Eminem

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Nota musical22.gif PROJETO HITS
Este artigo está incluído no Projeto Hits, e recebeu a classificação B pela comissão do projeto. Se quiser contribuir neste projeto, contate a Comissão do Projeto Hits e ajude-nos a crescer com bom humor aos nossos ouvidos, organismos e palatos!!
BHits.jpg


McdonaldsAmerica.jpg
EUA Falencia.jpg

"God Ble$$ De$ciclopédia!!"

Este artigo é gringo! Ele só usa eletrônicos da Apple, tem um Chrysler poluidor, não joga futebol e acha que é privilegiado. Não tente usar armas químicas de destruição em massa ou jogar aviões contra ele, a não ser que queira ir morar com o Bin Laden...

Osama Obama agradece! Alguém quer um Big Mac com Coca Cola?


Arband.jpg
Passarinho.jpg
Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical, ou se refere a uma banda.

Além disso, ele pode conter assuntos sobre temas musicais, ou não.

Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!
Bob Mauley.jpg   Fala, mano! É o seguinte: Eminem é mais uma coisa que us mano da quebrada gosta, tá ligado, véio?
Então, não estraga este artigo não, porque vai dar em treta, manô!
Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Eminem.
Descitacoeslogo2.png
O Descitações possui citações de/sobre Eminem.

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.png Esse não é aquele chefão do Resident Evil 3? Cquote2.png
Carla Perez sobre Eminem
Cquote1.png Isso que é rap! Cquote2.png
Muleque de apartamento sobre Eminem
Cquote1.png Me comeu, agora paga! Cquote2.png
Mãe do Eminem sobre Eminem
Cquote1.png Comi nada, só chupei os seus peitinhos! Cquote2.png
Eminem sobre a mãe dele
Cquote1.png Yo!Aquele cuzinho branco fez a festa da galera! White moterfucka! Cquote2.png
Galera do Rap sobre Eminem
Cquote1.png Lucrei trilhares de dólares com ele! Cquote2.png
Prostituta sobre Eminem
Cquote1.png Ai.. tá doendo! Cquote2.png
Nelly Furtado sobre Eminem
Cquote1.png Que rídiculo! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre clipe We Made You
Cquote1.png Foi me comer e brochou! Daí eu fui lá e comi ele Cquote2.png
Britney Spears sobre Eminem
Cquote1.png O Pelé não comeu, entende? Mas o Edson comeu, entende?? Cquote2.png
Pelé sobre Eminem
Cquote1.png Eu também! Cquote2.png
50 Cent sobre Eminem
Cquote1.png O próximo álbum dele terá uma música xingando a mãe e outra falando mal de alguma cantora pop Cquote2.png
Mãe Dinah sobre Eminem
Cquote1.png Já comi e não gostei Cquote2.png
Christina Aguilera sobre Eminem
Cquote1.png Bicha frouxa, nao aguentou minha cinta de 23cm Cquote2.png
P!nk sobre Eminem
Cquote1.png Na União Soviética,quem faz letras xingando o Eminem é VOCÊ! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Eminem
Cquote1.png Esse negócio de Nelly Jam é pra mim?? mas eu nem sou uma geleia! Cquote2.png
Nelly Furtado sobre Letra de Ass Like That
Cquote1.png Ele é branco e não fez cirugia!!! Cquote2.png
Michael Jackson sobre Eminem
Cquote1.png Por que você é tão obcecado por mim? Cquote2.png
Mariah Carey sobre Eminem
Cquote1.png Primeiro branquelo no rap é o caralho! Cquote2.png
Beastie Boys sobre Eminem

Eminem, é o nome artístico de Marshall George Matters um rapper inglês.

Tabela de conteúdo

História

O pequeno Marshall George Matters nasceu na periferia de Londres, durante o verão de 61. Sua mãe, uma mulher de vida fácil (ver profissional do séquiço) já estava em franca decadência e teve a ideia genial de engravidar de uma personalidade famosa para extorquir-lhe uma pensão milionária. Mas a Sra. Pheneloppe "Oh! My Ass" Matters só conhecia a galera da manguaça do baixo Leblon, todos mais na merda do que ela, e acabou engravidando de um traveco conhecido da área, a Madame Satã, um negão psico-killer que curtia cair de boca na trosoba geral. Esse golpe foi posteriormente aperfeiçoado por outras putas da mesma estirpe, com muito mais êxito (ver Luciana Gimenez e Adriane Galisteu).

Desde muito cedo o pequeno George teve que se virar, pois sua mãe já dizia que não estava lá pra sustentar vagabundo. Quando não estava mamando no peito já devassado de sua mãe, usava suas recém adquiridas habilidades para mamar rolas e picas, tornando-se um boqueteiro requisitado em pouquíssimo tempo.

Mas o tempo foi passando, e George foi crescendo, e no final da década de 70 descobriu sua verdadeira vocação: sua boca não tinha sido feita só para chupar, mas também para cantar. Fazia pequenos bicos na zona que sua mãe ainda trabalhava, e logo ganhou o apelido de M&M, pois era branquinho mas tava sempre com recheio de chocolate, já que sua clientela era composta basicamente de crioulos afro-descendentes que atendiam por codinomes tipo Tripé, Pé-de-Mesa, Cabeção, Monstro, Big Rolla, 32SuckMe(Thirty Two Suck Me),Pistolão e por ai vai.

A galera reunida: Big Rolla (de azul) mostra o microfone onde M&M cantava, e Monstro (agachado) mostra o tamanho de seu pau,Dedo de cú(vermelho)mostra como Toca cheira seu dedo e Brutus(hoje dono de sexshopmature)esperando uma foda de Big Rolla, Haja cu, hein, Eminem??

Comam meu Culture Club

Foi descoberto por um agente/cafetão, que sugeriu a mudança do nome para Boy George. A inclusão do "Boy" era estratégica, porque olhando assim ninguém falava que ele era homem. Ele não era mesmo, mas pegava mal na sociedade londrina daquela época esse lance de dar ou vender o culito. Foi assim que em 1983 ele, David Bowie, Supla e Dado Dolabella fundaram o Comam meu Culture Club (CCC), que fez glande sucesso, ou sucesso com as glandes em toda Europa, e depois nas Américas e na Lapa.

Seu primeiro single, "Kharma Chameleon" ("Calma ou eu Chamo o Leão", que contava suas desventuras nos puteiros e como os leões de chácara sempre o salvavam de pessoas como o velhinho que comeu e não pagou) foi um estouro de vendagem e de pregas e ele foi até chamado para um show com os Gays Shop Boys (outra banda do mesmo agente/cafetão, de novo com "Boys" no nome senão a galera não ia perceber).

Na sequência, inspirado, lançou "Do you Really Want to Hurt Me" ("Enfia tudo até as bolas"), em uma fase Calígula, quando teve um romance com um cavalo chamado Da Horse, que ele dizia ser o único capaz de satisfazer seus anseios. Aquele cu arrombado já não era pra qualquer tamanho de pica...O primeiro álbum, "Kiss my Ass"("Beijem minha Bunda"),lançou essa expressão hoje tão utilizada na norma culta da língua inglesa. Sua ideia era de fazer um manifesto contra a violência contra as bibas, bichas, gays, boiolas e simpatizantes, lançando uma campanha de conscientização, para que as bundinhas não fossem só uma coisa de comer, mas também objeto de carinho e afeição.

Capa do disco "Kiss my Ass" : ativista político

A Nova Carreira

Ele entrou em decadência na década de 90 por conta do surgimento de bandas homossexuais menos óbvias, como o Nirvana e o Alice in Chains. O movimento grunge foi para nosso pequeno Marshall George Matters como uma porrada no saco. Sem trabalho, sem amigos, mas ainda com alguns trocados no bolso, ele até tentou se aventurar no mundo do Rock & Roll, integrando a banda punk-death-gay-MTV-Metal Massacration, mas não deu muito certo. Bom, na verdade ele deu certinho, mas não tinha nenhum negão na banda, ele ficou de bode pelo tamanho PP da galera e pediu pra sair.

Masascration: passagem relâmpago e decepção.

Mostrando ser ele o verdadeiro camaleão do Rock, e não aquele poser do David Bowie, Boy Geroge /Eminem teve uma ideia brilhante: ele faria uma plástica para mudar sua cara e surgiria alguns anos depois como um novo cantor, fazendo um som totalmente diferente, mas sempre com aquela vibe gay: ele retomou antigas amizades, como o agora famoso rapper Very Long Johnson, ou VLJ, que ensinou ao George tudo o que ele sabia. Em 15 minutos, George já estava pegando no saco durante as músicas (no dele mesmo, e não no dos outros, o que era um tremendo avanço), fazendo cara da mau pra caralho e xingando como a sua mãe havia ensinado. Pronto: agora só faltava mesmo o nome para sua transformação estar completa, e ele poder ganhar os palcos e as picas novamente...

Boy George e Eminem: a mesma pessoa.

M&M

Ele tentou, sem sucesso, adotar o nome de Come'o'Cool' dos nerds do metal, mas pegou mal com a moçada do rap maconha que ele andava. Foi o rapper Snoopy (que acabara de sair do Charlie Brown Jr) que deu a letra pra nosso camaradinha, lembrando os tempos de infância. Branquinho por fora, chocolate pra dentro, o George se transformou no M&M. A transformação daquele viadinho em um viadinho com cara de mau estava completa.

M&M com cara de quem foi comido sim, e daí??? Vai encarar??

O rap deu para Eminem tudo aquilo que ele sempre quis: um vibrador vermelho tamanho king kong size e a oportunidade de estar novamente cercado de negões afro-crioulos, pagar uma de mau, mas no final soltar a rosca violentamente para todos os manos da quebrada.

A MTV estava doida atrás de um camarada assim como ele, novos artistas de rap que não fossem afro-negões. Assim, Eminem entrou nesse mundo e esse mundo entrou no Eminem com muito prazer. Sua carreira decolou de vez com o o mega-sucesso "My Big White Asshole LP" ("Meu rabão branco"), seguido de "Suck you" (inteligente, brincou com as palavras e ao invés de "Fuck you, ou Foda-se, ele dizia Suck you, ou seja, "Eu te chupo todinho, santa").

Com a morte de seu grande amigo, 50 cent, Eminem ficou muito chateado, e no auge de sua depressão fez um clipe extremamente polêmico, chamado "Superman", onde ele caia em um mar de pirocas duras. O clipe foi censurado em 450 países da Europa, menos na Holanda, onde foi um sucesso. Tua mãe trabalhou duro nesse clipe: ela passava vaselina nas caralhas para dar aquela impressão lubrificada que você tanto gosta. Eu sei que gosta...

Eu quero você para me comer todinha!

Da depressão para o cheiramento de gatinhos foi um pulo. Ele começou a pensar seriamente em suicidio. Mas lembrou-se das palavras sábias da tua mãe: "-Tá nervosa? Tá chateada? Dá o cu que passa!". Pois é, ele deu o cu e aquela frescura realmente passou. Sabe tudo a senhora tua mãe!!

Pouco depois, decidiu definitivamente abandonar aquela vida devassa e partir para um relacionamento mais sério e tradicional. Voltando para a Inglaterra, conheceu uma pessoa sensacional com quem passou a se relacionar, que entendia seus dilemas e respeitava ele enquanto ser humano do sexo masculino que gostava de ser enrabado. Essa figura era o Elton John.

Em homenagem a seu único grande amor, Eminem fez seu último trabalho artístico, Elton John's Bitch (Eu sou a putinha do Elton John) e encerrou sua carreira em uma performance ao vivo, que contou com grandes nomes da música como George Michael e The Smiths.

No final do show, fez um breve discurso sobre o final da sua carreira, e ainda tentando pagar uma de mauzinho, mandou a plateia se fuder: "-Fodam-se vocês, vou casar com o Elton John!" Os dois se mudaram para San Francisco, o paraíso dos trangênicos na terra, e ensaiam a nova versão da Gaiola das Loucas para a TV a cabo. Mais cabo que TV, é claro...

Discografia

  • Infinite (Introduzindo) (1995)
  • The Slim Shady LP (O Pênis de Slim Shady) (1999)
  • The Marshall Mathers LP (O Marginal Mathers) (2000)
  • The Eminem Show (O Strip-Tease do Eminem quem é o doido que vai querer ver?) (2002)
  • Encore (Espanhola) (2004)
  • Relapse (Ressaca) (2009)
  • Recovery (Surubão)(2010)

Sucessos

  • My Name Is (Meu Nome é Slim Anûs)
  • The Real Slim Shady (Um Real pro Slim Shady)
  • Stan (Estupro)
  • Without Me (Praticando Auto-Boquete)
  • Lose Yourself (Tesão de Si)
  • My Band (Minha Bunda)
  • Just Lose It (Apenas Meta Logo)
  • Like Toy Soldiers (Como Bonecos Inflavéis)
  • Smack That (Chupe Isso
  • Crack a Bottle (Boquinha da Garrafa)
  • Not Afraid (Não Meto)
  • Love the Way You Lie (Amo o Jeito como Você Mete)
  • Cleaning out my closet (Saindo do armário)

Filmografia

  • "8 mile", 2002 ("8 metros de Pica") com Big Joe, Very Long Johnson e Motumbo Big Rolla
  • "The Birdcage (TV only)", 2007 ("A Gaiola das Loucas") com Elton John. Trilha sonora de Moby.
Material promocional de "Comam meu cu..."

Curiosidades

  • Enquanto você está lendo esta frase, Eminem ja coçou 7 sacos.
  • Ex-esposa de Eminem: "Ele é uma pessoa terrível, eu vomito na minha própria boca só de ouvir o nome dele, além do mais o pinto dele é pequeno e só funciona com viagra".
  • Eminem assiste Bambi 2 toda sexta feira a noite
  • Mas no fundo, bem no fundo mesmo, ele é que prefere ser comido por rappers bem dotados.
  • 50 Cent conheceu Eminem numa boca de fumo, onde ambos escutavam Bob Marley e davam um Tapa na Pantera. Ele recebeu esse apelido porque cobrava 50 centavos para dar uma chupadinha.
  • O maior segredo de Eminem é que ele sempre foi apaixonado pelo seu produtor e também rapper Dr. Dre, com quem matem um relacionamento secreto homo-afetivo. Eminem deixa varias passagens em suas músicas que comprovam isso. Ex "My Dad's Gone Crazy" onde ele diz; "Eu tô fora do armário, eu estive muito relaxado...Todo esse tempo que eu e Dre estivemos fudendo sem bonés"
  • Eminem já foi preso mais vezes do que Jeremias.
  • Eminem pintou o cabelo de loiro para ninguém perceber que ele era o Boy George. Não adiantou.
  • Uma das coisas mais controversas de Eminem é ele possuir letras violêntas e de extremo ódio contra gays e ao mesmo tempo possuir uma natureza homossexual. Tachado como inimigo dos gays por grupos LGBTT, Eminem ao longo de sua carreira foi mostrando sua verdadeira sexualidade. Eminem aparentemente vive uma enorme frustração por não se aceitar homossexual e por ter que viver um personagem em um mundo falso. Diversos artistas e personalidades alegam que todo o ódio de Eminem é pelo fato dele ser gay enrustido, e não se assumir por problemas psicológicos, pessoais e por ser famoso. Uma grande prova disso é o fato de Elton john( cantor ativista gay assumido e também famoso) ser um de sues melhores amigos e confidente. Eminem sempre demonstrou muito respeito e admiração por Elton John e até o convidou para fazer um dueto no Grammy (foto acima).

Eminem contou ao Detroit Metro Times que procurou Elton John quando precisava de conselhos. "Eu conversei muito com Elton. Nós tivemos vidas semelhantes. Nos tornamos amigos e eu o contei muitas coisas"."Ele é uma pessoa que está no meio e pode entender o estilo de vida e como as coisas podem ser agitadas. Ele entende os motivos e qualquer outra razão para querer entrar nas drogas" "Eu cheguei para ele e disse: 'Olha, eu estou com problemas e preciso da sua ajuda'", completou.

MainardiInv.JPG
Seiyaputo.jpg

Este artigo trata de uma personalidade mortalmente, incrivelmente e filhadaputamente odiada!
Provavelmente esse(a) filho(a) da puta não é digno(a) nem da merda que caga!

Conheça outros filhos da puta clicando aqui!

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas