Esporte Clube Jacuipense

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esporte Clube Jacuipense
Escudo do Jacuipense.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Esporte Clube Jacuipense
Origem link={{{3}}} Bahia - Riachão do Jacuípe
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Baiano
Divisão Série A
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Esporte Clube Jacuipense é um time extremamente irrelevante do futebol baiano advindo de uma cidade ainda mais irrelevante e de nome fodido, o Riachão do Jacuípe que ninguém sabe onde fica, mas certamente não é nenhum celeiro de bom futebol. Ninguém sabe o que é Jacuipense, mas ele tem um nome bem impactante... pronuncie em voz alta a palavra "JACUIPENSE" e experimente. Certamente na hora você percebe que trata-se de um time ruim o qual seria extremamente humilhante perder.

História[editar]

Fundação[editar]

Este time cretino foi fundado em 1965 conforme dizem algumas fontes, porém o mundo real nos diz algo bem mais diferente quando olhamos os papéis de todos campeonatos baianos das décadas de 60, 70, 80 e 90 e não vemos uma só citação à "Jacuipense"... O que será que o time andou fazendo nesses anos todos? É um mistério que nem o mais desocupado arqueólogo tem paciência de ir averiguar, então por isso permanece este mistério de por onde andou o Jacuipiense nos seus primeiros 40 anos de história.

O único título[editar]

O Jacuipense tem 1 troféu em sua sala de troféus, uma pequena taça de latão onde está escrito "Campeonato Baiano - 2ª Divisão 1889" de maneira que o 1889 está riscado de maneira a parecer "1989". É obviamente uma taça encontrada no lixo do século retrasado e que foi falsificada ara parecer a taça de um suposto título de segunda divisão baiana. Como não há alma viva no mundo que se importe com isso, esse título foi aceito pela Federação Baiana, e está tudo certo e homologado até na Wikipédia.

Interatividade com o torcedor[editar]

Após tantas temporadas sumido e falido, como é o normal na história deste clube, a equipe sobe ao campeonato baiano da primeira divisão em 2012. Neste ano lançou um ousado projeto revolucionário que substitui todo gasto com comissão técnica ou planejamento, assim poupando dinheiro que naturalmente já é sempre escasso para o clube. O projeto consistia em um aplicativo para celular onde torcedores podiam votar e escalar o time. O projeto se demonstrou um fiasco quando um grupo de fakes se fez passar por torcedores do Jacuipense e começou a votar nos piores jogadores possíveis de maneira massiva. O resultado foi que entravam em campo apenas os piores da equipe, e logo em seu ano de estreia sob essa nova gestão inovadora, o Jacuipense quase foi rebaixado no campeonato baiano (que diga-se de passagem, é uma grande bosta), salvando-se por 1 pontinho em 2013 graças a um empate com o Botafogo de Salvador.

Série D de 2014[editar]

Graças a uma quarta colocação na desprezível Copa do Governador da Bahia que ninguém se importa, e mesmo assim o Jacuipense não passou de uma mera quarta colocação, o time baiano conquistou o direito de participar de sua primeira competição nacional, a Série D do Brasileirão!

O desempenho foi acima das expectativas, terminando logo em primeiro de seu grupo aproveitando-se do fato de enfrentar times nordestinos apenas, e todos com nomes ainda mais idiotas que "Jacuipense", o que rendeu vantagem ao time baiano.

Na fase seguinte eliminou outro time de nome idiota do Nordeste, o Globo FC, e foi para a decisão contra o Confiança do Sergipe. Foi um duelo acirrado, afinal os dois times são acostumados a perder, mas sobre a tradição de ruindade do Confiança prevaleceu a falta de experiência do Jacuipense, que perdeu de 2x0 e perdeu a vaga na inédita Série C.

Campeonato Baiano de 2015[editar]

Voltou à normalidade a terminou numa mísera sexta colocação do estadual baiano mais falido de todos os tempos. Mesmo assim garantiu vaga para a Série D porque a Federação Baiana faz sorteio para saber qual time enviar pra competição, já que todos são ruins demais e não há meritocracia no futebol baiano.

Conquistou a vaga para a Série D de 2015 do Brasileirão graças a desprezível e desconhecida Copa do Governador da Bahia, mas visando não pagar o mesmo vexame do ano anterior, a equipe desistiu da competição.

Títulos[editar]