo. Porque isso de editar? E não mova para edição, é mais sobre editar mesmo, e faz mais sentido, o que não faz sentido é editar doidamente, lendo depois não faz sentido, portanto, nem lesma nem Falcão peregrino, agora sente, respire fundo, não olhe pra cara da sua mãe ou algo assim e edite. Se você ainda está eu não quero saber, agora fique com fatos aleatórios sobre o verbo editar: 1- É um verbo. 2- Tem 6 letras. 3- Tem 3 sílabas. 4- Começa com a letra e. 5- Está sendo usado agora. Se ainda estás a ler isto não tens nada para fazer da vida, adeus.

Editar[editar]

Corra enquanto está no A.

Entrando em wikis, mais precisamente (eu nesse caso), na Desciclopédia, agora perceba que você na maioria das vezes lê editar. Mas quem é esse ser, que tem seu nome em quase todos os artigos e mesmo páginas? Descobrindo isso, pode-se também descobrir porque izcrivinhá coisas sem a menor importância pode dar prazer, quase tão bom quanto uma chuleta suculenta. Mais ainda se está editando do zero, daí o verbo vira dois editar/criar, é uma edição e uma criação, mas não vá se sentindo bonzão, pois já aparece outro desciclô pra te dizer que não é bem assim que se faz.

O verbo envolve teclar, escrivinhar (mais conehcido como escrever), ler, pensar, esse último deve ser ao menos com pensamentos do tipo os que você usa ao brincar com sua bichinha de estimação... Se não tiver nenhum pet, cãozinho, gatinho, sapo (já viu sapo de estimação?), peixinhos, etc, não faz mal, pode ser a sensação de quando está brincando com seu Max Steel ou algo inanimado qualquer que você possa dar vida. Se nunca brincou de coisas assim, procure auxílio psiquiátrico.

Já percebeu que editar envolve a comunicação pelo cortéx, onde voam as coisas do tipo: Fantasmas, duendes, fadinhas, vampiros, capetas, anjos e coisas assim, mas claro que para editar não precisa ter nada disso, a explicação é só sobre que parte do mecanismo cerebal é usada, de modo a ser a mesma de quando brinca com sua Barbie (não disfarça, mona), ou quando sem estar noiado ou beber, ou algo assim, consegue ver aqueles serezinhos estranhos.

Editar[editar]

Haga.jpg
?????????????????

aja vistas que é bem porque parte da maioria (pois incrivelmente alguns usam mecanismos diversos) de quem edita utilizar essa porção mais misteriosa do cérebro que é o subúrbio do subúrbio do sistema límbico, que se torna tão perigoso editar, mas em geral a única coisa que tem acontecido de mais grave é levar a sério demais essa brincadeirinha salutar, pois até um professor noiado meu disse que faz bem ao desenvolvimento da linguagem escrita, editar, mesmo aqui. Eu disse que sentia o prazer pilantra em escrivinhar as bobagens, mas ele insistiu que ajuda na escrita e eu não mais discutí, pois o mestre Linguiça da situação era ele, costumo ter respeito pelos educadores, e isso ocorre sempre e em quaisquer situações.

Editar requer que se mexa na porção canalha, sem noção e perversa da mente, em geral é pra zoar alguém conhecido e pior ainda: Embora se prime pelo humor, editando inverdades, pode ocorrer algo ainda mais desastroso ao infeliz (ou sem vergonha mesmo), que está sendo achincalhado: Zoar contando a verdade que por ética, você sabe que não pode por exemplo, colocar na Wikipédia, quando faz suas contribuições (não em dinheiro, seu otário), por lá. Algumas coisas mesmo sendo verídicas não podem ser contadas, e perceba que algumas delas podem ser prejudiciais, mesmo que editou somente em nome da piada. Imagine que algum famoso desconfia que é corno, mas sem a certeza, que claro, você não editará na Wikipédia e menos ainda em sites mongos de fofocas, mas pra zoar quer fazer isso na Desciclopédia, mas além de editar a cara do corno infeliz, pondo chifres de boi, búfalo ou gazela, ainda coloca uma fotografia, onde não se pode negar que não é montagem, da esposa/namorada do carinha infeliz, dando para outro. Isso não seria uma informação benéfica a se editar, mesmo que com humor. e chega desse papinho porque isso de editar é viciante além de tudo e, nem quero ver você editando esse artigo apenas para fazer estrago e, já disse nem é preciso dizer que editar para vandahlizar, é crime inafiançável e nem adianta chamar adevogado.