Ewbank da Câmara

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Ewbank da Câmara, uma cidade tão remota que faz o Everest ficar na esquina da sua casa.

Ewbank da Câmara é outra microcidade empoeirada e com jeitão de velho oeste em Minas Gerais. A cidade tem provavelmente o nome mais estranho e idiota de Minas Gerais, isso se tirarmos Pintópolis e outras cidades com nomes mais estranhos que Ewbank da Câmara. Ao que se dá para traduzir na cidade, "Ew! Ai Donti Laiqui Bênquis! Bênquis ófi de câmara!" (Escrito em inglês mineiro).

Cidade[editar]

Em um breve resumo sobre a cidade. Pode-se resumir em mato, mais mato e poeira. A cidade recebeu o nome de um cara que sequer nasceu lá ou fez algo pela cidade. Ewbank da Câmara era um mecânico que fez ferrovias no Rio Grande do Sul, nunca chegou a fazer nada por Minas Gerais. Mas como o prefeito achava que o nome "Ewbank da Câmara" era maneiríssimo, resolver por.

Agora não se sabe o que é mais estranho: o nome do sujeito que dá o nome à cidade ou pensar de que nacionalidade veio o nome de "Ewbank".

Enfim, as atividades do hã.... Ewbank... Câmara Ew... Go-go-boy... Habitante de Ewbank da Câmara variam de churrascos aos domingos até dar audiência à Rede Tv e a Record que praticamente dariam um Boquete para que uma pessoa ligasse e mantenham a TV no seu canal, e é isso que fazem os Ew... Habitantes de Ewbank!

Justamente pelo nome e pela remotidade (nem mesmo o Wando nasceu aqui) a cidade vive com os seus habitantes idosos, é até um paraíso para eles pois lá eles podem tomar um banho de sol em paz (parece que os idosos tem supernecessidade de sol)... Ou seja, morar em Ewbank é a mesma coisa que morar em um asilo de terceira idade gigantesco.

Falando em capital das coisas, se Ewbank pudesse escolher ser capital de alguma coisa, esta seria "capital do analfabetismo" já que 190% da população é analfabeta.

Os que não são analfabetos são um padre, um garoto que jura que seu cachorro sabe ler (mas ele não pode falar que sabe) e o cachorro do guri.

Todo dia, se não é o padre (que as vezes falta na missa) que lê os sermões é o garoto que lê "len... ta.. men... te....".

O garoto deve ser a única criança do município pois não vejo alguém novo lá desde a fundação de Ewbank.

Ver também[editar]

  • Minas Gerais
  • Vereador (apesar do nome da cidade ter "Da câmara" não há vereadores lá, só o prefeito, um tazo do Iron Man, e uma latinha de coca, que é o vice prefeito)