Emorroidas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Emorróidas)
Ir para: navegação, pesquisa
Hitler curtindo um som do Fresno. Emorroidas é emo.

Se você não respeitá-lo(a), um deles chamará o Adolfinho para lhe transformar em purpurina.
Cquote1.png Você quis dizer: Emo Cquote2.png
Google sobre Emorroidas

Cquote1.png Você quis dizer: Rede Globo Cquote2.png
Google sobre Emorroidas
Cquote1.png Experimente também: EmoRagia Cquote2.png
Sugestão do Google para Emorroidas
Cquote1.png Você me chamou de Emo?! Emo?! Por acaso eu tenho cara de emorróida que nem você, Filho da Puta!!! Cquote2.png
Treta sobre Whatahell Emo
Cquote1.png Vamos entrar pela favela e deixar a emorróida no chão!!! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Emorróida
Cquote1.png A verdade é que estou internado por causa disso... mas eu adorava MPB... Cquote2.png
Ivo Pitanguy sobre Emorróida
Cquote1.png Ai, acho tão normal... Cquote2.png
Hebe sobre Emorróida
Cquote1.png Em 2009, vamoverradicar efe pobrema do Bravíu! Cquote2.png
Lula sobre Emorróida
Cquote1.png É uma doença primitiva. Me admira que ainda exista... Cquote2.png
Max Cavaleira sobre Emorróida

Uma doença horrível que se manifesta em pessoas que passam perto de emos, se estiverem com o estado de saúde muito, mas muito debilitado. Cientistas buscam incessantemente buscar uma cura para esse mal desmoralizante, analisando em busca de uma cura definitiva, o DNA de Chuck Noris, que comprovadamente, nunca sofreu deste mal. Apesar de poucas pessoas sofrerem ou terem sofrido deste problema maléfico, pesquisas constataram que muitas pessoas podem estar suscetíveis ao contágio e por isso a pesquisa e a ação preventiva é tão importante.

A Emorróida purula a ruela, expurga a tripa e impede o cidadão de coçar-se discretamente em locais públicos.

Sintomas[editar]

Inicia-se com um insignificante desejo de se escutar músicas insignificantes. Ele atinge o lobo auditivo e o lobo lógico do cérebro, fazendo com que os contaminados pela doença tenham tendências autodestrutivas em médio e longo prazo. Em alguns indivíduos, a desgraça pode ser mais rápida dependendo do histórico emocional e sexual do perdido.

Com o tempo, o esquecimento e o excesso de hormônios femininos faz com que o cabelo cresça com cores estranhas, de forma desproporcional e ridícula. Uma forma de daltonismo também se instala no quadro, fazendo com que o hospedeiro não consiga mais ter noção sobre composições cromáticas.

Pluto em estágio intermediário da doença, chacoalhando sua franjinha fofa e já utilizando acessórios como colar e cinto.

Verminose crônica[editar]

A doença é causada por um verme do filo Emochord, e é popularmente conhecido como emoticon. Uma das formas de contágio é a internet, onde pode-se pegar muitos tipos de vírus, worms e chats. Inclusive, o chat é um ambiente extremamente favorável ao desenvolvimento de tais vermes, e por isso deve ser absolutamente evitado. Os emoticons têm um formato em geral ovóide, e apesar de minúsculos e frequentemente amarelos, o contorno de seus pequenos olhos podem ser vistos a olho nu graças à maquiagem que usam.

Outro ambiente muito perigoso é o escolar. O ambiente das escolas públicas é um vetor de transmissão preocupante, já que as cadeiras são utilizadas sem o menor controle e higiene, além do problema do ensino continuado e a inexistência de uniformes.

Problemas posteriores[editar]

Foto da região afetada, em preto e branco, para os estômagos mais fracos.

Em muitos casos, tentando lutar contra a doença, o hospedeiro passa a usar a cor preta para evitar chacotas, mas com o tempo e consequente atrofia do cérebro, continua a usar roupas pretas e cores sempre díspares.

Texto típico de uma pessoa com Emorróida:

  • Ahxim ki NóISh juNtáhHhhhán Mihl AmixingulinHuX Nu OkUthi A GenTihi VamU-XÊ PopôLaR!!!!!!UhuhUhuhUUUhuuhu!!!! BixungUHínhUx Na OreLHaH!

Os danos ao cérebro são tão graves que o portador da doença passa a perder a memória verbal, e a coordenação motora relacionada à escrita. Frases horríveis e de difícil interpretação tomam conta da paisagem cultural da pessoa com o problema.

Raciocínios rasos e curtos, frequentemente relacionados à aparência superficial das coisas e à moda, à televisão e principalmente, ao universo feminino tornam-se o padrão em evidência.

Prevenção[editar]

Evite ao máximo conversar com pessoas contaminadas. Uma minúscula gota de saliva que espirrar em sua camisa poderá levar ao contágio, se você estiver com muita, mas muita deficiência geral. Escolha sempre a estação de rádio que vai escutar, e não deixe pessoas desconhecidas colocarem cds no seu player. Estude português minimamente, para não incorrer no risco de adquirir a doença através da abertura ao sintoma. Muito cuidado na escolha do cabeleireiro. Se possível, compre uma maquininha e passe a número 2, 1 ou zero em casa mesmo, em toda a cabeça. Pentes contaminados e produtos vencidos dos salões viciados podem produzir muitos danos à sua saúde.

Packman.gif

O verme unicelular alimentando-se de celulares encriptados em seu ambiente de proliferação, o que demonstra sua voracidade e perigo à saúde e à vida. Celulares encapados com pelúcia são um dos alimentos mais vigorosos para estes bichinhas.

Xavier exorcisando miguxos, mas completamente prevenido. Ele tem autoridade ao afirmar que é invulnerável à doença, fato evidente pela ausência de franjas e pelo traje solene.

Cura[editar]

É uma síndrome. Não há cura. Pesquisadores atualmente tentam utilizar extrato de gatinho para produzir um composto de hiperatividade que poderá ao menos, fazer com que os doentes levem uma vida mais ativa, com mais qualidade e dignidade no dia-a-dia, já que uma vez contraída a doença, graves sequelas permanecerão por toda a vida.

No hospedeiro intermediário e fofo, a verminose produz a mesma coceira e faz crescer os pelos da cauda