Emília (Sítio do Pica-Pau Amarelo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se procura outros significados de Emília veja: Emília (desambiguação)
250px-KONGS.png
Indy2.jpg
Emília (Sítio do Pica-Pau Amarelo) gosta de aventurar-se!

Este artigo é sobre alguém que vive correndo pela selva, cidade, praia ou qualquer outro lugar fugindo de inimigos e perigos com a adrenalina a flor da pele.

Faça como ele e saia se balançando nos cipós!
Não vandalize, senão você vai pro cantinho da disciplina! Atenção pirralhada Criançada!

Se você é fã de Emília (Sítio do Pica-Pau Amarelo), o problema é seu! Não adianta bagunçar o artigo, pois a Super Nanny está de olho! E se ainda mesmo assim você aprontar, ela vai lhe colocar para chorar no cantinho da disciplina!
Não gostou do artigo? Problema seu! Se vandalizar, vai ser banido na hora!
Cquote1.png Emília Pomba-Gira é uma boneca de vodu! Cquote2.png
Gangrena Gasosa sobre Emília

Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Chucky sobre Emília
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
Pac Man sobre Emília
Cquote1.png Aprendi com ela. Cquote2.png
Narizinho sobre sua inicição sexual
Cquote1.png Não sei o que seria desse tapado sem mim. Cquote2.png
Emília sobre Pedrinho
Cquote1.png Não sei o que seria desse tapado sem mim. Cquote2.png
Emília sobre Hércules
Cquote1.png Não sei o que seria desse tapado sem mim. Cquote2.png
Emília sobre Visconde de Sabugosa
Cquote1.png Não sei o que seria desse tapado sem mim. Cquote2.png
Emília sobre Monteiro Lobato
Cquote1.png Acho o povo muito idiota. Por isso não sou democrática Cquote2.png
Emília mostrando suas tendências aristocráticas in Histórias de Tia Nastácia. Duvida? Então vai ler!
Cquote1.png Verdade é uma mentira bem pregada, da qual ninguém desconfia Cquote2.png
Emília revelando sua filosofia maquiavélica in Memórias de Emília
Cquote1.png Cala a boca boneca dos infernos, tá querendo me fuder? Cquote2.png
Monteiro Lobato sobre a língua grande de Emília
Cquote1.png Ah, essa boneca é uma maravilha... Cquote2.png
Baby do Brasil sobre Emília

Monteiro Lobato

Emília é uma boneca vodu de pano criada pela perturbada criativa imaginação de Monteiro Lobato, um abolicionista brasileiro. O diabo é que a boneca criou vida própria e dizia cada coisa que quase encalacrou o Lobatão com a censura. Lobato também é famoso por ser o primeiro ser humano a ter duas taturanas vivas acasalando na testa, em vez de sobrancelhas.

[editar] História

A menina.

No começo do mundo, quando o planeta esfriou e os oceanos retrocederam, as plantas iniciaram seu desenvolvimento. Uma das primeiras flores a surgir foi a falsa-serralha, nome científico Emilia fosbergii. Os antigos druidas recolhiam com suas foices a planta, e recheavam bonecos com ela para rituais pagãos de fertilidade.Não acreditem nesse site é tudo mentira!!

Essa é a sapeca Emília

Através de um pacto com o deus Baal, esses druidas conseguiram dar vida a uma boneca, que recebeu o nome Emília em homenagem à planta de que era feita. Esse ser satânico e imortal passou a vagar o planeta trazendo morte e destruição em seu rastro.

Em 905 DC, Emília e seu exército de vampiros, lobisomens, curupiras, sacis-pererês, mulas-sem-cabeça, boi-tatás, unicórnios, minotauros e centauros invade Roma. Como resgate, pede uma região da Itália para construir sua torre negra. Até hoje, na região italiana de Emilia o dialeto mais comum é o Emiliano-Romagnolo (ou bolonhês, como também é conhecido).

No final da Idade Média, para estreitar seus laços diplomáticos, Emília casa-se com o duque João III da Itália e torna-se a duquesa de Gaeta, uma cidade no sul do país. Usando sua imunidade diplomática e o novo acesso à corte, ela mata todos os membros da família mafiosa dos Médici, envenenando alguns croquetes servidos durante um baile de máscaras.

Narizinho arrasta Emília para uma suruba

Tendo que fugir da Inquisição Espanhola, ela refugia-se no Oriente Médio, onde casa com um soldado mas se enrosca novamente com Otello, um poderoso negão mouro local. Dizia seu marido Iago, soldado de sexualidade dúbia e puxa-saco oficial do crioulo, que a mulher também o corneava com o magnata dos relógios Cassio. Todo o imbróglio deu um samba do crioulo doido que depois Romário William Shakespeare contou. Tendo a traição descoberta, Emília tem que fugir às pressas, deixando seus 345 amantes para trás.

Estabelecendo-se na Polônia, ela se casa com Karol Wotjyla, um sapateiro. Em 1920 nasce Karol Jozéf Wotjyla, que anos mais tarde se tornaria o papa João Paulo II. Quando a criança completou 9 anos, ela abandona a família e foge para a União Soviética, onde se casa em 1950 com Ilya Kabakov, um artista de vanguarda.

Emília é deportada em 1955 para o Brasil, por colocar uma tachinha na cadeira de Nikita Khrushchev. Vivendo no Sítio do Pica-Pau Amarelo, Emília passava seus dias contando piadas racistas para os sapos da Lagoa Azul, que fica atrás do Sítio do Nhô Lau, vizinho de Emília. Reza a lenda que Emília foi feita dos retalhos da mortalha da Mulher de Branco, mortalha essa que foi roubada por Tia Anastácia no dia do casamento da Cuca com o Padre Juca, comendo nega-maluca, para realizar um despacho que o Preto Véio Tio Barnabé tinha encomendado.

Foto recente de Emília

Aficcionada em travessuras, Emília, por vingança (Narizinho sempre arrastava Emília para as surubas dos Menestréis), uma vez trocou os absorventes da Narizinho por um sabugo de milho, irmão do Visconde de Sabugosa. Isso lhe rendeu uma punição severa. Dona Benta abaixou as calçolas e usou a Emília para limpar o cu. Depois disso, Emília nunca mais aprontou travessuras tão grandes. Há um boato de que Pedrinho, garotinho pueril e sem vergonha, fez um buraco na coitada da Emília e fazia nela o que outros moleques da roça fazem com Mamão, se é que me entende. Pobre boneca...

Na década de 80, Emília fez sucesso como atriz pornô na Finlândia. Caindo na obscuridade, ela resurgiu em 2006, destruindo casas e arruinando vidas como um furacão que arrasou com a Califórnia.

[editar] Vingança

Cansada de tantos abusos, Emília planejou uma vingança cruel. Certa noite, enquanto todos no sítio dormiam, Emília e seu amante, o Saci, tacaram fogo por todo o sítio, matando assim Dona Benta, Tia Nastácia, Narizinho e Pedrinho. O Visconde de Sabugosa tomou no cu nesse dia. Rabicó virou torresmo e foi devorado pela Cuca. Emília foi viver com o Saci na Puta Que Te Pariu, onde teve vários filhos mancos. Uma das últimas notícias que se têm sobre a Emília, é que ela teria sido morta por seu filho caçula, o revoltado Chucky. Sobre isso, não há nada confirmado.

Cansada de tantos abusos, Emília planejou uma vingança cruel. Certa noite, enquanto todos no sítio dormiam, Emília e seu amante, o Saci, tacaram fogo por todo o sítio, matando assim Dona Benta, Tia Nastácia, Narizinho e Pedrinho. O Visconde de Sabugosa tomou no cu nesse dia. Rabicó virou torresmo e foi devorado pela Cuca. Emília foi viver com o Saci na Puta Que Te Pariu, onde teve vários filhos mancos. Uma das últimas notícias que se têm sobre a Emília, é que ela teria sido morta por seu filho caçula, o revoltado Chucky. Sobre isso, não há nada confirmado.

[editar] Ver Também


Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas