Porifera

De Desciclopédia
(Redirecionado de Esponja-do-mar)
Ir para: navegação, pesquisa
Chewbacca.PNG ANIMAAAAAAAL!!!
Este artigo trata de algum animal, ou alguém que pareça um animal, ou alguém com nome de animal, ou alguma bosta que te faz se sentir um animal, ou ainda um ANIMAL.

Denuncie o tráfico de animais selvagens.

Leaotarado.jpg


Montfortpoulpe.jpeg CUIDADO!! ESTE ARTIGO É AQUÁTICO!!
Este artigo trata de alguma criatura marinha, ou uma reserva áquatica, ou qualquer coisa relacionada a água.

Porifera pode usar ou controlar água. Ou não.

Tubarão.jpg


Poríferos
Bobesponjabr.jpg
Dados do animal
Reino: Reino Animal
Filo: Poríferos
Classes: Calcarea, Hexactinellida, Demospongiae
Quantos habitantes: Nunca contei e nem contarei
Risco de extinção: Depende do grau do Aquecimento Global.
Interesse econômico: Fazer esponjas de banho
Interesse culinário: Só se você comer esponjas
Onde é encontrado: Principalmente na água ou em banheiros
Nomenclatura Binominal
Poríferus esponjiculus

Cquote1.pngVocê quis dizer: Esponja-do-mar?Cquote2.png
Google sobre Porifera
Cquote1.pngExperimente também: Bob Esponja Cquote2.png
Sugestão do Google para Porifera
Cquote1.png HEHEHEHEHEHEHEHEHEHE... Cquote2.png
Bob Esponja sobre Poríferos
Cquote1.png ... Cquote2.png
Doutor Roberto Esponja-do-mar sobre esse artigo

Tabela de conteúdo

[editar] Apresentação

GIF de um Porífero, a qualquer momento ele vai se mecher.

Poríferos é o primeiro filo do Reino Animal que existe em todo o universo mundo (pelo menos no Planeta Terra é assim). Depois de se passar horas em usa sala de aula falando sobre o Reino Monera, Protista, Fungi e Plantae (sendo que você não aprendeu porra nenhuma de nenhum deles sequer), sem falar dos Vírus que nem um Reino de verdade constituem, aparece mais um Reino para fechar a Classificação de espécies vivas que constituem o nosso planetinha azul, sendo que esse reino ainda se subdivide em filos, que se subdividem em classes, ordens, famílias, gêneros e espécies (WTF? Tudo isso?).

O primeiro filo são os benditos Poríferos, que nada mais são do que as nossas famosas esponjasde tomar banho-do-mar, um ser vivo que mais parece um ser morto do que outra coisa, haja visto que se meche tanto quanto uma chinchila manca com cachumba em estado avançado. Apesar de parecer mais uma planta aquática do que um animal, os Poríferos merecem um respeito enorme de todos, haja visto que são coisas mais velhas do que a tua mãe e, como tal, merecem o carinho que todos os velhos idosos, por direito, tem (ou não).

[editar] As benditas Esponjas-do-mar

Esse Porífero é também conhecido como "penico-do-mar", sabe-se lá porquê.

Sempre presas à um substrato (que nada mais é do que a "comida" das esponjas, ou uma simples pedra qualquer onde elas se prendem para não serem levadas pela maré, mas que aqui foi dita de uma forma técnica, já que estamos em uma desenciclopédia), as Esponjas-do-mar são as criaturas mais estranhas do mundo aquático, haja visto que não se mechem nem pra se coçar, nem fazem mal (e nem bem) a ninguém e vivem em estado vegetativo, já que não esboçam nenhuma preocupação com nada.

Algumas ainda tentam um pouco o esforço de se mecher, mas são que nem merda n'água, ou seja, vão para onde a maré as levar e sem reclamar. Apesar de serem econtradas, em sua maioria, nos mares e oceanos (ou seja, em água salgada, caso você não tenha percebido isso), ainda é possível observar tais criaturas em alguns rios do mundo, tal qual um pinguim que, de vez em quando, gosta de sair do Polo Sul e passar uma temporada de veraneio no litoral brasileiro mas nem por isso deixa de ser um simples mamífero animal do tipo ave (mesmo que não voe nem porra).

"Esponja-Motumbo-do-mar" (só não me perguntem o motivo desse nome).

Possuem uma constituição simples, mas tão simples, que muitos dividam se realmente essa coisa é um animal e não uma planta molhada e que esqueceu de se desenvolver, sendo esquecida por Deus no fundo das águas para que ninguém fizesse questão de estudá-las e descobrir uma funcionalidade para ela, se bem que uma planta ainda tem muito mais mobilidade e utilidade do que um simples porífero aquático que nem sequer tem vocação para ser um predador natural, mas isso são detalhes.

Mesmo com essas provas cabais, os cientitas juram, de pés juntos, que as Esponjas-do-mar são seres vivos, já que se alimentam de pequenos organismos invisíveis à olho pelado nu e que se encontram nas águas de qualquer lugar do mundo, seja no Polo Sul ou no Polo Norte, no Oceano Pacífico, Atlântico ou Mediterrâneo, bem diferentes de uma planta comum que se alimenta apenas de água e luz solar (mas e as plantas carnívoras? não contam?). Elas se alimentam por filtração, através de um bombeamento de água pelos seus poros e sua libertação pelo buraco de baixo cima, sendo que, ao entrar nos poros, a "parte comível" da água (como se ela tivesse alguma) é capturada por algumas células que possuem um chicote, tal qual a Mulher Gato.

Uma rara "esponja-carnívora-do-mar" (WTF?).

Por fazerem parte do primeiro filo do Reino Animal, não é à toa que se tratem dos organismos com a constituição celular, estrutural e organizacional mais simples de todos os outros (O RLY?). Por eles não conseguirem ir além de sua forma blastular na evolução embrionária (se não está entendendo nada do que estou dizendo, recomendo você se fuder usar o Google como ajuda), eles não constituem tecidos verdadeiros e resistentes o suficiente para suportar o clima quente da terra (ainda mais com o aumento do Efeito estufa pelo Aquecimento global), principalmente os que se encontram em áreas tropicais, sendo que, por esse motivo, não é por qualquer coisa que eles vivem embaixo d'água e nunca sobre ela.

Possuindo geralmente a forma de uma garrafa, ou mesmo de um vibrador (dependendo dos olhos que os veem), são constituídos por de mais de oito mil células flageladas e que servem para capturar os alimentos que circulam pelas águas e que ninguém se interessa em comer, sendo que eles não se alimentam de nada mais, mesmo que apareça algum desenho idiota mostrando que as Esponjas-do-mar gostam de hambúrguer de siri.

[editar] Anatogatomia

A Anatomia de um Porífero (bem mais fácil de decorar do que a de um Cordado).

Como já dito acima e que eu não me importo em repetir, os Poríferos possuem uma constituição muito simples e que até um idiota consegue analisar sem ficar doido com os seus estudos, onde seu corpo é constituído de uma porra qualquer, mole e maleável, chamada de espongina (não é por qualquer motivo que o nome do animal é Esponja-do-mar), que seria o que, nos seres humanos, corresponde a pele. Tal "pele" é cheia de buraquinhos, que são ótimos para esfregar as costas dos mais cascões possíveis que, combinado com um bom sabão, deixa um completo sujismundo tão limpo quanto um conversível novo.

Não é desse ósculo que estamos falando.

Por ter o seu interior oco tal qual a sua cabeça, geralmente serve de esconderijo para muitos animais frágeis, que se sentem bem dentro de outro animal, já que este não pode fazer nada para impedir que lhe penetrem as entranhas (ui!) e lá vivam como se as esponjas fossem um condomínio aquático. Eles estão cercados de célular que são as únicas coisas que os mantem de pé em todo aquele líquido em que estão mergulhados.

Possuindo geralmente a forma de uma garrafa em pé, ou mesmo de um pino de boliche, caso você nunca tenha visto uma garrafa na vida, a anatomia da Esponja do mar pode ser dividida em três partes simples:

Coatócitos e seu chicote para pegar comida na água (Beto Carreiro fazia a mesma coisa).
  • Óstio: São os cus buracos propriamente ditos que estão na parede do tecido (que não é tecido) do porífero. É por eles que vão entrar a água que será filtrada pelas células filtradoras;
  • Átrio ou Espongiocele: É o centro oco da Esponja-do-mar e onde um feno geral corre, pois lá não tem nada de mais. É onde toda a água que passa pelos óstios se concentra antes de sair do animal;
  • Ósculo: Apesar de ter o mesmo nome do beijo, esse ósculo não tem nada haver com isso (Ou não?), trantando-se da abertura por onde tudo sai da esponja, em outras palavras, teria a mesma função que uma bunda humana, já que a boca é o óstio e o átrio é o estômago.

Entre as mais de oito mil células que constituem o corpo de um porídero, podemos contar como as mais importantes principais:

  • Pinacócitos: São as células externas do Porífero e que não fazem nada a não ser dar a ele uma coloração que pode variar do alaranjado até o verde musco, dependendo do grau de poluição do líquido em que o animal estiver;
  • Coanócitos: São as células responsáveis por capturar as partículas mais gostosas da água que entra no Porífero (se é que isso é possível). Possuem em sua estremidade um chicote que literalmente laça a partícula e a engloba para o seu interior, como se fossem os tentáculos de um polvo;
  • Porócitos: São as que formam os poros! Não é demais óbvio?
  • Amebócitos: São as que trabalham para a digestão do alimento, o transporte de nutrientes e a fabricação do espermatozóide e óvulo do Porífero, além de outras milhões de funções;
  • Miócitos: São as mesmas céluas presentes no popozão da Mulher Filé, que faz com que sua cavidade anal contraia ou expanda, permitindo assim maior fluxo de água dentro do Porífero.

[editar] Sexo Reprodução

Para os mais Zoofílicos, finalmente chegou a melhor parte do artigo (afinal, lembrem-se que os Poríferos são animais e não plantas aquáticas, então não se enquadram na botanofilia e sim na zoofilia). Por se tratarem de serem tão primitivos quanto a Dercy Gonçalves virgem, os poríferos são um dos poucos animais que ainda podem fazer a puta falta de sacanagem de se auto-fecundarem, ou seja, ter um filho que nada mais é do que um cópia cuspida e escarrada sua, em suma, um clone.

Porém, eles ainda são superiores a nós, seres humanos, já que podem fazer também uma fecundação de forma sexuada, podendo dar (ui!) origem à várias crias que em nada vão se parecer com o pai ou a mãe (ou não). Vejamos as duas formas de fecundações dos poríferos:

[editar] Assexuada

A Reprodução Assexuada dos Poríferos é o sonho de muitos seres humanos de hoje em dia, que nada mais é do que ter um clone de sí próprio e sem a interferência científica de ninguém, agulhas, transplantes ou mesmo de uma célula-tronco, sendo este ser geneticamente igual ao outro e fruto de uma simples masturbação (ou, vulgarmente conhecida como punheta) que acabou dando em um resultado satisfatório ao invés de sujar o fundo do mar, originando uma cria.

O esquema mais simples de uma Reprodução Assexuada de um Porífero.

No mundo Porífero, tal relação sexual consigo mesmo pode ser classificada em duas partes importantes, sendo que todos acabam originando a mesma porcaria no final, ou seja, um clone. Vejamos os tipos:

  • Brotamento: É a criação de um novo indivíduo a partir de um brotinho que sai de qualquer lugar do porífero e consegue se fixar em um substrato. É como se um simples pedaço de merda conseguisse dar origem a uma nova vida, sendo esta a cara de quem o pariu;
  • Fragmentação: É a criação de uma nova esponjinha à partir de um pedaço que se despredeu da mesma, seja isso induzido por algum humano idiota que cortou o animal, ou alguma tentativa emo do bichinho em cortar os seus pulsos o que acabou dando em nada, haja visto que isso só aumenta a sua proliferação. Seria o mesmo que arrancar um braço de alguém e fazer com que esse braço sem corpo desse origem a um novo ser com a cara do dono do braço perdido (bem Frankstein isso!);

[editar] Sexuada

A Reprodução Sexuada dos Poríferos. A parte mais chocante foi vetada, para que Zoófilos não sujem o teclado.

Apesar de todas as esponjas serem Lady Gagas hermafroditas, tem horas que nem todas se satisfazem consigo mesmo, tal qual alguns adolescentes nerds, gordos e suados que jogam Counter-Strike dentro de uma Lan House conseguem. Para satisfazer a sua libido sexual, tais criaturas apelam para a ignorância e saem em busca da tampa da sua panela pelo mar adentro (já que mar afora elas não PODEM!).

Ao encontrarem uma (ou várias, nunca se sabe), não acontece nada de romantismo, buquê de flores ou mesmo o pagamento de uma coca-cola ou coisa do tipo, tal qual a Dança do acasalamento que está presente em muitas espécies de animais. As esponjas-do-mar são mais diretas no assunto, levando o seu companheiro (ou companheira) logo para um motel em qualquer pedra no fundo do mar, ou mesmo na frente de todo mundo, já que eles não tem vergonha da nada mesmo. Depois que isso acorre, basta mais alguns momentos (questão de dias) para que muitos poríferos surjam no lugar onde ocorreu toda essa sacanagem aí.

[editar] Utilidades no mundo

Bobo Esponja, o Porífero (apesar de não parecer um) que veio representar o filo todo no mundo de hoje.

No mundo dos seres humanos, a Esponja-do-mar não serve basicamente pra porra nenhuma mais, haja visto que a sua única função que tinha (e isso a muito tempo) era a de somente servir como esponjas para lavar carros, louças ou mesmo os corpos dos seres humanos que se encontravam tão sujos quanto o de Bear Grylls depois de uma temporada no meio do mato. Mas nem isso ela faz mais, haja visto que, em meio aos mais variados protestos do Greenpeace, WWF, Tua mãe e várias outras coisas chatas que ainda rondam o mundo, houve uma total paralização da mortalidade dos poríferos para a fabricação das esponjas de lavagens, sendo que as mesmas foram substituídas pelas palhas de aço ou mesmo por esponjas sintéticas, que, modéstia à parte, são realmente muito melhores do que o corpo de um ser vivo (nesse caso, morto). Com isso, as esponjas perderam os seus empregos e foram jogadas à sarjeta pelo desemprego funcional.

Em meio a tudo isso, surgiu uma nova criatura, que veio protestar para que as esponjas-do-mar voltassem a ser adoradas em todo o mundo, trata-se do bendito ser vivente da Fenda do Bikini, Bob Esponja Calça Quadrada, que nada mais é do que uma esponja de louça da Assolan e que vive no fundo do mar, aprontando confusões que até Deus duvida junto de uma galerinha do barulho. Algo totalmente ilógico, porém, foi feito pelo criador desse desenho (O RLY?), que, provavelmente, cheirou gatinhos ao criar tal coisa, pois o personagem principal é uma esponja que se move, fala, tem um amigo que é uma estrela falante, come hambúrguer, dorme e, como se isso não fosse muito, é Gay, sendo que, as esponjas-do-mar em sí são, no máximo, hermafroditas e não totalmente do Lado Rosa da Força.


Bob Esponja adorou a IMAGINAÇÃO do criador desse artigo.

[editar] Ver também



Ferramentas pessoais
Ver e editar dados de namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Ferramentas