Eleição

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma torta para Jaiminho.JPG
AVISO IMPORTANTE:

Politicagem aqui não, cazzo!

A Desciclopédia é um site de humor, portanto NINGUÉM aqui se importa com sua opinião panfletária sobre o Renan Calheiros, o José Sarney ou a Confederação do Equador. Seja engraçado e não apenas idiota.
Você prestes a cometer um grande erro.
Um dos milhares de cavaletes financiados pelas empresas que realmente vão se dar bem nas eleições.
Brasileiro feliz por ter feito mais uma merda.
O seu próximo presidente
Exemplo do que deve ser feito com esses que votam em filhos das putas.

Cquote1.pngVocê quis dizer: EnganaçãoCquote2.png
Google sobre Eleição
Cquote1.png Vote em mim meu povo... Cquote2.png
Super Moura sobre eleição.
Cquote1.png Aiiii, Restart para presidente!!! Cquote2.png
Guria Retardada sobre Seu desejo para presidente
Cquote1.png Senta o dedo nessa porra 07!! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre como usar a urna eletrônica
Cquote1.png Nas eleições democráticas, o Candidato escolhe VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Eleição
Cquote1.png Vou prometer tudo, não vou fazer nada, depois vou promoter tudo de novo para me reeleger Cquote2.png
Candidato esperto sobre Eleição
Cquote1.png Vou resolver todos os problemas na área de saúde, educação, segurança, emprego, moradia, lazer, trânsito, economia, esgoto, acessibilidade, meio-ambiente, impostos, cultura, infraestrutura, clima, matemática, história, geografia, gramática, chifre, abstinência, feiura, burrice, em apenas quatro anos e gastando um terço do que foi gasto no mandato anterior. Cquote2.png
Paulo Maluf sobre eleição

Eleição é um engodo criado pela zelite dominante para que o povo ache que tem o direito de escolher democraticamente dentre uma pequena lista de filhos da puta quem serão os seus ditadores.

Tabela de conteúdo

[editar] Como funciona

Existem eleições para praticamente tudo em quase qualquer país do mundo, até em Cuba, China, União Soviética. Só que nesses lugares a farsa é menor, uma vez que os gorvernantes são abertamente escolhidos por representantes do povo, que por sua vez foram escolhidos pelos governantes. Existem vários típos de eleição:

Para cada um desses cargos, o mandato tem um período diferente, e a eleição acontece sempre um pouco antes do fim de um mandato, o que, na prática, faz com que o mandato (ou ao menos o trabalho) termine um ano antes, para que o atual mandatário do cargo planeje sua reeleição ou a eleição de seu protegido.

Para quase toda eleição existe uma campanha eleitoral. A campanha consiste em uma série de ações como conchavos, barganhas, subornos, promessas, ameaças feitas com o fito de eleger um determinado candidato.

No dia da votação, ou dia de eleição, virgens que não têm nada melhor para fazer são convocados como mesários para garantir a ordem e o progresso do precesso eleitoral.

No local de votação ainda há militantes inúteis dos partidos que não fazem mais nada da vida a não ser carregar as bandeiras de seus candidatos em passeatas e comícios. Eles estão lá para propor falcatruas ao presidente de sessão em troca de um lanchinho garantir a transparência do processo eleitoral.

Esses militantes são financiados por grandes empresários, que são aqueles que realmente sairão ganhando com a eleição.

[editar] Por que não funciona?

Você e um candidato em época de eleição.
É desse jeito que você fica e nem percebe: de quatro e ainda levando carga nas costas.

Se a eleição é o apse do direito do cidadão comum, o real demonstrativo da liberdade de expressão de um povo ou o momento maior da democracia, por que não funciona?

Simples: o povo é burro e acredita em tudo!

Olhando com cuidado, praticamente não há diferença entre as proposta de cada um dos candidatos em uma eleição! Então o que faz com que o povo prefira votar em um ou em outro. São várias as razões:

  • Cara-de-pau: Ganha uma eleição quem prometer mais! Logo, ganha o mais cara-de-pau. Se você for capaz de mentir mais descaradamente ou mais abundantemente, está eleito.
  • Grana: Não sabe mentir? Contrate alguém para mentir para você! Uma boa assessoria de imprensa, um bom marketeiro, alguém que te dê ideias brilhantes como beijar bebezinhos e andar no meio dos pobres, que crie uma musiquinha legal falando como você é bom e perfeito, e como com você tudo vai melhorar.
  • Rede de relacionamentos: Quanto mais gente você conhece, melhor para você! Pode prometer regalias e vantagens a mais pessoas, que certamente te apoiarão e farão de tudo para que você seja eleito para não perder a bocada.
  • Poder de fogo: Você é um coronel, sargento, traficante, líder de milícia, matador de aluguel, pitboy? Aproveite seus talentos homicidas e convença mais eleitores do quão vantajoso (para a saúde deles) é a sua eleição.
  • Beleza: Nada como uma plástica aqui, um retoque ali, exceto em raras exceções, o povo não vai querer ser governdado por alguém feio, sem dedo, analfabeto e com a barba por fazer.
  • Cara de pobre: Essa é uma jogada difícil, é uma última cartada. Você não é rico, não é forte, não conhece ninguém importante e ainda é feio? Apele para a cara de pobre! A cara-de-pau ainda é indispensável (cara de pobre seria uma variação de cara-de-pau). Faça cara de coitado, conte o quanto sofreu nessa vida, o quanto sente na pele as mazelas de uma sociedade injusta e filha da puta e lembre-se, existem muito mais pobres do que ricos no mundo, em qualquer lugar e existem ainda os ricos com pena de pobres (raros) que podem te valer votos preciosos.

Tendo pelo menos dois dos atributos acima, ou sendo muito foda em um deles, qualquer pessoa (exceto você) pode se eleger. E se elege!!!

[editar] Depois das eleições

Mar de Santinhos por onde andou Inri Cristo.

Após as eleições, claro, fica aquela nojeira por toda cidade e aquela sensação que você tem depois de gozar em uma mulher feia. Todos voltam para suas casas e vão acompanhar algum concurso idiota do Faustão.

Se o brasileiro tivesse o mínimo de consciência, ele se daria o trabalho de pelo menos, pela internet, acessar diariamente os sites da Câmara, do Senado, da Assembleia Legislativa do estado e da Câmara Municipal da cidade para acompanhar e interagir com os projetos de lei, além de se inscrever nos canais desses órgãos no Youtoba, Twitter e Facebook, mas o que acontece é huehuehue.

E se não fosse tão preguiçoso ele poderia utilizar o Facebosta para, pelo menos, convocar seus miguxos e apresentar uma pauta de reivindicações ao poder legislativo de sua cidade, vale lembrar que muitas câmaras municipais ofecerem lanche de grátis, mas nem assim o brasileiro se interessa.

[editar] Conclusão

Protestos que resolveram mais coisas que décadas de eleições.

Independente de em quem você vote e o quão conciente for o seu voto, vai sempre ter um filha da puta que vai votar no Maluf, Fernando Collor, ACM (esse morreu, graças ao Diabo), Lula, George W. Bush, Hitler, Mussolini, Josef Stalin, Napoleão Bonaparte, Príncipe Charles, Joseph Ratzinger, Dilma etc.

[editar] Vídeos

Funk da Eleição


PRONA


[editar] Ver também


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas