Erebango

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome-searchtool blue.png Erebango é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Como conseguiu internet nesse buraco?

Sciences de la terre.svg.png
WTF? Sendo desse tamanho e tão estranho assim, só podia vir de Erebango...
Wikisplode.gif
Para os neo-ateus que preferem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Erebango.

Cquote1.png Erebango??? Cquote2.png
Você sobre o que é um Erebango
Cquote1.png Definição: Erebango é uma fruta muito semelhante a uma melancia. Cquote2.png
Computador sobre Erebango
Cquote1.png Não era pra ser uma cidade? Cquote2.png
Você sobre Erebango ser uma cidade
Cquote1.png ERROR ERROR ERROR... FATAL ERROR! Cquote2.png
Computador sobre a cidade de Erebango

Erebango é uma cidade que é responsável pelo nascimento de coisas estranhas. Elas recebem o nome de erebanguenses, geralmente eles vem das "colônha". A cidade é muito pequena e parece mais uma obra de pedreiro eterna do que uma cidade realmente. É o típico dilema entre cidade em construção cidade que leva o termo "puta que pariu" muito a sério.

Para ser aceito na cidade voce precisa ser imbecil, ignorante e acreditar que o prefeito esta fazendo tudo certo para o bem do município, como atraindo empresas para gerar empregos. A crença popular é que um padre gay, amaldiçoou esse vilarejo, para nunca crescer (A prova é a cidade vizinha de Erexim, q iniciou o povoamento na mesma época e cresceu). Ha quem diga que se vc frequentou algum colégio decente não aguenta ficar 5min conversando com um nativo dessa porcaria de cidade. Povo ignorante, tiram fotos de qualquer coisas, desde shoppings, carros.. e outras coisas idiotas. Falam errado, escrevem pior ainda e se vestem horrivelmente. A cafonice é a moda do lugar.

Os bregas saem com volume do carro para todo mundo ouvir junto, para incomodar a cidade, e mostrar que a falta de educação é um orgulho da cidade. Lixo é jogado na rua, para enfeitar a cidade. Eles gostam de sujeira... aspirador de pó é algo desconhecido. As véias adoram bater tapetes nas janelas, e jogar a poeira, cabelos, pelos e pentelhos para o lado dos vizinhos. Acreditam dar sorte, como um anafrodisíaco.... pentelho caiu, vai para o vizinho para não dar azar.

Ha quem diga q Erebango é cidade de aposentado, só se for de aposentado q esta morrendo, pq até morar de aluguel em outra cidade é melhor do que morar em casa própria nesse potreiro q teimam em chamar de cidade. Nem aparelhos de ginástica para idosos, que há em qualquer cidade, chegou nesse lugar fedorento. Cidade de mortos vivos, isso sim. Aposentados normais vão a cinemas, teatros, parques, clubes, bailes, fazem trabalhos voluntarios e etc.


História[editar]

A avenida principal despovoada de Erebango.

A cidade de Erebango surgiu das profundezas do inferno, quando as casas que foram criadas pelos próprios arquitetos do diabo (uma mais feia q a outra.. cheias de telhadinhos, q torturam arquitetos q passam por esse fim de mundo)A cidade surgiu do meio de um carreiro e atraiu europeus fudidos que pensavam ali ser um bom lugar para criarem um comércio e pararem de passar fome.

Alguns anos depois, o Diabo foi ver se Erebango estava totalmente cheia, só que ele não a achava mais! Nem no Google Maps e nem na Wikipédia! Assim, Erebango não sofreu das maldições. Mas o Diabo prometeu que iria mandar um exterminador para varrer a maldita Erebango do mapa... Tal promessa nunca foi cumprida, já que o exterminador não reconheceu a palavra e localização de "Erebango", segundo fofoqueiras da cidade (que até mal do capeta e exterminador elas falam)

A cidade possuiu um certo ar bucólico até meados dos anos 90, com canteiros cheio de arvores na Avenina principal, mas os cafonas achando q precisavam colocar asfalto p parecer cidade, tiraram todas as arvores.

Hino da cidade[editar]

http://www.youtube.com/watch?gl=BR&v=v0GpG_gY-mw

Atualmente[editar]

A cidade expõem bizarrices para atrair turistas e incentivar ao povo ser bizarro junto com a cidade. Como um cemiterio. Qual é a graça de ir a um cemiterio? Nem esculturas há nesse lugar, só uma vala com vários peões q lutaram por algo q nem sabiam o que era.

A cidade continua como sempre foi: uma grande merda. E sempre será! (Como o padre bixona disse qdo foi pego...)

Ver também[editar]