Equidna (mitologia)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Equidna (Mitologia))
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Até disso fazem hentai.

Equidna é uma criatura monstruosa pertencente à mitologia grega. É quase a mesma coisa que uma sereia, só que ao invés de ter um rabo de peixe no lugar das pernas, a Equidna tem um de cobra.

Satânica e imoral[editar]

Embora não tenha sido a primeira monstruosidade a surgir na mitologia grega, Equidna foi carinhosamente apelidada de Mãe de Todos os Monstros, o que a deixou puta da vida, já que esta alcunha sugere que ela seja bem mais velha do que realmente é. Afinal de contas, apesar da bizarrice, Equidna não deixa de ser uma mulher, e como todo mundo sabe, as mulheres detestam que sua idade seja debatida ou mencionada. Principalmente no caso dela, que já devia ter aproximadamente mais de 8000 anos.

Equidna na infância, se é que ela teve uma.

Muito especula-se a respeito da origem de Equidna, mas ninguém até hoje conseguiu elaborar uma teoria que fosse totalmente aceita e coerente, até porque só quem se presta a fazer isso são nerds desocupados que ficam jogando RPG o dia inteiro, e esse tipo de gente não é levado a sério nem por eles mesmos. Mas enfim, é praticamente um consenso de que Equidna é filha bastarda de algum casal de deuses imorais que resolveram dar uma trepadinha em algum momento inoportuno. Dentre os pares mais cotados, estão Fórcis x Ceto, Tártaro x Gaia e Crisaor x Calírroe. Embora nunca tenha sido realizado nenhum teste de DNA, as maiores probabilidades apontam mesmo é para Fórcis e Ceto, pois de acordo com um testemunho fornecido por Hesíodos, ele teria visto ambos se pegando no Peloponeso. Sendo assim, Equidna também seria neta de Ponto e Gaia.

Devido a sua aparência um tanto quanto fora do convencional, Equidna sofreu bullying durante a vida inteira porque as pessoas tinham medo dela e achavam-na feia. Além disso, ela também sempre teve problema em arranjar namorado, pois devido ao fato de ser canibal, ela acabou adquirindo o péssimo hábito de comer todos eles, quando na verdade deveria ser o contrário. Temendo ficar para titia e morrer solteirona, Equidna acabou casando-se com Tifão, o único cara que conseguia ter uma aparência ainda pior que a sua e não tinha como ser devorado por ela, por se tratar de um gigante.

Equidna e Tifão mandavam ver na cama, e tiveram seis filhotes, um mais bizarro que o outro. Com um deles, Equidna chegou a pular a cerca e praticar incesto, gerando mais dois rebentos. E não parou por aí! Durante uma viagem pela Cíntia, Equidna conheceu Héracles, com quem teve umas escapadinhas e pariu mais três pimpolhos. Ainda gerou mais um trio de crias aberrativas, mas naquelas ocasiões estava tão bêbada que nem consegue se lembrar quem são os pais.

Aparência[editar]

Olha, sabe que da cintura para cima ela até que não é de se jogar fora? Mais do que isso, chega até a ser gostosa. Mas não se deixe enganar pela carinha bonita, ela serve apenas para enganar os pobres homens trouxas iguais a você e atrair até a morte. Aqueles que foram suas vítimas e milagrosamente conseguiram escapar porque chegaram a ver seu corpo inteiro antes de caírem na cilada, descrevem a parte de cima como se fosse igual à de uma ninfa zoiuda. Mas sua característica física mais chamativa é, sem a menor dúvida, a enorme cauda de serpente que ela ostenta da cintura para baixo, no lugar das pernas.

Equidna e Lâmia acasalando.

De acordo com as revistas de fofoca que circulavam pelas bancas de jornal da Grécia Antiga, foi Equidna com seu imenso rabo quem teria inspirado o famoso penteado da Medusa, cheio de cobrinhas vivas, o que também acabou virando a marca registrada da monstrenga, embora seu poder de transformar os outros em pedra seja proveniente de seus olhos, e não dos cabelos como pensam alguns.

Isso não tem nada a ver com aparência, mas é importante de ser mencionado neste artigo: Equidna foi assassinada enquanto dormia por Argos, que fez isso a mando de Hera e como recompensa foi transformado de um bicho feio em um pavão. Mas que deusa mais covarde, mandar que os outros façam merda em seu lugar e ainda por cima sem deixar chance para que o alvo possa se defender... Isto é uma vergonha!

v d e h
O Fisiólogo diz que Equidna (mitologia) ecziste, e também: