Jaiminho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Evitar a fadiga)
Ir para: navegação, pesquisa
Seu-meme-APRACAeNOSSA.jpg ESTE ARTIGO É COISA DE VELHINHO RECLAMÃO
... que vive jogando biriba na praça.

Vai estragar a página da senhora sua avó e não encha meu saco

Abe simpson.png


Lazy Homer Simpson.jpg
Gatoxxx.jpg
Jaiminho possui um refinadíssimo senso de vadiagem.

E é cooperador da Igrejinha.

Clique aqui pra ver mais gente com vida mansa.

Desentrevistasminibox.PNG O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Jaiminho

Jaiminho, também conhecido como "Jaimito, o carteiro", é um velho gordo, desajeitado, atoa e inútil, ou seja, tem os pré-requisitos para conseguir um cargo político.

Este senhor rodeado de mistérios presente na série Keys, dirigida por Silvio Santos, é simplesmente um dos mais malandros do bonde do Bolaños. Não faz nada, está sempre cansado e direcionando as tarefas que lhe são devidas para os demais personagens, ou seja, tem todos os pré-requisitos para conseguir cargos de chefia, principalmente em repartições públicas.

Está sempre "evitando a fadiga", sedentário e gordo como só, ou seja, deveria ter nascido na Bahia.

Características[editar]

Após a aposentadoria dos Correios, Jaiminho passou a advogar a favor de Temer, sob o codinome de Antonio Cláudio Mariz de Oliveira.

Jaiminho é um cidadão que preocupa-se com a sua saúde, por estar na casa dos oitenta e todos, está constantemente evitando a fadiga para prolongar um pouco mais a sua vida. Ele está disposto a fazer sacrifícios em nome de seu bem estar, como enrolar o seu patrão e não entregar as cartas e as encomendas para os favelados mexicanos, marcando os envios como "destinatário ausente" antes mesmo de levá-los ao seu destino. Para ele, saúde é o que interessa, o resto não tem pressa. Em todos os seus setenta anos como funcionário público a serviço dos Correios, Jaiminho entregou uma única carta, a epístola da Chiquinha para o Seu Madruga. Os outros setecentos envios feitos, incluindo o vibrador texturizado que a sua mãe encomendou da China, estão retidos em Curitiba.

Jaiminho quando era vigilante em Tangamandápio.

Fisicamente falando, Jaiminho é um senhor que não aparenta a idade que tem, por evitar a oxidação da pele através do evitamento da fadiga. Apesar de estar com oitenta, ele não aparenta ter mais do que setenta e sete. Para manter seu charme viril, que o fez levar toco de uma certa moça tangamandapiana, Jaiminho mantém o seu bigodinho de Hitler numa versão grisalha. Isso lhe dá um gás a mais para não executar suas tarefas nos Correios, além de ajudá-lo a se manter concentrado durante a labuta.

A única roupa que Jaiminho usa é o uniforme dos Correios, por não ter opção. Se pudesse escolher a vestimenta diária, ele usaria um pijama listrado com um gorro de pompom na ponta, para encostar em algum canto e evitar a fadiga corretamente, reabastecendo suas energias que estão sempre em nível crítico. Na cabeça, Jaiminho usa uma boina dos Correios, para evitar ensolação enquanto está dando duro, sentando em alguma escada lutando bravamente contra a fadiga. O acessório inseparável de Jaiminho é sua maletinha com as cartas, que ele nunca verificou o interior. Muito cortês, o carteiro permite que as pessoas fiquem a vontade para procurar por conta própria as suas correspondências no meio do caos que virou aquela maleta, que tem correspondências não entregues dos últimos cinco anos.

O único exercício físico que Jaiminho faz é empurrar a bicicleta do serviço para tudo que é canto, pois após fazer várias equações complicadas, ele descobriu que carregar a bicicleta nas costas gera uma fadiga menor do que subir nela e pedalar. Juntando isso a sua dieta do pastel, que consiste em fazer vários pedidos de pastel no Restaurante da Dona Florinda e não conseguir comer nada, por conta da falta de ingredientes, Jaiminho consegue manter sua forma de barril, não passando dos noventa quilos.

Natural de Tangamandápio, uma pequena cidade no interior do México que nem aparece direito no mapa, que é mais ou menos do tamanho de Nova Iorque, Jaiminho é o carteiro mais ágil de sua terra natal, talvez por ser o único. Para fazer suas entregas, usa sua bicicleta customizada, que se move automaticamente devido a uma macumba da Bruxa do 71, para evitar a fadiga de ter que pedalar.

Teoria da constipação[editar]

ACM claramente trajando disfarces.

De acordo com os boatos que caíram da vozinha do Seu Madruga, por possuir as características típicas necessárias para um político, estar apto a atuar em cargos de chefia e ser baiano, Jaiminho só pode ser Antônio Carlos Magalhães disfarçado. A teoria que se segue explicará tal fato.

A teoria que afirma que Jaiminho e Antônio Carlos Magalhães poderia ser fundamentada somente nos fatos mencionados, mas outro fato é realmente intrigante: Tangamandápio é a forma com que Jaiminho (ou ACM) se dirige à Bahia. Ele diz que Tangamandápio é "um lugar tão pequeno que nem consta no mapa", mas se contradiz quando fala "é uma cidadezinha pequena, quase do tamanho de Nova York".

Isto também pode ser observado com a Bahia, pois esta só aparece no mapa - grande como Nova York - nos meses de Carnaval, mas some misteriosamente - não consta no mapa - logo após a quarta-feira de cinzas, normalmente prolongada até a segunda-feira posterior.

Outra característica que confirma tal fato é que, assim como Jaiminho, ACM morreu. Mas outro fato intrigante é que há uma diferença de 13 anos de uma morte para a outra. Tal fato, mostra que o fator preguiça fez com que ACM só percebesse que tinha morrido mais de uma década depois que seu corpo.

Estátua de Jaiminho[editar]

Crystal Clear app xmag.pngVer artigo principal: Estátua de Jaiminho

Para homenagear este bravo guerreiro tangamandapiano, que além de botar sua cidade natal no mapa ainda passou a vida inteira alertando os povos de boa vontade sobre os malefícios da fadiga, o prefeito de Tangamandápio, um chimpanzé reumático, levantou uma estátua em homenagem ao Jaiminho, que só ficou pronta dezessete anos após a morte do carteiro, pois os tangamandapianos estavam evitando a fadiga que pode ser ocasionada ao se carregar sacos de cimento nas costas.

Na verdade, considerando que os naturais de Tangamandápio não possuem predisposição para a labuta, não duvidamos que eles provavelmente apenas cimentaram o defunto e botaram de pé no centro da cidade, mais ou menos no mesmo esquema usado por aquele maluco do filme A Casa de Cera. A realidade não sabemos, e nem queremos saber mesmo, ou iria gerar mais uma teoria da constipação, no mesmo estilo que a do ACM acima.