Einstênio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Einstênio
Ivy Mike - mushroom cloud.jpg
Ivy Mike, a bomba com nome de atriz pornô que criou o einstênio
Símbolo, número Es, 99
Série Radioativídio
Principal isótopo 252Es
Propriedades atômicas
Massa atômica "252" cus
Dureza Irrelevante, não existe mesmo
Nível de radioatividade Altíssima
Nível de toxicidade Altíssima
Propriedades físicas
Comestível? Alta
Inalável? Não
Posso passar na pele? Não
Onde encontrar Asgard
ponto de fudição Dado irrelevante
ponto de rebuliço Dado irrelevante
Coisas de quadrinhos
Probabilidade de te transformar num super-herói Alta, te transforma no Sr. Fantástico


Einstênio é um elemento-fantasia que compõe a ilustre Turma dos Elementos que Só Servem para Homenagear Cientista. Este foi o segundo a ser nomeado assim, depois do cúrio, pois primeiro tinham que dar uma moralzinha pras mulheres e depois porque Albert Einstein já estava impaciente e ameaçando voltar pra puxar o pé do pessoal do laboratório.

História[editar]

O einstênio foi descoberto pelo grupo de pesquisa de Merlin e Maga Patalógika em destroços da Ivy Mike, a primeira Biribinha Atômica de hidrogênio desenvolvida nos Estados Unidos. Enquanto todo mundo tava impressionado com a nuvem-cogumelo, barulho e outras coisas geradas, os doidos foram lá pro meio do lixo examinar os resíduos e acabaram por achar o isótopo 253 de um elemento totalmente desconhecido que não era o urânio.

Um tempão depois com a ajuda do fantasma do mestre Einstein, a equipe sintetizou uma amostra desse elemento que pesando 0,01 mg, só era visível sobrenaturalmente mesmo e o resultado foi o mendelévio. Decepcionado pois já estava na fila há muito tempo querendo um elemento com seu nomezinho, Einstein pegou uma amostra daquilo e misturou com plutônio, produzindo 3 mg do einstênio que ele prontamente fumou com hortelã.

Características[editar]

O einstênio é um metal sólido que produzido artificialmente, os fabricantes dão um jeito de botar um corante prateado para impressionar melhor o freguês. Tem o número 99, sendo uma eterna beirada entre os mais interessantes califórnio e férmio.

Os 20 radioisótopos do einstênio já foram identificados pela polícia e segundo o cientista Cabo Arara os meliantes apresentam uma ficha de 471,7 dias de vida criminal. Entretanto há outros que apresentam apenas 40 horas, devido a cometerem delitos em menores proporções.

Usos[editar]

Sendo um elemento fictício criado em laboratório para cumprir tabela, o einstênio é claro que não tem nenhuma aplicação além de ingrediente para criar mais desses elementos artificiais e igualmente enchedores de linguiça na tabela periódica. Apesar de que deve ter sido útil a seu descobridor, que provavelmente ganhou uma nota com o achado e comprou um Lada Samara, um luxo na época.

Alguém achou que seria uma boa dar einstênio a ratos para testar a toxicidade e graças a isso sabemos que, em caso de ingestão, 0.01% dele vai parar na corrente sanguínea e de resto 65% vai pros ossos e fica lá por 50 anos, embora eu me pergunte onde acharam um rato de 50 anos de idade pra testar isso. 0,035% vai para os testículos e fica lá indefinidamente, sendo assim a substância existente mais próxima do Lico de Cair Pinto.