Estatuto do Desarmamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Mario do Armario em ação!!
HAHAHAHAHEHEHEHEHEHIHIHIHIHIH
Esse artigo pega trouxas! Se fudeu, Dunha!

Esse artigo gosta de pegar trouxas com a famosa pegadinha do mario e pega todo tipo de pessoas com suas pegadinhas do cacete!

Nota: se vandalizar, o coringa não vai deixar barato!

Cquote1.png Eu não fabia que o Eftatuto do Devarmamento ia aumentar a violênfia Cquote2.png
Lula sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Na União Soviética, o estatuto desarma VOCÊ! Cquote2.png
Reversal russa sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Aqui também! Cquote2.png
Republica das Bananas sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Oh! E agora, quem poderá me defender? Cquote2.png
Dona Florinda sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Quando todas as armas forem de posse do governo, esse dirá a quem pertence as outras coisas Cquote2.png
Benjamin Franklin
Cquote1.png A maioria das armas compradas legalmente acaba nas mãos de bandidos. As únicas excessões são as armas que são entregues em campanhas de desarmamento Cquote2.png
Ativista retardado a serviço do governo sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Isso explica o fato deles estarem sempre portando fuzis de última geração Cquote2.png
Cidadão bem informado sobre o comentário anterior

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...a maioria das pessoas que são a favor do desarmamento vivem em mansões com muros altos e cheias de seguranças fortemente armados?

Cquote1.png Zero oito, entrega a doze vassoura pra ele. E não esqueça dos duzentos reais Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Este ano entrará para a história. Pela primeira vez, uma nação civilizada possui controle total de suas armas. Nossas ruas estarão mais seguras e nossa polícia mais eficiente. O mundo seguirá nossa liderança rumo ao futuro. Cquote2.png
Adolf Hitler sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Eu não porto armas, prefiro deixá-las com meus seguranças Cquote2.png
Defensor do Controle de armas afirmando o que obviamente acontece numa civilização desarmada.
Cquote1.png Acabar com o Estatuto é um retrocesso na luta pela paz. Por que com o Estatuto, bandidos atiram em pessoas inocentes, de modo que morrem apenas pessoas inocentes, sem o Estatuto, as pessoas inocentes responderão com fogo, e morrerão tanto pessoas inocentes quanto bandidos. Ou seja serão dois grupos de pessoas mortas ao invés de um. Cquote2.png
Desarmamentista sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png 15 milhões de mulheres são assassinadas todos os dias. As armas de fogo são usadas em 49,2% desses assassinatos registrados, ou seja 41% dessas mortes acontecem numa distância, na residência ou em uma distância mínima da habitação da vítima. Cquote2.png
Alice Portugal sobre Estatuto do Desarmamento
Cquote1.png Eu sou a favor do Estatuto do Desarmamento, faz os meus negócios lucrativos. Cquote2.png
Senhor Omar sobre Estatuto do Desarmamento


Se as pessoas ficarem desarmadas, como elas poderão se defender de um ataque de zumbis?

O Estatudo do Desarmamento nada mais é do que um plano maléfico que tem como objetivo desarmar a população, já indefesa, do Brasil e impedí-los de se defender de ameaças externas como zumbis, extraterrestres, argentinos, etc.


De onde surgiu a ideia?[editar]

Max Payne, um dos heróis do Estatuto do Desarmamento

Tudo começou com o fim da Ditadura Militar, quando os exilados políticos voltaram para o país. Com medo de serem torturados de novo, muitos se tornaram defensores dos Direitos Humanos. O tempo passou e a violência começou a aumentar, pois traficantes e bandidos começaram a tocar o terror na população(antes não havia esse problema, pois quem fazia isso eram os milicos).


Segundo o Estatuto do Desarmamento, esse é o modo correto de agir caso um bandido invada sua casa

Num belo dia, os políticos fizeram uma assembleia para discutir o problema, mas ao invés de assumirem que são incompetentes, eles fizeram o que sempre fazem: botaram a culpa nos outros. Foi nessa hora que um deputado se levantou e declarou: "Que droga é essa? A gente dá a essas pessoas o direito de portarem armas e eles começam a matar uns aos outros. A partir de agora, vamos proibir tudo, apenas os bandidos e os policiais poderão portar armas." -e, desde então, os políticos passaram a defender a ideia do desarmamento(mas só dopovo, deles não), mas como o Brasil é uma democracia, eles não podiam fazer isso sem antes consultar o povo brasileiro.

Para isso foi criado um Referendo em 2005.

Referendo de 2005[editar]

Como o povo não estava disposto a concordar com o desarmamento, o governo decidiu criar uma série de campanhas para sensibilizar a população, em 2005 foi lançado um referendo que forçou os brasileiros a saírem de suas casas para irem as urnas de novo para decidir o que o povo queria.

Exemplo de armas que a população entregou e que não será usada para abastecer o crime.

De um lado, estava o SIM, que era financiado por multinacionais, Rede Globo, Organizações não governamentais, bandidos, etc. que defendiam a ideia de que as armas eram más, fazem as pessoas matarem seus miguxos e causam acidentes em casa. Do outro lado ficava o NÃO, financiado por fabricantes de armas, Revista Veja, e por pessoas como Capitão Nascimento e Olavo de Carvalho, eles defenderam a ideia de que o desarmamento aumentaria a violência, e que muitas pessoas ficariam desprotegidas caso um bandido tentasse invadir sua casa.

Depois de muita propaganda e enchessões de saco, o Não saiu vitorioso com 69% dos votos, enquanto o SIM ficou com 24%. Porém, ao invés de aceitar a derrota e respeitar a opinião do povo, o SIM preferiu não desistiu e instituiu o Estatuto do Desarmamento na marra.

O Estatuto do Desarmamento[editar]

O Estatuto tem como objetivo fazer um cadastro das armas no país, além de incentivar a entrega voluntária de armas de fogo. Para aqueles que aderem a campanha e entregam sua arma, eles pagam uma quantia que vai de 100 a 300 reais, dependendo do calibre. Estes valores foram estabelecidos em virtude da crença de que os bandidos entraram no mundo do crime em razão da falta de investimento do governo em educação, ou seja, a baixa escolaridade dos bandidos faria que eles acreditassem que a entrega de uma arma comprada no mercado negro por R$ 40.000,00 em troca de uma indenização de R$ 300,00 fosse um bom negócio. Essa campanha conta principalmente com voluntários de ONGs(que recebem gordíssimas recompensas), bandidos e traficantes, esses últimos contribuíram grandemente para o Estatuto entregando suas armas de fogo.

Curiosidades[editar]

  • Depois da implementação do Estatuto do Desarmamento, o número de mortes(de bandidos) foi reduzido em 15%;
  • Países como os EUA defendem o Estatuto do Desarmamento(dos outros países);
  • A maioria dos políticos que são a favor do desarmamento tem porte de arma;
  • O Referendo aconteceu justamente na época em que o Mensalão estava sendo denunciado, estranho não?
Num esboço com mafagafos, vários mafagafinhos há.
Quem os desmafagafizar, bom desmafagafizador será.