Eluveitie

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Arband.jpg Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.

Certamente, seus fãs idiotas alienados o odiarão!

Cquote1.png Você quis dizer: Elu e Ivete Cquote2.png
Google sobre Eluveitie
Cquote1.png Você quis dizer: Elisabete Cquote2.png
Google sobre Eluveitie
Cquote1.png Nunca vi... Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Eluveitie
Cquote1.png Que? Cquote2.png
Qualquer um tentando pronunciar o nome da banda
Cquote1.png Que? Cquote2.png
Qualquer um tentando ouvir o que o vocalista está cantando
Cquote1.png Adoro muito! Cquote2.png
Guria pseudo-viking sobre Eluveitie
Cquote1.png Gostosas! Cquote2.png
Metaleiro virgem sobre as meninas da banda

Eluveitie
Eluveitie band.jpg
Gente pra caralho.
Origem link={{{3}}} Suíça
Gênero Musical Forró, Death Metal melódico
Álbum mais Vendido Helvetios
Maior Sucesso O Chamado dos Morros
Integrantes Anna Murphy
Chrigel Glanzmann
Michalina Malisz
Nicole Ansperger
Matteo Sisti
Rafael Salzmann
Kay Brem
Jonas Wolf
Alain Ackermann
Fabienne Erni
Influências Música celta, fadas e duendes
Vícios Guerras, nerdices nórdicas e muito hidromel
Cafetão/Produtor Nuclear Blast


Eluveitie (pronuncia-se elvéiti) é uma banda suíça de death metal melódico com elementos de folk metal e letras sobre mitologia celta num idioma chamado galês, aquele mesmo falado pelos galos. As músicas abordam temas como guerras celtas, fadas, duendes e batalhas épicas do bem contra o mal narradas como histórias contadas por um bêbado numa taberna. São vários os instrumentos utilizados, saindo do básico guitarra, baixo e bateria. Gaita de fole, violão de 12 cordas, hurdy-gurdy (sabe-se lá o que seja isso), flauta... tudo para dar aos ouvintes a impressão de que estão vivendo nas belas terras celtas. Estão centrados também nas histórias dos helvécios, um povo celta vagabundo que ficava o dia inteiro transando e fumando maconha adorando os deuses.

Anna, ex-integrante da banda e modelo de namoradinha perfeita dos pseudo-vikings punheteiros.


História[editar]

A banda surgiu em 2002, numa ideia imbecil do porco de dreads Chrigel Glanzmann de formar meio que uma metal opera focada nas histórias celtas que tanto lia quando criança antes de dormir. Queria que cada música tivesse várias pessoas cantando, mas viu que era melhor formar uma banda com membros fixos, pois era mais barato e lhe pouparia tempo, e vagabundo que era, pareceu a melhor saída. Mas, pouco a pouco, os integrantes foram saindo e sendo substituídos. Anna Murphy, filha perdida de Eddie Murphy, considerada a mulher mais gostosa do metal pelos punheteiros que se dizem filhos de Odin mas nasceram em Pirapozinho, saiu em 2016, causando alvoroço na comunidade. Outros saíram também, mas foda-se, e algumas mulheres entraram em seu lugar, não tão gostosas como Anna.

Discografia[editar]

  • Vem (2003)
  • Espírito (2006)
  • Silvana (2008)
  • Invocação I - O Dominó do Cão (2009)
  • Tudo continua o mesmo(2010)
  • Helvécios (2012)
  • Origens (2014)

O novo álbum da banda, Invocação II - Visões está previsto para 2017, já com uma nova formação. Claro, as mulheres não são tão gostosas como a Anna.

Ver Também[editar]


Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!