Elfen Lied

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif TAAARAAAAADO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Spoiler5.JPG
Atenção! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais spoilers.
Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Dercy Gonçalves não morre, ou que Shun é, na verdade, Hades.
Spoiler3.jpg


Viva a violência!!!
Porrada e muito sangue
Elfen Lied é algo relacionado a Seinen

Este artigo tem a ver com animes/mangás muito sanguinários, onde os personagens enfrentam um mundo cruel e preconceituoso, desmembram seus inimigos ou vivem fodendo umas gostosas!
Briga, sexo, drogas e rock'n roll é algo que nunca irá fazer falta nesse artigo!
Elfen Lied
エルフェンリート
Anjinhas, não?
Capa macabra do anime
Gênero Hentai, Matança, Sangue, Magical Girlfriend, Terror, Guro, Emos morrendo
Mangá
Autor Lynn Okamoto
Divulgação Young Jump
Onde sai Nos necrotérios
Primeira publicação 2002
N° de volumes 12
Anime
Dirigido por Mamoru Kanbe Kombi
Estúdio GENCO, VAP e Seion Studio
Onde passa Amazonas, Iraque, Espanha
Primeira exibição 2002
N° de episódios 13
Filmes 0
OVAs 1

Cquote1.png Você quis dizer: Quadrilha Cquote2.png
Google sobre Bandō.
Cquote1.png Experimente também: Kurama Youko Cquote2.png
Sugestão do Google para Cabelo de Lucy
Cquote1.png Nyu? Cquote2.png
Nyu sobre si mesma.
Cquote1.png Vamos decepar um braço, vamos mutilar um dedo, vamos arrancar um olho, vamos repetir de novo, ... Cquote2.png
Rogério Skylab sobre Elfen Lied
Cquote1.png Matou, picou e fez estrogonofe. Cquote2.png
Bradock sobre Lucy
Cquote1.png Experimente também: Happy Tree Friends Cquote2.png
Sugestão do Google para sobre outra animação onde bonequinhos bonitinhos são sangrentamente estraçalhados
Cquote1.png Nyu!? Cquote2.png
Nyu sobre seu final no mangá.
Cquote1.png epois de ve u peieio epi tunvaparar de vr XD Cquote2.png
Otaku Traumatizado falando com seu amigo metaleiro sobre Elfen Lied.
Cquote1.png OBA! Uma assassina hentai! Cquote2.png
Punheteiro sobre Elfen Lied
Cquote1.png Hentai é o caralho! Cquote2.png
Lucy matando o imbecil do comentári acima
Cquote1.png Esse rapá, é o meu desenho favorito, todo sujinho de sangue! Cquote2.png
Boby Psicótico sobre Elfen Lied
Cquote1.png Essa tal de Lucy mata mais que eu... Vou pedir umas dicas pra ela Cquote2.png
Gaara sobre Lucy
Cquote1.png Essa tal de Lucy mata mais que eu... Vou pedir umas dicas pra ela Cquote2.png
Bruno Fernandes das Dores de Souza sobre Lucy
Cquote1.png Você é um demônio que conheceu o sabor do sangue...Posso mata-la como está agora. Cquote2.png
Ryougi Shiki sobre Lucy
Cquote1.png Se eu pudessi eu matarra 1000... Que nem a lucy. Cquote2.png
Jeremias sobre Lucy
Cquote1.png Ai meu Deus eu to no inferno rapá! Cquote2.png
Boby Psicótico na Feira de Anime
Cquote1.png Ai meu Deus eu to no Céu rapá! Cquote2.png
Boby Psicótico numa Feira de Anime totalmente baseada em Elfen Lied
Cquote1.png Você não quer chupar meus Peitos? Cquote2.png
Yuka sobre Kouta

Lucy quando escapou do FBI.

Elfen Lied (Élficos Mentiram) é um documentário mangá adaptado para anime de autoria de Chun Linn Okamoto onde é relatada a vida das Diclonius, guerreiras do amazonas com cabelo rosa, que são superiores aos humanos e usam Vectors mãos invisíveis invocadas do cu das costas para fazer várias coisas, como tocar todos os instrumentos de uma banda inteira ao mesmo tempo, jogar contra si mesmas no Playstation ou arremessar canetas BIC no crânio de qualquer idiota. Também pode ser considerado uma versão sangrenta do anime mais emo do mundo Love Hina, visto que se passa numa pousada, tem um viado idiota que todo mundo quer dar, mas não come ninguém, amor patético e imbecil, e um monte de mulher gostosa e todas peladas.

Quem disse que as chifrudas só existem no Elfen Lied

História[editar]

Lucy e Nana Diclonius lutando pelo autógrafo do vocalista do Simple Plan, mas Lucy lutava prara arancar a cabeça do emo de merda
Marimoon + Mewtwo = Lucy

Um grupo aleatório de cientistas malucos liderados por alguém tentou capturar e prender em laboratório seres que fossem metade humano e metade Pokémon. Esses cientistas tinham bastante prestígio, pois matavam bebês que nasciam com tal superpoder sem dó nem piedade. Eles isolavam alguns porque o chefe do laboratório, um pedófilo incestuoso que chora a morte de sua filha (que tinha tal superpoder) o anime inteiro, precisava ter algumas menininhas para ele comer. Como o laboratório era isolado e a população não sabia das surubas que rolavam lá dentro, ele arriscava a vida dele para comer menininhas que poderiam matá-lo só usando o poder da mente, pois o tesão falava mais alto que a própria vida. Ele também tinha fetiche por torturar as garotinhas.

A diclonius que tinha poder suficiente para cumprir a dominação mundial e fazer o trabalho sujo da organização foi denominada Lucy, de Lucyfer. Porém, ela se voltou contra os imbecis que a prenderam (por que, bem, eles a prenderam), esquartejando e sodomizando cada um deles apenas com o poder da imaginação e um capacete de vilão dos Power Rangers (estilo Juggernaut), ao som de um coral gregoriano macabro. Tudo isso enquanto nua (com os seios à mostra), o que significa que os punheteiros de plantão nem ligavam para a situação assustadora e mandavam ver na punheta. Enquanto fugia, Lucy levou uma bala de bazuca na cabeça, o que provocou um galo. Ela acabou criando uma dupla personalidade, onde de um lado, ela era a diclonius fodona que todo mundo tinha medo, e do outro, ela era um bichinho de estimação, que só falava uma palavra ("Nyu") e que poderia servir de sex doll pra quem quisesse.

Depois de libertada do sarcófago onde era presa, Lucy passou a vagar Acre afora tentando sobreviver, sempre sendo discriminada pelo par de chifres que possuía na cabeça (apesar de nunca ter tido uma namorada um namorado na sua vida até então, quanto mais uma Ricardona) e sua personalidade assassina. As pessoas tinham muito preconceito com Lucy, a discriminavam, só porque ela era uma assassina que havia matado mais de 8000 pessoas, bando de insensíveis.

Certo dia, Lucy estava com fome e foi pescar alguns atuns e caiu no mar, onde passou a morar por um tempo. Como lá era muito escuro, ela decide então se bronzear na praia, lá encontra Kōta e sua prima chiclete Yuka e desperta a criança sex doll Nyu, sua versão monossilábica e dócil, que vivia dentro de si. Passa então a morar com os dois.

Enquanto a organização tentava descobrir uma forma de matá-la, ou arquitetava planos para recuperar Lucy, sua arma suprema para o domínio do mundo, e usá-la para destruir a civilização judaico-cristã ocidental, chegam duas outras inquilinas moradoras, uma garota estuprada qualquer que fugiu de casa (Mayu) e outra Diclonius que saiu do presídio, Nana. Verificamos também um incrível transtorno de personalidade do protagonista que mesmo com a putinha Lucy matando sua mãe, irmã, cachorro, dentista, carteiro, entregador de leite e mais um monte de gente relacionada a ele, mesmo assim ele perdoa e se apaixona por ela. Vai ver foi só para dar uns pegas no final.

Cquote1.png Isso não existe! Cquote2.png
Felipe Neto sobre citação acima.

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Elfen Lied.

Personagens[editar]

Lucy/Nyu/Kaede[editar]

Uma Diclonius, é a personagem principal da série. Sua personalidade é assassina, querendo matar todos, sentindo prazer nessa ação. Pensa assim pelo jeito de como ela era tratada quando criança, humilhada, sofrendo abusos e preconceitos, de todos à sua volta. Porém, com a sua fuga do laboratório, levou um tiro no capacete que usava, afetando sua cabeça, surgindo assim sua outra personalidade, Nyuu. Quando está com essa personalidade, a única coisa que fala é "Nyuu!", de onde vem o seu nome, mas com o passar da história Kouta e Yuka vão-lhe ensinando novas palavras. É infantil, inocente, boa, e se preocupa com todos. Enquanto ela esta como Nyuu, Lucy, a personalidade assassina, fica adormecida. Sua personalidade muda de repente, normalmente quando sofre um estímulo, como uma ameaça ou algum sentimento de raiva ou ódio, ou quando leva uma pancada na cabeça. Lucy desde criança é apaixonada por Kouta. No final do mangá descobre-se que o nome verdadeiro dela era Kaede (ninguem sabia), afinal, Lucy e Nyu são apenas apelidos e não saber o próprio nome ai já é burrice.

Kouta[editar]

Hã, eu!?

Famoso músico carioca coprófago que enquanto bebê se mudou para o Japão. Conheceu Lucy pela internet na infância, a qual ficou surpresa ao ver que o cantor realmente gostou dos chifres dela quando os revelou. Kōta compôs a música Lágrimas de Sangue como uma ode a sua amante Lucy. Depois do desaparecimento da amada se mudou para um lugar qualquer, só voltando para a cidade onde foi criado para fazer faculdade supletivo com sua prima. Por ter uma memória horrível, acaba se esquecendo de Lucy e quando se reencontram e passa a chamá-la de Nyu.

Yuka[editar]

Yuka olhando para um Mico Azul.

Prima de Kōta, que quer dar para ele de qualquer jeito (assim como deu para um empresário conhecido numa praia espanhola aleatória). Por ter morado com seu primo desde a infância ela quase descobriu as maravilhas do sexo junto com ele, mas na hora do "vamos ver" e num ato um tanto quanto irônico, Kōta não lhe destravou as porteiras por achar incesto. Isso a deixa irritada e quanto voltam a se encontrar para estudarem juntos ela o gruda como um chiclete para dessa vez cumprir o objetivo, até vivendo na mesma casao mesmo quarto que ele.

Mayu[editar]

Mayu e Nana (Fã de Pacman) pedindo um prato de comida lugar para morar.

Maio Mayu é uma pastorinha porra louca que fugiu de casa por ser constantemente sodomizada pelo próprio pai padrasto sempre quando não queria pregar a palavra de Jesus Negão. Ela foi salva por Lucy quando estava para ser abduzida por Vogons, já que Lucy estava no modo matador e eliminou todos os presentes na cena exceto Mayu, pois já estava na hora do almoço. Mayu a segue e vai morar na mesma casa junto com os outros.

Nana[editar]

Nyuu chorando, que emocionante, por essa imagem nem dá para imaginar como é o anime...

Uma versão genérica de Lucy que foi roubada do laboratório de Bin Laden por Bia Falcão (e depois foi parar nas mãos de Saddam Hussein). Justamente por ser um protótipo, possui uma inveja doentia por Lucy, e a todo instante tenta competir com ela pra ver quem é a mais emo foda. Nana, assim como Lucy, era maltratada, porém como possuía hábitos masoquistas e gostava de apanhar, não saía matando todo mundo sem motivo algum. Tenta de qualquer jeito, durante TODA a série, dar para o Kurama, a quem chama de Papa, que como não gosta mais de mulher, não lhe deu a menor atenção.

Kurama[editar]

Não o confunda com o viadinho do kuruma de Yu Yu Hakusho Um dos sobreviventes do grupo que criou Lucy, é o braço direito de Bin Laden, o dono da organização. Usou a própria filha para criar o Godzilla, mas batizou a criação de Marica Mariko. É frequentemente confundido com uma raposa lendária do mesmo nome.

Bandō[editar]

Nana após sessão sadomasoquista.

Um serial-killer de sangue frio, foi a primeira investida de Bin Laden para tentar recapturar Lucy. Já foi estraçalhado inúmeras vezes pelo Invisible Roundhouse Punch de Lucy, que antes de ir embora o provocava sexualmente enquanto ele agonizava. Entretanto, ele sempre volta com uma prótese nova, sendo o ciborgue, apenas para ser derrotado e ter sua testosterona desgastada mais uma vez. Ou seja: não passa de um saco de pancadas... Ao pelo menos ele deixa a praia do desenho limpinha, ameaçando todos os farofeiros que sujam o local.

Mariko[editar]

CORRE!

A guria retardada que não podia faltar. Ao contrário da invejosa Nana e da bipolar Lucy, essa queria realmente matar mais de mil e tinha Roundhouse Punch enormes para fazê-lo, por isso foi selada confinada a sete chaves. É usada em mais uma tentativa de prender Lucy, e acaba morrendo em uma grandi isprusão abraçada ao seu papi Kurama.

Kakuzawa[editar]

O FDP-mor do desenho anime e patrão mala de Kurama. Por ser parente de Bia Falcão, tá pouco se fodendo em torturar, matar secretárias (dando elas pra ele ou não), aprisionar, fazer chantagens e etc para atingir seus objetivos sádicos. É o Joseph Climber Mengele da série, e no último episódio ele revela ser um chifrudo careca, o que talvez explique seu comportamento tosco.

(Lilium) Trilha Sonora[editar]

Como todo anime de terror, Elfen Lied tem sons para aumentar o medo naqueles que o veem durante a noite num lugar escuro, somente a entrada tem letra, Lilium, que é a tal música do coral gregoriano macabro. Como é cantada em latim, a língua dos cães Cão, eis aqui sua tradução para você repetir feliz com todos os seus amigos por aí! (ainda que haja uma tradução diferente para cada episódio).

Versão em latim. Versão em português brasileiro.
Os iusti meditabitur sapientiam
Et língua eius loquetur iudicium
O Justino mediu a bunda com sabonete
justo com a língua ludibriou a Judite.
Beatus vir qui suffert temptationem
Quoniam cum probatus fuerit accipient coronam vitae
O beato veio aqui, sofreu de tétano
com os problemas se fodeu complicou, acertou a veia coronária.
Kyrie, fons bonitatis
Kyrie, Ignis Divine, Eleison
Cara fodeu bonito
Cara ingeriu divina eleição.
O quam sancta, quam serena, quam benigna
Quam amoena esse virgo creditur
Oh, que saco, que sereno, que Beeshenha (erro proposital para melhor entonação)
Que ameba esse virgem creditado.
O quam sancta, quam serena, quam benigna
Quam amoena O castitatis lilium
(Começo semelhante ao anterior)
Oh Lírio castigado!

Cquote1.png Nyaaaaaaa qui kawaii! *-*. Cquote2.png
Otaku qualquer sobre Lilium.
Cquote1.png Hm... tem algu erradu aki u.u'. Cquote2.png
Otaku qualquer sobre tradução da Lilium.

Curiosidades[editar]

Ver também[editar]


v d e h
Este artigo fala sobre um anime.