Epicuro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Piccolo! Cquote2.png
Goku sobre Epicuro
Cquote1.png O desejo é a causa de todos os males. Então damos para não desejar mais. Cquote2.png
Epicuro sobre o mal.
Cquote1.png Medalha! Medalha! Medalha! Medalha! Medalha! Medalha! Cquote2.png
Epicuro sobre a sua juventude.
Cquote1.png Epicuro!!! Faça alguma coisa??? Cquote2.png
General Galofonte sobre Epicuro.
Cquote1.png Hihihihihihihihihihihihi!!! Cquote2.png
Epicuro sobre a sua filosofia de Vida aplicada acima.
Cquote1.png O lance é rir da cara dos outros! Cquote2.png
Epicuro sobre o seu mêtodo filosófico.

Epicuro de Samos é um filósofo Grego que foi aluno de Demócrito que achava que tudo vinha que pequenas coisas chamadas táquions. Porém como viu que não isso não estava com nada decidiu adotar uma filosofia de Vida que se resume rir das coisas, dos outros e si mesmo. Onde o Bem está no prazer. Sempre procurando dar e receber!!!

Cquote1.png Huuuummmm!!! Eu gosto muito dessas coisas!!! Cquote2.png
Epicuro sobre a filosofia do "dar e receber".

Suas origens[editar]

Epicuro de Samos sempre aplica a sua filosofia de Vida ante as adversidades. (Principalmente em cima dos outros).

Epicuro nasceu em Samos, uma cidade portuária Grega em 341 A.C., muito inteligente e diabólico, o jovem filósofo sempre procurou tocar o terror na sua cidade. Destruindo coisas e pessoas. Provocando a irá de seus parentes e vizinhos. Porém, achava-se que, quando crescesse, o seu amadurecimento nos tempos vindouros mudaria o seu comportamento.

Ninguém aguentou o garoto por muito tempo.

Por isso, pegaram o garoto e jogaram para a cidade de Téos, na Ásia menor, onde a sua educação infantil foi tratada de uma forma peculiar. A base de surras intermináveis e castigos físicos que acalmaram o seu ímpeto infantil.

Depois o jogaram num internato onde o jovem Epicuro comeu pão que o Diabo amassou. (Ou seja, ele mesmo!) Obrigado a estudar e decorar livros inteiros para poder comer um pedaço de pão mofado. O futuro filósofo começou a desenvolver o seu intelecto para criar ideias aditivadas, mas com requintes de crueldade.

Cquote1.png Caos??? Que mané Caos!!! O lance é pegar esse "Caos" perguntar de onde tu veio, Otário??? Cquote2.png
Epicuro sobre uma pergunta de seu professor de teologia sobre o "Caos Primodial".

Depois de ouvir um comentário como este. O seu professor o abandonou por causa de uma crise nervosa e este ficou sob os cuidados de um "cientista louco" da época. Nausífanes de Téos, discípulo de Demócrito de Abdera. Assim Epicuro conheceu as teorias "Taquionsistas" de que tudo gira em torno da proto-matéria em partículas macroatômicas.

Não é preciso dizer que depois de ouvir as explicações do seu novo professor, Epicuro enlouqueceu de vez e se tornou um Filósofo!

Cá entre nós... O bicha feia!

Depois de ficar completamento insano, Epicuro resolveu ensinar tudo que aprendeu como os seus professores aos seus alunos. Passando as teorias dos "Taquionistas" e adotando um novo método filosófico que leva o seu nome "Epicurismo". E criou a sua própria escola de Filosofia, o "Jardim das Delicias", onde homens e homens pudessem se conhecer e adotar novos conceitos de relacionamento entre eles.

Depois de ficar muito famoso na Grécia, Epicuro adotou o isolamento e ficou assim até o final dos seus dias. Isso não o impediu que participasse de algumas guerras e risse com o sofrimento dos seus inimigos.

O seu ato derradeiro foi 271 a.C., quando estava cercados de amigos e conhecidos deu o seu último suspiro e disse as suas últimas palavras.

Cquote1.png Bando de otários! Tudo que disse era mentira. Eu queira era zoar com a cara de vocês, mas como vi que vocês são viados mesmo. Não deu certo... Hunf! Cquote2.png
Epicuro sobre os seus discípulos e amigos.

Sua filosofia e obra.[editar]

Cquote1.png A Vida se resume a comer, beber e dar o seu "Anel secreto". Vida com alegria, suas bichas!!! UUUUUIIIII!!! Cquote2.png
Epicuro sobre a sua filosofia.

O objetivo da Filosofia de Epicuro é conseguir viver sendo o mais Feliz possível e dando prazer aos seus amigos e parceiros de biriba. Tomando cerveja e dizendo o quanto as mulheres são feias e horrorosas. Também não deve ter medo do que os outros acham, mas o que te faz bem. Sem dor ou culpa. Os adeptos desta filosofia devem ser como umas gazelas. Livres, soltas, loucas para descobrir outras formas de prazer...

Cquote1.png Nunca perca tempo em se privar em descobrir novos prazeres. Dê tudo que tem, pois certamente vai receber o que deseja. Garanto que isso será muito prazeiroso! Cquote2.png
Epicuro sobre a sua filosofia.

O conceito da Certeza[editar]

Site não confiavel não façam trabalhos usando esse texto desta bosta porq essas pessoas ai são tudo bando de ignorantes

Para Epicuro, para ser Feliz tem que ter certeza absoluta que sente prazer em "dar e receber" prazeres para si e os outros. Pois, afinal, quando busca a Felicidade é um caminho sem volta.

Cquote1.png Uma vez biba sempre biba!!! Cquote2.png
Epicuro sobre o conceito da Certeza.

O Taquionismo[editar]

Epicuro sempre disse tudo é constuído de pequenas partículas conceituais chamadas "Táquions", onde tudo é criado e existentes deles. A construção do Universo é incrivelmente ligado e montado como peças de engate como uma profunda amizade entre dois grandes amigos que se entendem e se completam plenamente. Para Epicuro, o Unverso é uma estrutura sólida, rigida e viril. Onde todos os homens são Felizes e as mulheres são detalhes da natureza onde servem para gerar outros homens. Assim como o Universo.

Cquote1.png O Universo é feito de peças de engate! Só de pensar nisso me arrepio toda! Cquote2.png
Epicuro sobre o Universo.

O Prazer[editar]

Cquote1.png Se para conseguir prazer tem que sentir dor, não hesite! RASSSSGGGAAAAAA!!! Cquote2.png
Epicuro sobre a Dor e o Prazer.

Contrario que muita gente pensa, Epicuro sempre acha que o Prazer deve ser a apreciada com moderação. Afinal, se sangra, mas não morre, deve se cuidar e partir para outra. O oposto do hedonismo que dever ter prazer com qualquer coisa que esteja viva ou vivente.

Cquote1.png O Prazer é para os Machos! E não para as outras coisas. Temos que selecionar muito bem para quem estamos dando o nosso prazer. Afinal, o corpo é nosso, não é verdade? Cquote2.png
Epicuro sobre o Prazer.

O Prazer é muito trabalhoso, mas não se deve se sacrificar por ele. Segundo Epicuro, o Prazer deve ser algo prazeiroso, sem muitos estresses ou esforço. Deve-se sempre primar pela alegria de viver e pelo sentido de ser você mesmo. Assim buscando o Prazer como uma forma de libertação do corpo e do espírito.

O Prazer envolve o Desejo é para desejar deve-se, primeiramente, desejar coisas possíveis e alcançáveis dentro de sua própria realidade. Para o supremo conceito de Prazer deve ter a felicidade, depois a traquilidade do corpo e da alma (para que possa dormir como os seus amados amigos), a eterna busca do agradável e do aprazível. Em seguida, deve-se buscar os prazeres menores, como glória, poder e riqueza. Onde nunca deve desejar coisas impossíveis como a imortalidade. (Afinal, todos nós sabemos que a imortalidade é para poucos.)

Jeremias pensador.jpg
Filósofos, ateus e outros maconheiros viados pensadores
v d e h

Adam Smith | Agostinho | Albert Camus | Anaxágoras | Anthony Giddens | Aristóteles | Arquimedes | Arthur Schopenhauer | Averróis | Avicena | Ayn Rand | Blaise Pascal | Chanakya | Confúcio | Demócrito | Descartes | Diógenes | Émile Durkheim | Empédocles | Epicuro | Francis Bacon | Friedrich Engels | Galeno | Giordano Bruno | György Lukács | Goethe | Hegel | Heráclito | Horácio | Immanuel Kant | Jean-Paul Sartre | John Locke | Jürgen Habermas | Karl Jaspers | Karl Marx | Karl Popper | Lao Zi | Leonardo Boff | Louis Althusser | Ludwig Feuerbach | Luiz Felipe Pondé | Márcia Tiburi | Maquiavel | Marco Aurélio | Marilena Chauí | Martin Heidegger | Max Stirner | Michel Foucault | Montesquieu | Nessahan Alita | Nietzsche | Noam Chomsky | Olavo de Carvalho | Pitágoras | Platão | Roger Bacon | Rousseau | Sartre | Sêneca | Simone de Beauvoir | Sócrates | Sólon | Søren Kierkegaard | Sun Tzu | Tales de Mileto | Theodor Adorno | Thomas Hobbes | Thomas Kuhn | Tomás de Aquino | Voltaire | Walter Benjamin | Wilhelm Dilthey | Zenão de Eleia