Euro

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Calc img.gif 1 euro = 88.317.842.918.938.933.531.712.365.820.533.727.154,38 dólares
Valores fornecidos somente a título informativo - leia o aviso pertinente.


Olha quanto esse mendigo conseguiu trocar por uns trocados de Euro que recebeu de esmola.

Cquote1.png Filha da... Cquote2.png
Dólar sobre Euro
Cquote1.png Houston, we have a problem... Cquote2.png
Wall Street sobre Euro

Euro foi uma invenção europeia criada para sacanear o dólar americano. É moeda de 17 dos 27 países da União Europeia. Curiosamente, são aqueles que estão praticamente falidos...

História[editar]

Nota do euro brasileiro, que substituirá o Real.

O euro é, na verdade, uma arma de destruição em massa, e foi idealizada por Josef Stalin, pouco depois da Segunda Guerra Mundial.

O comunismo dominava a metade da Europa, e parte da Ásia, e buscava um meio de derrotar o império capitalista do Ocidente, sem precisar lançar mão de ataques nuclares que certamente destruiriam o Mundo AHUAHUAHAUHAUHAUA!!!

Durante essa época, Stalin chegou a criar uma moeda unificada, chamada Vodka. Essa troca visava eliminar a imagem capitalista do dinheiro de papel das mentes do povo soviético, além de fomentar a indústria do álcool e facilitar o acesso do povo à comida bebida e combustível barato para os seus automóveis Ladas.

Stalin não contava com o advento do alcoolismo, que acabou por frustrar os planos totalitários de moeda europeia única, mas que ao menos evitou, pelo menos até aquele ponto, a morte por congelamento dos camponeses, especialmente na Sibéria. Com o povo se embriagando com toda a reserva cambial da URSS, o sonho socialista foi por água vodka abaixo.

A União Européia[editar]

Com o fim da Guerra Fria, a queda do Muro de Berlim, o fim da União Soviética, etc., o sonho de uma Europa única parecia desfeito. Parecia...

Foi então que Boris Yeltsin, grande apreciador de vodka, lembrou-se do sonho de seu predecessor, e, agora que a Rússia (e aqueles outros paisinhos todos) já não viviam sob o jugo da foice e do martelo, Boris teria mais chances de conversar com os demais países europeus, sobre a unificação.

Depois de reuniões exaustivas na França (regadas a champagne), Itália (regadas a vinho), Alemanha (acompanhadas de um belo chopp) e Inglaterra (bebendo a m... do chá das 5!), foi decidida a criação de um bloco econômico europeu único (ainda que excluindo aqueles paisinhos insignificantes os quais, mais tarde, dever ser mesmo anexados aos maiores).

Estava criado o euro, a mais nova, e mais fodástica moeda do mundo! Rapidamente, o euro se tornou popular devido às belas notas e a falsa ideia de igualdade entre os povos europeus (ideia herdada dos comunistas).

A grande sacada do euro, em relação a vodka, é que o euro estimulou o consumismo e não o consumo do mesmo.

A supremacia[editar]

1 euro.jpg = One million dollars.jpg
Famílias pobres compram dólares em lugar de lenha para alimentar o fogo das lareiras.

Com notas bem estampadas e moedas novinhas, a procura pelo euro aumentou, e como acontece com qualquer coisa, pela lei de mercado, o valor do euro disparou. Ninguém queria mais saber daquelas notas feias e nojentas de dólar, todas iguais e sem graça, com as mesmas caras feias e rabujentas dos presidentes americanos.

A Casa Branca chegou a estudar a criação de uma nova nota, de US$ 1,99, com a cara de George W. Bush estampada, mas perceberam a tempo que isso só pioraria as coisas.

Hoje, com um euro é possível comprar 270 kg de dólar. As verdinhas estão sendo vendidas por peso para facilitar o câmbio.

Entre os europeus menos abastados é comum encontrar quem esteja substituindo o a lenha das lareiras ou o papel higiênico por dólares, que apesar de menos macios, são mais baratos.