Epidemia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Epidemia, do burrês latim epi(em riba), mais demia de "demonho", que significa que o cão impera absoluto, principalmente quando não é castrado. Não pense você que, essa palavra é originária da boca desdentada de algum velho senil e consideradíssimo dos tempos áureos do latim, nada disso: nada mais é do que uma adaptação do grego epifania, essa palavra fresca, que era bem a cara abichalhada dos gregos antigos. Ao passar pelo plágio pela transição, preferiram deixar a palavra menos parecida com o linguajar de autêntica fada aposentada, prevalecendo a segunda e menos vexatória forma, em todos idiomas paridos pelo latim.

Como se inicia a cagada[editar]

Epidemia de imitar olhinhos extremo-orientais.

A cagada não é preciso dizer como se inicia, então ignore a parte riscada da sessão, mas as epidemias quando são de cagada, podem ganhar o nome de diarreia mental provocada por alguma alegre partilha de alimentos contaminados... nunca queira participar de uma confraternização dessas.

Deixa pra lá a epidemia de cagada, elevarei o nível dissertando sobre epidemia de vômito... também não... Epidemia de ideias agora sim :D Seria bom se todas as ideias fossem boas, mas elas podem se tornar ideologias e, rapaz, isso é outra cagada, quase voltando ao que estava no parágrafo anterior. Epidemia nesse caso, para que você entenda melhor, é algo como modinha, está captando? Imagine apenas uma coisa bem atual esquerda e direita Cara, quando se quer começar a entender e até gostar de política, você tropeça nisso e adeus raciocínio, essas ideologias são 8 ou 80. E são altamente epidemiológicas, pelo simples fato de ajudam a macacada a se afirmar, como a resposta é imediata diferente de coisas que se precisa mais esforço, empenho e inteligência, elas são adotadas por muitos, rapidamente... Nem vou começar a falar das epidemias de mitos, mestres, gurus, heróis, salvadores da pátria... qualquer imbecil que se proponha a dar uns gritinhos de ordem(mesmo com a língua presa), pode ser mito ou herói, ainda que esteja na função mostrando incompetência há anos, apenas recebendo o salario que a maioria nunca vai ter.

Epidemia de ideias é isso basicamente, mas outras ideias que não tem nada haver com política também se espalham como praga rogada pelos seres mais vingativos. Ideias do tipo bicho papão que depois vira bruxa, que depois vira satanás que depois vira... Acreditar em bobagens algumas vezes sim, amigão, começou com aquela lorota que disseram sobre bicho papão, que como sabemos, nunca existiu, mesmo depois você pensando que fosse o barriga infinita do seu tio engraçadão quando vai comer na sua casa, mas depois descobriu que o bicho papão também não era ele. Essa ideias são epidemias que povoam a mente por tempo suficiente para encher o saco.

Como se espalha pela bunda[editar]

Epidemia de fazer cara de bobo pra ver se consegue algo.
Não é o melhor ambiente pra espalhar epidemias, embora pareça...

As epidemias se espalham por um motivo muito simples: Os macacos e outros bichos, são seres que pensam que se reproduzem apenas ao fazer sexo, mas não, eles, por mais que se achem autênticos e que não se deixam contaminar facilmente, vivem a reproduzir, não pequenos bebezinhos, mas reproduzem de tudo, desde um começar a coçar o saco e outro querer coçar também(porra pra que olhar pra essa parte?), como também, sem querer o corpo está prontinho para que, assim que o organismo esteja fraco, reproduza a mesma peste que foi adquirida por quem apenas passou perto.

Agora imagine que se por exemplo, fofoca se espalha quase pelo vento, uma epidemia de falatório inútil ainda pode haver quem diga que essa porcaria toda é informação(PORRA) eu iria dizer que é informação inútil, diferente de informação útil, mas há coisas que entram pelos meus ouvidos que, sequer se pode dar o nome de informação: Porque caralho eu iria perguntar apenas algo como a sua irmã está bem? e em poucos minutos estaria ouvindo até sobre a dor de barriga que deu na sobrinha do fulano que eu nunca vi, porque esta teria beijado o cachorro? Isso é epidemia de tagarelice, mas ainda não é das piores, acredite, apenas imagine aquelas epidemias que deram origem à palavra: vírus, bactérias(das nocivas), pestes, etc... Ah, não quero falar dessas epidemias, fiquemos apenas tentando esquivar, uma vez que para as piores das epidemias não há vacina ou remédio que nos livre de se foder em um grupo de risco ou sem risco.

Ver também, se quiser[editar]