Exemplo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

{{#logotipo:http://images.uncyc.org/commons/thumb/0/0f/Exemplo.jpg/180px-Exemplo.jpg}}

CardumedePeixes.jpg
Faroestedenada.jpg



Esse artigo é sobre nada!

Portanto fala sobre nada em nada por nada.



Exemplo de elegância.

Exemplo é tudo aquilo que não se deve seguir, em geral é usado para demonstrar o que algo significa e, na maior parte das vezes é algo que não se deve ser, fazer, copiar e tals. Ou seja, tudo coisa do capeta que até ele tem vergonha de dizer que o faz, mas como o capeta não tem vergonha de mentir, o problema não é dele e, acaba novamente caindoa bomba no cu dos humanos.

Regra Exemplar[editar]

Exemplos só devem ser usados em exemplares, e exemplarmente. Se não for exemplo, e sim mau-exemplo, você não usa exemplos de coisas que são exemplarmente exemplos, mas exemplos que não são exemplos, exemplarmente. Exemplos:

  • Exemplo = Exemplo
  • Exemplo > Ezemplo
  • Exemplo + Exemplo = Exemplarmente um exemplo
  • Exemplo - Exemplo = Nada
  • Exemplo : Exemplo = 1
  • Exemplo + Mau-exemplo = Pi elevado ao cubo
    • Ainda estamos falando sobre exemplos?
      • O que te importa?
        • Come torta!

Exemplos[editar]

O capeta tem tanta vergonha de ser um exemplo de coisa ruim, porque ele já é capeta e também é o coisa ruim, não bastando, é exemplo de coisa ruim, mas disso ele tem orgulho... eu sei que lá vem essa sua carinha de pit bull achando que não tem nada a ver com nada, mas já explico coisinha à toa (e chega de coisa, coisinha e coisona nesse artigo), seguinte: O diabo tem orgulho de ser algo ruim, mas não gosta de ser exemplo e, agora segure esse queixinho espinhento: No céu também ninguém gosta de ser exemplo.

Exemplo de cachorro higiênico mutante assustador.

Isso mesmo: No céu acontece o contrário no sentido de, eles podem até gostar de ser bonzinhos, bem diferente do capeta e seus anjos caídos, que gostam de ser ruins, mas em comum, tanto os anjos da luz, quanto os das trevas, é que não apreciam ser exemplos. E lá vem essa sua carinha sapeca toda franzida novamente, achando que isso é sem noção demais. Explico novamente: Usar seres pensantes como exemplo não é aconselhável porque os seres se sentem como uma espécie de amostra, ora, e amostra pode ser toda a sorte(ou azar) de porcarias, pense no seu tio engraçadão como exemplo, e nem precisaria mais explicar nada, mas ainda pense que amostra de exame de fezes é também um exemplo.

Por isso nem os aanjos gostam de ser exemplo, mesmo que seja exemplo a ser seguido e exemplo de coisa boa. Eles se sentem ainda mais objetos (e abjetos) do que os humanos, os anjos são muito sensíveis nesse ponto e, mesmo quando gostam de sua função e gostem de todo mundo não gostam de parecer objetos em série, apenas aceitam a classificação para colaborar com a ordem divina... e de bagunça já chega o inferno... que é mais organizado ainda... certO: Bagunça não é no céu nem no inferno, é aqui na nossa casinha, a mãe Terra, que é um exemplo perfeita balbúdia.

Exemplo de imagem

Exemplificando[editar]

Exemplo de olhinhos cativantes.

Pra ter ideia de como exemplo é algo a se desconfiar, lembre daquela parte didática mais chata das tarefas, que pede para dar exemplos, sendo que um resumo bem feito já é o suficiente para saber que alguém entendeu tudo, mas lá está a dita exigência de se dar um exemplo, mas ainda há coisas piores a respeito de exemplo.

Lembre de que a maior parte daquelas consideradas celebridades (em maioria são sub-celebridades) e, seus colegas (em maioria são sócios nem amigos nem inimigos), dizem com aquela cara sorridente (forçada demais e chega de parênteses por aqui), que a desgraça é um exemplo a ser seguido com aquela entonação de voz postada que dá vontade de nunca ter visto e ouvido aquilo, você pode ver esse tipo de porcaria em coisas medonhas do tipo programa Raul Gil, programa do Gugu e o pior de todos: Faustão.

Por causa disso que agora até você já entendeu e se não concorda ainda, que exemplo não é para ser seguido e, nem precisa dizer mal exemplo, simplismente em surgindo a palavra exemplo já é para se desconfiar. Oh, sim, sim, claro hu, hu, hu, hu... tem as excessões, alguns dos exemplos dados são boa coisa... mas como eu citei coisa ruim antes, não vou explicar muito sobre exemplo boa coisa pois já sabemos que os anjos são sensíveis.

Ver também[editar]