Estrangulamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Exploding-head.gif

Atenção: as palhaçadas escritas neste artigo podem prejudicar o seu cérebro!

Um estrangulamento bem conhecido.

Cquote1.png Você quis dizer: Asfixia? Cquote2.png
Google sobre Estrangulamento
Cquote1.png Experimente também: Mata-leão Cquote2.png
Sugestão do Google para Estrangulamento

Apresentação[editar]

Muito visto em filmes de espionagens, Kung Fu, animes de ninjas e várias coisas do tipo que tenha luta no meio em nossa vidinha sem graça nosso cotidiano diário, o Estrangulamento é uma técnica tanto de ataque quanto de defesa pessoal (principalmente de ataque ou será de defesa?), usado por várias pessoas, tanto em cenas de ficção quanto da realidade (só que muito mais visto na realidade - ou não). Agarrando-se ao pescoço da vítima que será estrangulada, o estragulador pressiona, com força, o pescoço do outro (ou o seu próprio, no caso de um suicídio) até que o ar necessário para a sua respiração acabe e ele, das duas uma: Ou fica inconsciente e desmaie, como uma princesa de Contos de Fadas; ou, finalmente, parta para a terra do pés juntos e fique lá por uma temporada eterna MWAHAHAHAHAHA! (bem simples, não?). Mesmo com vários métodos de torturas existentes no mundo, o estrangulamento (que basicamente é feito de forma manual, ou seja, pré-histórica) ainda é muito difundido por vários locais.

Por que ele mata?[editar]

Estrangular a sogra não é errado, principalmente se ela não conseguir ver quem a estrangula.

Não é que o Estrangulamento mate (além do mais, esse é o último objetivo do estrangulador - pelo menos para alguns -, que primeiro quer ver a sua vítima sofrer um pouco, afim de obter aquilo que deseja finalmente), bem pelo contrário, ele somente serve como um meio mais simples e rápido de conseguir uma confissão (bem diferente daquelas que os padres conseguem), muito bem útil para alguns grupos pobres de traficantes, terroristas, mercenários e afins, que não contam com um 3oitão, bomba ou uma forca comum para arrancar algumas verdades de seus sequestrados. Por isso o estrangulamento é útil, pois, antes que vítima entre em inconsciência, ou para não entrar nela (o medo faz de tudo), dá para se arrancar algumas palavras daquilo que se queira descobrir (ou não, aí o jeito é matar mesmo). Mas é claro que tem uma lógica bem óbvia para essa joça matar algum pertubado doido que, sem saber se defender direito, permita que lhe seja feito esse típico estilo de tortura, que veremos agora e que eu espero que você entenda, pelo menos isso.

Muito diferente do que se passa pela cabeça acéfala leiga de qualquer um (e do que se vê por aí), o estrangulamento não quebra o pescoço de ninguém (provocando aquele famoso "creck" muito visto nos filmes de ação), o que ele faz é "somente" bloquear a passagem de ar para o cérebro e, sem o vento circulando pela cabeça oca de qualquer vítima que recebeu essa prática (ainda mais se for de uma vítima loira, que contém mais ar do que cérebro, ou seja, o vento é que faz tudo girar por alí, isso se tiver algo para girar), ela acaba parando de funcionar, levando à vítima ao desmaio (como forma de polpar energia) ou à morte (como forma de polpar tudo, principalmente a Terra da sua existência, o que, com certeza, ela, e todos nós, agradecemos). Enfim, não tem nada de muito misterioso para se desvendar nisso tudo, não é (pelo menos eu acredito que você tenha entendido o básico do básico)? Basicamente é uma questão de entender um pouco sobre o sistema respiratório, seu e de todos mundo.

Estrangulando Anônimo[editar]

Em alguns esportes o estrangulamento é muito comum e faz parte.

Interromper o fluxo de oxigênio para o cérebro (falei até bonito, não é?) não é nada de complicado (qualquer idiota pode realizar isso, ou ser vítima dele), pois se fosse ele não seria um dos golpes mais conhecidos e altamente visados durante lutas muito praticadas por playssons e outras pessoas que gostam de dizer que praticam algum esporte de porrada luta, somente para outros terem medo e não se meterem com eles (sendo que, na maioria das vezes, isso não ocorre e tal exibido acaba virando saco de porrada de qualquer maneira, mais cedo ou mais tarde). Por isso, o Estrangulamento é uma técnica-base de muitas lutas, sendo elas de artes marcianas marciais (ou não). As principais artes que se utilizam do estrangulamento como técnica aceitável e nenhum pouco apelativa, mas sim de muita ajuda, são: o Judô (aquele que se usa o kimono e tudo mais, primo de primeiro grau do Karatê e um plágio desse) e o Jiu-Jitsu (o que é parente do Vale Tudo).

A forma mais simples de se estrangular alguém (não vá fazer isso com aquele seu irmãozinho capeta, apesar dele merecer mas faça com o seu vizinho mala, ele sim merece), é o famoso "estrangulamento anal por trás" (ui!). De um modo bem básico, o estrangulador se posiciona por trás de sua vítima (como se fosse lhe dá um encoxada, sendo que muitas das vezes isso ocorre mesmo), e envolve-lhe com o braço o pescoço dele, pressionando com força o local. No caso de um esportista profissional, tal golpe pode colocar a pessoa para dormir em cerca de alguns segundos, sendo que, se a pessoa que for a vítima for ainda mais fraca com relação à estrangulamentos e outras práticas de lutas (ou seja, um fraco), pode ser que o tempo seja ainda mais curto. No Judô, esse golpe é conhecido "hadaka-jime" (algo bem oriental mesmo) e "gravata" ou "mata-leão" no Jiu-Jitsu (em suma, logo se vê pobreza na diferença entre as duas lutas, mas enfim, é isso aí).

Ver também[editar]