Espírito Santo do Pinhal

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

<nowiki>Inserir texto não-formatado aquiInserir texto não-formatado aqui</nowiki>

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Espírito Santo do Pinhal.

Cquote1.png Nunca vi cidade tão linda quanto Pinhal! Cquote2.png
Stevie Wonder sobre Pinhal

Cquote1.png Shit happens! Cquote2.png
Forrest Gump sobre Pinhal

Cquote1.png São Paulo? Não era no Espírito Santo? Cquote2.png
Indivíduo espantado por descobrir que Pinhal fica no estado de SP

Cquote1.png I'm the king of the world! Cquote2.png
Leonardo DiCaprio sobre Titanic

Cquote1.png I'm the king of the world! Cquote2.png
Ribeiros sobre Pinhal

Cquote1.png Error 404. Cquote2.png
Google sobre Pinhal

Cquote1.png Tomai todos e bebei... Cquote2.png
Jesus Cristo, desconsolado pela falta do que fazer em Pinhal

Cquote1.png Paulo Klinger? De novo? Cquote2.png
Pinhalense a cada 4 anos

Cquote1.png Que burro! Dá 0 pra ele! Cquote2.png
Chaves sobre a administração do exmo. sr. prefeito

Cquote1.png Se o Klinger não for um bom prefeito, nunca mais vote em mim! Cquote2.png
Maluf, sobre o exmo. sr. prefeito

Cquote1.png E o Zaga? É o Klinger que fez, é o Klinger que fez, é o Klinger que faz! Cquote2.png
Fat Family em um famoso jingle eleitoral

Cquote1.png Em Panguira só Pinhal ter! Cquote2.png
Mestre Yoda sobre Pinhal

Cquote1.png Sem comentários? Sem comentários... Cquote2.png
Corintiano Maloqueiro Sofredor sobre os Panguiras

Cquote1.png Maco, Maco, Macaco! Cquote2.png
Marcão da Praça sobre Pinhal

Cquote1.png Créu, créu, créu, créu, créu, créu. Cquote2.png
Delphi sobre Pinhal

Cquote1.png O dia em que a terra parou! Cquote2.png
Raul Seixas referindo-se ao fatídico 17/04/08 em que a Delphi Automotive Systems foi incendiada pelos escravos

Ele Esta de Volta!!!!! "Faixa colocada na Entrada da rua Barão para comemorar a volta de um cidadão Pinhalense......Pena que somente ele comemorou....Não ande sem cinto de segurança "

Tabela de conteúdo

[editar] A Cidade

'Espírito Santo do Pinhal', localizada na região Mogiana do Estado de São Paulo, desenvolveu-se com o café, um poderoso alucinógeno de grãos vermelhos, atráves do qual sagrou-se um império mundial, colonizando o porto de Santos até a era em que a poderosa estrada de ferro foi destruída. Assim, o império caiu e Pinhal tornou-se uma pacata aldeia, com marcas de imigração italiana, cuja influência ainda é visível nos circos circolos italianos armados todo domingo na Praça. Em toda a era D.R. (Depois de Romualdo), Pinhal foi comandado pela igreja e as falsas carolas moralistas, discípulas do Monsieur, cujo poder torna obtusa a mente dos filhos pinhalenses.

Uma cidade peculiar, fina e finiiiiíssima, a Argentina do Mercosur, onde a sede do A.A. (Alcoólicos Anônimos) encontra-se defronte a um comércio de engradados de cerveja e aguardente de alambique; realmente uma prova de fogo. Possui também um dos maiores índices percentuais de loucos e dementes do mundo. Hoje, Pinhal é uma aldeia pertencente a São João da Boa Vista que por sua vez pertence a MOGI GUAÇU que por sua vez não existe.

[editar] Brasão

Pinhalbra.jpg

O brasão da cidade, idealizado pelo General grego Kisifodas, originalmente diz Originibus Fidelis Sunt. Segundo o , mestre em latim, isso quer dizer "são fiéis às origens".

Um projeto de um cidadão consciente, submetido à Câmara dos Vereadores do município, sugeriu a mudança da dita mensagem do brasão por Originibus Jumentis Sunt, que o mesmo padre considerou um gostoso estupro ao latim, além de um atentado contra a moral e os bons costumes da carolice pinhalense, sempre sensual. O brasão tem dois olhos de jumento, um pinheiro enfiado na boca e um nariz e maçãs do rosto de fogo. Significados:

Olhos de burro: olhos de burro, mesmo.

Pinheiro enfiado na boca: afora as conotações sexuais, isso significa a quietude estúpida do cidadão médio. "Cala a boca, senão te enfio uma araucária goela abaixo!"

Maçãs do rosto e nariz de fogo: o nariz vermelho pode simbolizar, ao mesmo tempo, doença (graças ao nosso maravilhoso serviço de saúde) e nariz de palhaço. As maçãs do rosto vermelhas simbolizam a carolice pinhalense, que cora à menor cena de atentado à lei, aos bons costumes, a Deus, à Pátria e à Família. "Heil, mein Führer!", diria a direita pinhalense, pelas carolas e pelo Monsieur. "Tudo pela nossa Espirito Santo do Pinhal. Aqui residem os mais belos povos oriundos da Europa. Uma pena que ela esteja tomada por vermes", disse outro notório fascista.

[editar] História

[editar] Cronologia

A cronologia de Pinhal assim se resume:

Ø Fundação: 27 de Dezembro de 1849

Ø Criação do distrito: 24 de Março de 1860 - Lei Provincial n.º 3

Ø Criação do município: 09 de Abril de 1877- Lei Provincial n.º 17

Ø Elevação à categoria de cidade: 10 de Março de 1883 - Lei Provincial n.º 14 Esperando tal elevação, até hoje.

Ø Criação da Comarca: 28 de Maio de 1881

Ø Instalação da Comarca: 30 de Outubro de 1884

Ø Libertação total dos escravos: 16 de Abril de 1888 Lei abolida em 1996, pela Delphi Automotive Systems.

Ø Feriados municipais: 13 de Dezembro: Dia de Santa Luzia / 27 de Dezembro: Aniversário da Cidade / 20 de Março: Aniversário da Delphi

[editar] O Gênesis

O território onde a cidade viria a florescer, tem sua raiz mais profunda ligada as poderosas tribos indígenas Caiapós, que, há milênios, ocupavam originalmente a região. A partir de 149 A.R. (ou 1700 pelo calendário Cristão), caravanas de escoteiros Aldebaran começaram a desbravar a região, à procura de fortuna, índias que pudessem ser sodomizadas ouro e pedras preciosas. Situada em região montanhosa, a fortaleza indígena jamais fora ameaçada, era bravamente defendida a pedradas e flechadas que rechaçavam facilmente as investidas inimigas.

Contudo, os escoteiros organizaram uma grande batalha, que ficou conhecida como "Os 300 de Pinhal", atacando através dos rios de acesso e caminhos naturais que passavam por estas proximidades. No dia D (9 de Agosto de 121 A.R. ou 1728 A.D.), os escoteiros Aldebaran desembarcaram pelo que viria a ser o Ribeirão dos Porcos, sendo derrotados pelos poderosos Caiapós. Foi então que Jorge da Silva Nobre inspirou-se na lendária batalha de Tróia e traçou um último estratagema: pintar a cara de um boi de preto e deixá-los nos domínios indígenas. A operação ficou conhecida como Boi da Cara Preta e entrou para os anais do folclore brasileiro.

Os índios fugiram com medo do Boi da Cara Preta e a região do atual município de Espírito Santo do Pinhal foi grilada palmo a palmo por Jorge Silva Nobre, que passou a colonizar a região. Pessoas exiladas de outros planetas iniciaram o povoamento juntamente com os membros da família Silva Nobre. A principal atividade era a criação de gado, que, em geral, tinha o rosto pintado de preto para afugentar os caiapós, nossos arqui-inimigos. As terras logo tornaram-se uma Sesmaria feudal, governada à mão de ferro por Jorge Silva Nobre, o terrível.

O tal Jorge Silva Nobre, antecessor direto do Monsieur Augusto, passou aos seu descendentes a arte de dominar os povos ignorantes e caipiras da região onde se situa a referida cidade, tal arte foi profundamente absorvida pelo "Padre" Augusto, que domina as carolas moralistas, hionotizando-as, para que elas possam ser mais um ramo da inquisição, de modo que a igreja assim consiga total êxito em dominar tal feudo.

[editar] A Fazenda Pinhal e a Declaração de Independência

Ainda no mesmo ano, Antonio da Cunha Abreu, um dos ascendentes do lendário cangaceiro Romualdo da Souza Brito, liderou os loucos e católicos em uma revolução contra o senhor feudal, o que culminou na fundação de um país rival dedicado à agricultura: A Fazenda Pinhal. O profeta Romualdo da Souza Brito herdou o poder 121 anos depois, ao voltar das Cruzadas, e introduziu (ui!) a cultura de café em sua fazenda, que não reagiu.

Iniciando certa vez a derrubada da araucária existente na atual Praça da Independência ou da Matriz, para tal feito, Romualdo foi alvejado por atiradores de elite da da fazenda Sertãozinho (a qual mais tarde se tornaria Andradas, fabricante pirata de vinhos de mesa), que planejavam sabotar o plantio das mudas de Coffea arabica L. conseguida por Romualdo na última Cruzada Católica contra os Mouros, substituindo-as por pés de alface e pernas de cabrito temperada.

Romualdo foi obrigado a interromper o serviço em virtude dos gritos de desafio e dos tiros de espingarda e de trabuco, que lhe foram dirigidos. Espírito profundamente religioso e equilibrado, o profeta Romualdo foi tomado de súbita inspiração. Declarou que não mais faria a roça, mas que doaria suas terras ao capataz, o Sr. Divino Espírito Santo, uma sorte de terras de 40 alqueires, para patrimônio e a fim de que, no mesmo lugar onde ocorrera o incidente, fosse erigida uma capela sagrada (atual Igreja Matriz).

O litígio para formação do patrimônio do Sr. Divino Espírito Santo, conforme escritura pública lavrada na então freguesia de São João da Boa Vista, deu-se a 27 de Dezembro de 1849 (Ano 1 D.R.). Essa doação compreendia 40 alqueires retirados da Fazenda Pinhal, fato esse que deu origem ao nome de Espírito Santo do Pinhal, cuja origem se deve à grande ocorrência de espíritos demoníacos que assombravam as matas de Araucária existente nestas paragens.

Conta-se que há tempos um prefeito (tataravô Kringer, dizem as más línguas)quis mudar o nome do município para Pinhal apenas, pra ficar mais moderno e fazer coro com o anticlericalismo reinante na França, porém uma intervenção divina o fulminou e assim, câmara e prefeitura, voltaram a dar o devido título à terceira pessoa da Santíssima Trindade. Conta-se que os manuscritos escritos a toco de lápis, que registram o acontecido, estão lacrados na base do obelisco do centenário,na Praça da Independência, junto com um mapa que revela onde o Barão escondeu o seu ouro.

[editar] A Escritura

O documento original, com o polegar direito de Romualdo, encontra-se no Vaticano, exposto ao lado do Santo Sudário. Acredita-se que Romualdo era a reencarnação do faraó Miquerinos.

Em 27 de Dezembro de 1849 (Ano 1 D.R.), pelo notário da então freguesia de São João da Boa Vista, José Antônio de Abreu e Silva, por solicitação dos doadores Romualdo de Souza Brito e sua mulher, foi lavrada no livro 4º, às fls. 52 e v. a escritura de doação, nos seguintes termos:

Saibão quantos este público instrumento de escriptura publica de doação virem, que no anno do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de mil oitocentos e quarenta e nove, vigésimo oitavo da Independência do Brasil, aos vinte e sete dias do mez de Dezembro do dito anno, n'esta freguezia de Saint John of Good Eye, termo da cidade de Mogy-Myrim e província de S. Paulo, em casa de morada de Romoaldo de Souza Brito, onde eu escrivão de paz e tabelião foi vindo para passar a presente escriptura, ahi estavam presentes os ditos Romoaldo e sua mulher Thereza Maria de Jesus, ambos a mim, conhecidos pelos próprios de que tracto, e dou fé, e por elles outorgantes marido e mulher, foi dito perante duas testemunhas abaixo-assignadas, que elles outorgantes são senhores de duas partes de terras de cultura, na fazenda denominada Pinhal, cabeceira do ribeirão dos Porcos, no districto da freguezia de Mogy-guassú, de cujas partes de terras fazem doação de quarenta alqueires, para servir de patrimonio da capela do Divino Espírito Santo, que se intenta fundar no dito lugar, cuja doação de quarenta alqueires de terra fazem muito de suas livres vontades, sem constrangimento algum; nem elles nem seus herdeiros poderão derrogar ou annular esta doação em tempo algum, e elles outorgantes doadores, declaram que em dito terreno dos quarenta alqueires de terras, que ora dão para o dito patrimonio, reservam para si cento e vinte palmos de frente e seus competentes fundos, para seus edifficios em qualquer lugar que lhes for mais commodo; bem assim reservam mais sessenta palmos de frente e seus competentes fundos, para se edificar uma casa de morada para o vigario que alli for residir e todos os mais moradores que alli se quizerem arranchar pagarão o fôro de cem réis por braça annualmente, sendo applicado para as despezas d'aquella egreja, e protestem de a todo tempo que se mover alguma duvida em dito terreno, delles outorgantes doadores, fazer bôa, firme e valida a dita doação, livre e desembaraçada de qualquer duvida que por ventura se mova. E de como assim o disseram e outorgaram e pediam a mim tabelião que lhes acceitasse suas outorgas, e lavrasse a presente em minha nota. Eu como pessoa publica, lhes acceitei e lavrei a presente, que lida acceitaram e assignaram, sendo a rogo da doadora Thereza Maria de Jesus, Manuel José Gomes de Abreu, sendo testemunhas presentes José Luiz de Andrade e José Garcia de Oliveira Filho, depois de lida por mim José Antônio de Abreu e Silva, tabelião, que escrevi em público e raso. O tabelião José Antônio de Abreu e Silva, Romoaldo de Souza Brito, Manuel Gomes de Abreu, José Garcia de Oliveira Filho, José Luiz de Andrade, N.'.o '60 réis, pagou de sello 160 réis. São João da Bôa Vista, 27 de Dezembro de 1849. - André. - D'esta 240 réis.

E assim nasceu Pinhal, pela quantia de 460 réis pela escritura. Hoje, 460 réis significariam 87,3% do PIB (Produto Interno Bruto) do município.

[editar] Sobrenatural

O acontecimento não foi bem recebido pelos guerreiros assírios de Sertãozinho, que procuraram, antes da sua transcrição, anular a escritura, bem como provocar distúrbios mentais, iniciar a derrubada de mato e construir benfeitorias nas terras doadas, quando dois desastres, atribuídos a causas sobrenaturais, fizeram cessar as hostilidades que cada dia mais se agravavam.

Estava uma menina toda cativa peneirando milho, quando ocorreu desprender-se o espeque que segurava o madeiro do monjolo, matando-a inexoravelmente. Na mesma ocasião, um carpinteiro caiu de um andaime, derrubando as Torres Gêmeas, vindo a falecer dos ferimentos recebidos. Essas ocorrências, conjugadas a outras anteriormente verificadas, foram recebidas como castigo do céu, influindo de maneira relevante para serenar os ânimos, consolidar a doação feita, decidir a sorte da povoação nascente, e definir as datas dos desfiles das escolas de samba.

Estava reconhecida a Indepêndencia do Principado do Espírito Santo do Pinhal., bandeira de glórias e tradições do desporto nacional.

[editar] Sanatório Pinhal S.A.

Quando o sanatório de Pinhal ainda era desprovido de muros, o Governador do Estado fez uma visita ao Município. Durante a sua estadia na cidade só via loucos pelo caminho. Depois de cumprir seu cronograma, nos bastidores, o Prefeito de Pinhal na época pediu verbas para a construção do tal muro do sanatório, ao que o Governador respondeu:

- O sanatório? Eu vou é mandar verba pra murar a cidade! Aqui só tem doido!

Pinhal, cidade com maior índice de loucura do mundo segundo o Guiness Book, possui vasta gama de criaturas peculiares:

- Pardal: O Pardal é uma criatura possui 10% de sangue em seu álcool, o que explica o fato dele sempre comer alpiste e ressurgir das cinzas, uma vez que é altamente inflamável. Afirma ter sido sido sargento e especialista em dança na guerra do Vietnã. Tais habilidades são comprovadas durante o carnaval e também durante as instruções do TG 02-061, quando Pardal demonstra marchando na rua que suas habilidades de combate na selva são apenas superadas pelo seu mais célebre discípulo: John Rambo. Dizem que Pardal enlouqueceu ao tentar combater a aristocracia pinhalense, liderada pelo Velho Barreiro.

- Pão com Carne (PCC): Um eremita fugaz, supostamente vindo do planeta Klingon, capaz de ficar meses ausente da cidade em peregrinação e provação pelo mundo, e sempre retornar com as mesmas feições e trajes: chapéu de palha, camisa rasgada e sem botões, calça de cor marrom desbotada caindo e entrando na bunda, cueca a mostra (em estilo skatista) e sapato furado sem meia. Acompanhado sempre pelos seus discípulos do reino animal, dentre os quais uma vasta gama de vira-latas, PCC sempre retorna para conseguir um dos ingredientes de sua juventude eterna: um pescoço com uma bela carótida. Em busca dessa refeição específica, bate de porta em porta sempre balbuciando palavras como "ONÁ" (Dona, em Português). Dizem que aqueles que abrem as portas de suas casas e lhe oferecem pão com carne mal passada, são agraciados com um item exclusivo Polishop de sua trouxa cheia de artefatos raros e desconhecidos, adquiridos em suas andanças pela galáxia. Seu habitat preferido são as praças rodeadas de igrejas, pois sua alma é cobiçada pelo cramulhão. Sua única arma é o seu espírito de Ronin e sua camada adiposa que o protege do frio.

"Google Maps e Igreja Googleistíca comprovam: o milagre da favela em plena praça da Matriz."

- Monsieur Augustus: O Monsieur Augustus é o último moicano da Inquisição. Controla o poder político da cidade (o financeiro é controlado pelos Ribeiros - linhagem descendente do puro sangue de Romualdo). Seu poder é tal, que ele é capaz de realizar milagres tais como armar uma favela na Praça Matriz e surfar no andor de Nossa Senhora. O prefeito Paulus VIII, é um mero títere manipulado pelas teias sombrias do poderoso Monsieur Cognac. Os acadêmicos de maior graduação na cidade - os tiozinhos que ficam meditando no ponto de ônibus da Igreja Matriz do Divino Espírito Santo - dizem que seus poderes superam os poderes de Quevedo. Sua ambição é um dia dar um Golpe de Estado no Vaticano e proclamar seu papado, já abem pronunciado. No começo dos anos 2000 se dedicou a esportes radicais como jogar pebolim em plena Av Oliveira Motta, migrando depois para o jogo de botão, tendo sido um dos idealizadores da Mega Rampa.

- Mudinho: Mudinho conhecido também por, Pulinho, Erédio ou Kid Bengala, é um dos habitantes mais ilustres e bem dotados, fisicamente, de Pinhal. Trata-se de mais um alienígena jamais avistado duas vezes no mesmo local, mas sempre dentro dos domínios da cidade.

Na foto, ele executa uma incauta que passeava na praça da Matriz. Atende a domicílio. Não tem filiais

Possui uma habilidade incrível de camuflagem, já foi confundido com o vocalista do U2, Bono Vox, Crocodilo Dandi, Tarcísio Meira, Emílio Santiago, os 3 Reis Magos, e outras celebridades. Sempre que é visto, está em posse de um utensílio peculiar como uma cabeça de barbie, uma régua, um carrinho de bombeiro etc. Devidamente adestrado por seu antigo dono, Mudinho obedece a qualquer comando que lhe seja dado, desde que pago antecipadamente, inclusive dar um pulinho, tirar o chapéu, dançar, preparar um risoto, rebolar ou ficar nú em plena via pública. Este último em especial parece ser sua predileção, visto que é dotado, segundo os especialistas, de uma benga respeitável, supostamente medindo cerca 30 centímetros na escala Richter. Dizem que é o filho de Tony Tornado.

- Gozzi e seu fiel cachorro Rim-Tim-Tim: Gozzi é um ente de poder superior que vaga pela cidade, mas que pode ser encontrado intermitentemente no seu bar predileto, próximo à fábrica Vedette. É dito que ele desenhou um pentagrama que envolve a cidade, embora só tenham sido encontradas três pontas do dito símbolo. A outra extremidade, que explicaria a aplicação da CPMF, encontra-se em lugar incerto e não sabido, possivelmente em Lins. A posição de Gozzi como líder espiritual, e bebedor emérito, e a significação do suposto pentagrama, além da verdadeira identidade de seu cachorro são, contudo, desconhecidas. Boatos dizem que o seu pentagrama aprisionou o poder demoníaco do Monsieur Cognac. Gozzi é um mestre em marchas marciais, especialista em Kung-Fu, Zui Quan, e Ói-queu dô, do extinto tempo Shaolin do sul.

-Peidorrero (Carteirinha) É um famoso colecionador de carteirinhas de despachantes da cidade. Todos os documentos de carro vencidos, apreendidos pela Coroa Imperial, são guardados por ele. Não ousam sequer olhar para as carteiras dele, pois o indivíduo é de alta inflamabilidade, durante um ataque de raiva sua força torna-se sobre-humana. Foi demitido pela família, pois submetia seus entes queridos a audições constantes de músicas de Elymar Santos. Outro hobby, absolutamente justificável, é o de abraçar as mulheres gostosas que vão na celebração da missa do Monsieur Cognac, e andar pela praça após horários de aula, imitando um loro e assoviando para as inocentes colegiais, uniformizadas, que estão indo para casa depois da aula. Seu apelido "Peidorrero" foi atribuído a ele por uns estudantes que observaram a naturalidade do indivíduo, que não tem pudor liberando seus gases naturais em praça pública. Nas horas vagas, Peidorrero também auxilia os motoristas da Cristália e da Santa Cruz a destacarem os canhotos das passagens de ônibus, e depois aproveita pra dar uns xavecos nas atendentes do guichê. Quem o chama de "Peidorrero" é revidado com uma violenta e fatal cusparada. O método, desenvolvido pela Al Quaeda, é um tanto peculiar: ele cospe na própria mão, para tentar atingir o indivíduo com seu arremeso balístico de catarro.

- Zé Bezerro

- Beatle

- Frank Sinatra

- Pulenta

- Vermeio da Praça

- Sebastião do Fusca Branco Que Não Para Em Lombada

- Jesus Lopes Aluminium Catcher

- Paulo Venâncio

- Falcão

- Suécia Estocolmo Uai

- Gustinho (in memoriam)

- Tião Abacate (in memoriam)

- Tiago "The Dancer" Pardal

- Pão com Carne / Pão com Ovo

- Badola

- Zé Bunitinho

- Mestre Fubá

- Bento

- Lambari

- Tio Prego

- Babu - É o primogênito dos três filhos do "Pastéis". Dizem que tentou a carreira religosa, mas sem o apoio do Monsenhor feudal Augustus, acabou desistindo. Tentou estabelecer contato com o RJ, visto que seu filho mais ilustre o Cardeal Leme era o chefe por aquelas bandas, mas descobriu que ele já tinha morrido e o RJ estava sob a ditadura de D Eugenius, fugiu exilado para o Chile, terra do famoso poeta Pablo Neruda. Se sentiu em casa pois o Chile é considerado o pais mais caipira da América latrina{dos EUA}, não tinha os famosos vinhos doces e licorosos de Andradas, mas deu pro gasto. Voltou algumas vezes, pra Pinhal mas não se adapta mais, a cidade cresceu muito, por isso tem preferido a paz e o sossego da metrópolis São Paulo, onde atualmente tenta conseguir os direitos autorais do prêmio Jabuti que foi inventado pelo pinhalense Edgard Cavalheiro, mas nunca pagaram um tostão de direitos autorais. Segundo ele "se a premiação for todo ano no Teatro Municipal já tá bão"

- Cabloco da Barraforte

- Waltinho Locão (Phd em Física Quântica e ex-NASA?)

- Estátua da 13 de Maio

- Hildebrandi o famoso vendedor de quadros, mascaras de carnaval e cantor nas horas vagas, por sinal ele ainda e virgem e esta a procura de seu grande amor,alguém se habilita....?

[editar] Curiosidades

Barao cemiterio.jpg 30 fevereiro cemiterio.jpg

- 30 de Fevereiro de 1892 Curiosamente, há um túmulo com esta inscrição, AQUI REPOUSA ANTONIO DE BARROS PIMENTEL JUNIOR, NASCIDO A 1º DE ABRIL DE 1875 E FALECIDO A 30 DE FEVEREIRO DE 1892, bem, se esta data realmente existiu, não sei mas que há registro que já houve para acertar calendário gregoriano.

- BARÃO DE MOTTA PAES Quando ainda era pobre, fez um pacto com o demônio para ficar rico. Dizem que, no leito de morte, ele se negou a entregar a alma e no dia do enterro, antes do sepultamento, fortes ventanias abateram-se sobre as pessoas presentes. As árvores na parte externa do cemitério permaneceram imóveis, como se nada estivesse acontecendo. O fato é que ele aparece a quem quer que risque seu túmulo, e concede um desejo em troca de sua alma para entrega-la ao demônio, aprisionado em seu jazigo por não ter honrado o trato. Há relatos de pessoas que riscaram o túmulo na esperança de uma visita do Barão, mas ele não apareceu, dizem que é pelo temor de ser algum parente ou cobrador querendo saber onde ele escondeu o ouro.

[editar] Economia e Demografia

Sua população atual é a mesma desde a quebra da Bolsa de NY, em 1929. São quase oitenta anos seguidos de crescimento vegetativo nulo. Não que a população não se reproduza, ao contrário, as pracinhas mal iluminadas que o digam, mas ainda jovens os filhos e filhas de pinhalenses vão arriscar a sorte em outras paragens mais importantes como Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro, Santo Antônio do Jardim e Albertina. Há indícios de pinhalenses perambulando pelas ruas pacatas da cidade de Pomaire, ou de Rengo, no Chile.

A economia pinhalense é baseada no feudalismo e trabalho escravo. Cabe ressaltar que 95% do PIB atual da cidade é gerado pelos negócios da família Ribeiro. A Delphi detém outros 3%, 1% é resultande das compras de roupas grã-finas e carros da família Ribeiro e também da esmola dada por eles aos pedidentes e o 1% restante provém dos outros 42 mil habitantes.

O futuro é incerto, sujeito que está às arbitrariedades e limites do sistema econômico feudal. Por isso, espera-se ainda a vinda do Salvador, Romualdo reencarnado. O sonho de consumo de 95% dos pinhalenses é ter um carro para poder desfilar bem vestido pela cidade. Por isso, o plano diretor (em direção a merda) do prefeito destina 80% da verba anual para recapeamento de estradas e os outros 20% na construção de redutores, visto que cada cidadão é um Nelson Piquet em potencial. Por essa razão, talvez, Pinhal é a única cidade com menos de 50 mil habitantes que partilha do drama do engarrafamento, tanto quanto São Paulo nos horários de pico, porém, em Pinhal o pico tem dia e hora: sábado depois das 21:00 e domingo depois do almoço.

[editar] Cultura

As opções culturais em Pinhal são variadas:

Cinema - O cinema, da empresa Crap-plex conta com uma sala, equipada com moderna tecnologia. O projetor inglês foi importado em 1911, e já rodou clássicos do cinema como Casablanca, E o vento levou e Dançando na chuva. As poltronas são extremamente confortáveis: o espectador senta entre os joelhos da pessoa traseira. Em 22 de março de 2008, o cinema exibia o lançamento importado O Senhor dos Anéis: As duas torres. Destaque também para os banheiros que têm as entradas estrategicamente posicionadas ao lado do telão. Se você demorar lá, todo mundo vai ficar sabendo. Lembre-se também de peidar em silêncio.

Buemba!!! O Cinema fechou, alguém duvidava dessa noticia

Cinema em uma Tenda de Caminhão - Tecnologia ??? Que nada !!! O negocio é, como se diz em termos populares "aqui o sistema é bruto e rustico" Pinhal inaugura o cine barraco, um cinema em baixo de uma lona de caminhão e exibe todas as noites classícos do cinema brasileiro, como O Homem que Copiava, Mazzaropi e outros, O Cine Barraco se situa em frente a Germanica ( Ponto GLS de Pinhal a noite ).

Rádio de Pinhal - A Rádio, que apresenta incrível qualidade de transmissão, locutores inteligentes e reporteres ávidos por notícias interessantes à população, sem se demorar com frescuras, gaguejos e puxa saquismos à pessoas ricas da cidade, tem um intenso treinamento de seus funcionários no que diz respeito à correção da Língua Portuguesa e Imparcialidade dos seus textos. É uma curiosidade da cidade já que mesmo com tantas qualidades não consegue ultrapassar a barreira dos quase 1 Watts de Potência e ter seu sinal captado além das barreiras do nosso vilarejo.

TV de Pinhal - A TV pinhalense orgulha-se com sua infra-estrutura e qualidade de programação e imagem, visto que nos telejornais e outros programas da variada grade, nem parece que estamos no interior, pois não se percebe o "r" puxado em hipótese alguma, graças aos incentivos na qualidade do canal. Nas Eleições de 2008, pela primeira vez, acompanhamos a apuração dos resultados ao vivo e em tempo real, em um programa imparcial e muito bem apresentado por âncoras a fazer inveja em William Bonner. Em primeira mão Pinhal soube que candidatável Paulo "Kringer" foi reeleito, após se encerrarem a contagen das urnas da Escola Juca "Roureiro".

Jornal - Um certo jornal apresenta o que há de mais superior e de alto nível no Mundo do jornal impresso. Você poderá aprender a conviver em um mundo mais civilizado e cosmopolita. Aprenda como preparar o salmão ou como manter a finesse em seus cruzeiros pelo Mediterrâneo. Aprecie antes do seu caviar ou trufas francesas ou acompanhado do seu jogo de porcelana chinesa na companhia da suas compadres cheias de laquê e preocupadas com essa juventude perdida. Não se esqueça dos bons modos. Uma expressão fina também é a garantia da imunidade da corrupção dos costumes do além-feudo e destes caipiras de outras cidades que não tiveram uma alfabetização bilíngue.

Museu - O Museu de Pinhal consiste de um cômodo com várias curiosidades. Um jacaré empalhado, um bezerro de duas cabeças, e a seção de documentação, que contém as curiosidades nonsense da cidade, formam o acervo. O museu é constantemente atualizado. Sua mais nova aquisição é uma lasca da cruz de Cristo, adquirida junto a um camelô de Jerusalém.

Biblioteca - A biblioteca municipal conta com extenso e interessante acervo. Na falta de um bibliotecário, um servidor municipal qualquer organiza os livros. Uma bússola é necessária na hora de encontrar o título desejado.

Pedra do ovo - Bela paisagem nos períodos diurnos e vespertinos, o local também funciona como motel no período noturno, sendo o único estabelecimento realmente 24h da cidade. A observação do luar neste local é complementado pelos gemidos, que partem de lugares desconhecidos.

Festa do café - Ótimo lugar para tomar cerveja, já que o café é só servido durante o dia, para os empresários endinheirados e convidados VIP. Sempre conta com shows de pagode e sertanejo, pois "é o que o povo gosta". O povo, que no entanto afirma que "quem engole merda é privada", comparece porque nunca tem outra opção. Pinhalenses, coprófagos por natureza, fartam-se durante as festividades.

Enfeites de natal - no fatídico ano de 2008, os enfeites de natal na Av. Wasington Luis que consistiam de Anjos Brancos, a serem dependurados em estruturas metálicas no postes da Avenida, foram dispostos de maneira peculiar; A prefeitura, na ocasião, por intermédio de seus doutos funcionários de alta patente (todos concursados ou amigos dele [?]), em total consonância com os princípios da (d)eficiência administrativa, dependuraram os anjos "de ponta cabeça", ou na posição upside down, no jargão pinhalesco, o que veio a configurar uma situação caótica em termos espirituais na região e deflagrando aos poucos, por si só, a crise na economia mundial. As explicações do departamento de imprensa da prefeitura tendiam a dizer que os enfeites não eram anjos... eram na verdade "folhas do cafezal", o que é realmente muito comum de se ver nessa época (enfeites de natal com forma de folha de café). Altas autoridades do G-20 decidiram que, no ano de 2009, esses anjos deveriam ser colocados na posição correta, em meio aos enfeites do carnaval passado, para configurar a nova decoração natalina de 2009, que pode ser vista no centro da cidade das 19:00 às 21:00 h (tempo em que permanecem acesos). Note que o Papai Noel é o próprio rei momo de barba, e o trenó é o carro alegórico...

Enfeites de Natal 2010 – Uma inovação na arte de representar o Natal, em seu último mandato nosso prefeito resolve demonstrar todo seu carinho, ao montar um presépio de auto garbo e elegância em frente do capitólio de Pinhal a Igreja matriz, porem em um ato de disputa de gangues rivais, na virada de ano de 2010 a 2011 foi destruído por inúmeras disputas entre poder da tão popular praça matriz.

Av. Washington Luís - Lugar importante para a economia da cidade. A av. Washington Luís está para Pinhal o que a av. Paulista é para São Paulo! É o lugar do entretenimento noturno. Lá encontramos belas damas que, por si só, são umas caixinhas de surpresa. Porém, caso já tenha companhia, você e ela podem se deliciar com iguarias tipicamente pinhalenses em um recinto onde a simplicidade traz um charme especial ao negócio. Uma pastelaria onde o “segredo” está no recheio! Tudo isso estrategicamente localizado ao lado da Concessionária Germânica. Se você aprecia boa companhia e diversão saudável, é para onde deve ir. O problema é o alto risco de voltar com um leve problema de saúde.

[editar] Brigas e discussões

São vários os inimigos nesse fim de mundo:

Escolas Com toda a certeza pinhalense, digna de concertesa, os alunos nada-temem do Cardeal Leme, sempre foram inimigos dos alunos patis e mauricinhos do Colégio, lugar esse, controlado pelas madres amigas do Prefeito, digo, padre, da cidade.

Bairros Há tempos atras, todos eram divididos em dois hemisférios: Vila Palmeira - Maringá e Monte Alegre X Parque do Colégio - Parque do lago - Jardim Universitário (lugar esse, dominado por republicas de pessoas que vão pra famosa e talentosa, UniPinhal.

264939.jpg
ATENÇÃO:
Simplesmente estamos cagando e andando para quem não gostar do conteúdo deste artigo e, por conseguinte, das opiniões e sugestões dos mesmos. We just couldn't care less.
v d e h
SÃO PAULO
SP
SP
Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas