Escotismo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

O escotismo foi criado por Robert Stephenson Smyth Baden Powell (ou BP, como os amigos próximos e veadinhos preferem), e encontramos bichos do mato dessa espécie em todo o mundo, onde são chefiados por pedófilos, digo, adultos responsáveis que geralmente possuem algum tipo de vácuo cerebral. O grande objetivo é fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornar-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina através do trabalho em equipe, ou seja, é uma versão baitola do militarismo para crianças criadas a leite com pera começarem a arrumar seu próprio leite e sua própria pera. Também serve pra fazer com que os jovens sejam competentes na venda de seus biscoitos e acabem suas vidas ricos e bem fardados.

Praticando[editar]

Escoteiro em mais uma tarefa.

De acordo com BP, o segredo do sucesso desses vendedores baseou-se no "sistema de patrulhas" onde o cara que se acha superior assume o controle de um pequeno grupo, e todos obedecem suas ordens cegamente. Isso se aplica às 4 fases de crescimento.

  1. Os Que assistem a fabricação dos biscoitos e que assopram eles quando saem do fogo. Mais conhecidos como Lobinhos ou baby scouts. Usam roupa azul e tem bochechas apertáveis.
  2. Eles fabricam e empacotam. Invejam os sêniores e não tem função na vida. Se acham legais na escola e sofrem pelas chances de terem cabelos estranhos. Usam roupa cáqui e a fofura é questionável. "Escoteiros"
  3. A melhor das fases, eles vendem e conversam entre si. As atividades legais são eles quem acham.é a fase da integração, têm amigos dos itens 1, 2 e 4. Como dizia o mestre, nessa época escoteiros precisam desenvolver o físico. Imaginem. "Sêniores/guias" que usam fardas menos vergonhosas.
  4. Assistem os sêniores e sentem saudade. Se acham independentes. Não fazem nada da vida além de pioneirias e ainda usam as fardas menos vergonhosas. Pioneiros.

Não vou falar da chefia. Tenho medo.

Regras[editar]

Todo escoteiro segue regras, que em 1800 deviam fazer algum sentido, por exemplo: tomar banho e não realizar crueldades entre si, digo, crueldades animais, cumprimentar com a mão esquerda...

Durante a vida de um escoteiro eles precisam realizar a promessa, que consiste em estudar por uns dias pra ver se o chefe geral deixa dizerem que vão cuidar dos irmãos mais novos e que vão seguir O Grande Deus Superior em Tudo de Poder Absoluto e Lindão. Além de tudo, no movimento, vão aprender a montar barracas e amarrar/cortar bambu e gastar muito dinheiro com isso, onde, se não fossem os negócios externos, levariam a família de cada um à falência. Hoje em dia já aceitam cartão de crédito e tem parcerias com Santander e Bradesco.

Os 10 mandamentos do escotismo (não está na ordem)[editar]

Cangaceiro Escoteiro se apresentando.
  1. O escoteiro deve ser leal.
  2. O escoteiro deve ser confiável.
  3. O escoteiro deve ser mão-de-vaca econômico.
  4. O escoteiro deve sorrir e assoviar mesmo estando amarrado num arame farpado enferrujado com molho de alho assistindo ao assassinato dos pais ouvindo One Direction enquanto é estuprado por um negão com difalia (duas jirombas).
  5. O escoteiro deve ser cortês.
  6. O escoteiro deve ser amigo de todos, até do Roberval, cafetão de memininhas que na verdade são meninos.
  7. O escoteiro deve ser limpo no que fala pensa e age. Haja coração álccol em gel!
  8. O escoteiro deve ser submisso aos pais e autoridades.
  9. O escoteiro NÃO deve ser gay, nem em Pelotas.
  10. O escoteiro NÃO deve ser ateu, menos nos Países Baixos e na Suíça.

ATENÇÃO: ESCOTEIROS NÃO AJUDAM VELHAS A ATRAVESSAR A RUA. ELAS QUE SE DANEM.