Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre

Cquote1.png Você quis dizer: Acreditar? Cquote2.png
Google sobre Fé

Cquote1.png Você quis dizer: Coisa que é possível ler em qualquer lugar da bíblia? Cquote2.png
Google sobre Fé

Cquote1.png Isso non... epa! Isso ecziste sim! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Fé

Cquote1.png Eu acredito! Cquote2.png
Edir Macedo sobre Fé

Cquote1.png Pra que serve isso? Cquote2.png
Ateu que ainda não leu o artigo sobre Fé

Definição[editar]

Exemplo de um fiel... a Maradona!

é o tipo de negócio que todo mundo diz que tem. Até o ateu tem. Até você tem. Mesmo que seja em Papai Noel ou na Telesena... É a certeza de que algo é verdade, ainda que ninguém tenha visto um mico azul na vida ou mesmo votou num político honesto.

é o ato de acreditar absolutamente em algum dógma, ou em alguma coisa. Fixar seu pensamento, positivamente (ou não), em uma crendice, costume, desejo sexual, para que o mesmo ocorra do modo que se espere.

Levando para o lado religioso (que é exatamente a que iremos tratar aqui), seria o ato de acreditar, pôr suas ideias e desejos nas mãos de um ser divino, algo que está acima de você, que olha, pune e castiga as suas ações.

Esse artigo visa mostrar quais são as divindades em que os interesseiros fiéis depositam os seus pedidos nas maiores religiões do mundo, para que tais seres, dotados de sabedoria e poderes para realizar nossos maiores sonhos, o ajudem a concretizar.

Cristianismo[editar]

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo!

AMÉM

Sendo constituída pela maior religião do mundo e suas sub-particularidades, em qualque uma delas a está depositada em um ser inodoro, incolor e insípido. Sendo Ele o único que é TRÊS ao mesmo tempo, sendo somente UM ao todo (WTF?), isso mais no Catoliscismo. Seu representante na Terra foi Cresus Jisto Jesus Cristo, que, mesmo sendo um homem, era deus (tipo um Hércules), morreu e ressuscitou (ao melhor estilo Goku) e que um dia há de voltar, (ou não). Seu estilo zoomórfico seria uma pomba branca, que também seria Deus (ou a Paz dependendo da situação), mas com a alcunha de Espírito Santo (não confunda com o estado).

Nessa seita religião, é para Eles três que as preces e os pedidos de felicidades, amor, dinheiro, casamento e muitas outras emices mais, são dirigidas. Além deles também encontramos os semi-deuses, que recebem o nome de São, Santa ou Santo acompanhados de um nome falso (ex.: Santo do Pau Oco) e também podem realizar alguns pedidos.

É essa Trindade que decide o seu futuro, se o seu pedido vale a pena ou não, dependendo muito do tamanho da sua Fé. Porém, como toda e qualquer uma religião tem seu lado bom e ruim:

  • Pró: São deuses bondosos e não necessitam de sacrifícios para nos ajudar. Só pedem que possamos ser boas pessoas e saibamos agradecer se formos atendidos. Além de que o Carpe Diem Livre Arbítrio se faz presente.
  • Contra: Por serem os símbolos máximos da Fé Cristã sua caixa de entrada de pedidos está sempre lotada, ou seja, não pense que todo e qualquer pedido seu vai ser lido (possa ser que ele nem seja aberto e vá parar na lixeira).

Islamismo[editar]

Um pequeno passeio a confortável e espaçosa Meca. Ato de Fé de qualquer muçulmano.

ISHALÁ

Segunda maior religião do mundo prega uma entidade parecida com a do Cristianismo, porém indefinível imaginar a sua forma (apesar de muitos acreditaresm ser como um homem). Nela a Fé é voltada para Alá, um deus com tributos de bondade e justiça (apesar dos conflitos religiosos que o islamismo provoca). Fazer pedidos a Ele seria um risco a se correr, em um grupo religioso marcado pelo preconceito à mulher (apesar da adoção da belíssima poligamia). Mas, apesar dos apesares, por ser o segundo maior grupo religioso, levar essa Fé adiante nesse grupo parece que dá certo.

A Fé islâmica é inabalável, a crença em Alá e nas suas palavras são fortes, tanto que estão dispostos a arriscar tudo, até mesmo a própria vida (no Jihad, que de guerra santa não tem nada, mas sim se trata de um sacrifício pra alcançar seus sonhos e o do seu povo, mesmo que custe a própria vida), em prol dos seus desejos. Seu representante em solo terreno é o Papa Maomé (que seria um Jesus Cristo árabe, mas não uma parte de Deus como Jesus, somente um profeta humano mais especial) e não tem pomba no meio. Como toda também tem os seus altos e baixos:

  • Contra: Pro paraíso até que pode rolar a ida, mas é arriscado um equívoco na interpretação do Alcorão. Tem-se a hipótese que a tradução certa seria algo relacionado à fruta UVA ao invés de virgens! Arriscar, e dar de encontro com uma plantação de uva no outro mundo, é morrer a toa, simplesmente!

Hinduísmo[editar]

Brahma, Shiva e Vishnu. Os que botam ordem no Panteão Hindú

AREBABA

Se o problema nas outras é falta de muitos deuses para cada fiel, nessa não ocorre esse problema. No hinduísmo é de mais de oito mil há por volta de milhões de deuses (acredita-se que um para cada fiel (WTF?)! Com isso a fé torna-se algo mais que particular. Porém, há uma trindade que bota ordem no barrado do Panteão e dita algumas regras à todos: São Brahma Fresh, Vishnu e Shiva.

Brahma (que nada tem a ver com cerveja, apesar de ter uma corzinha amarelada), é o deus criador, ocupando o topo do Panteão, hoje encontra-se aposentado, afinal o mundo já está criado e sua função é irrelevante! É representado como tendo quatro faces e quatro braços, por qual motivo nem desconfio! Vishnu é a mulher da tríade, que conserva o mundo, atualmente é a que faz alguma coisa dos três. Shiva (apesar do nome feminino se trata de um homem, (ou não), seria um estagiário, que irá subir de cargo quando o mundo necessitar de uma limpeza geral. Mesmo tendo o trabalho de limpar tudo, não é temido pelos hindús, ao contrário, é venerado e tem milhares de seguidores (chacotado também, pelo seu jeitinho andrógino, se bem que até Brahma também tem esse estilo)!

Alguns deuses do Panteão, um deus para cada fiel aproximadamente!

Seus fiéis são pacíficos, apesar do estilo de castas que existe, que eleva alguns e humilha outros (mas é a vida, fazer o quê?). Acreditam no darma (o destino escolhido pra cada um) e no carma (que nada tem haver com calma, mas seria o cumprir desse destino especificado pelo darma). Para cumprir isso contam com os seus colaboradores celestiais, esses amontoados de deuses, sendo um bem mais estranho que outro, como: Ganesha (o deus com cara de paquiderme e Garuda (o deus canibal), só pra citar alguns (ou você esperava que eu citasse os milhões?). Acreditam também na reencarnação, ou seja, nascer podre de rico em uma vida e retornar com a mesmo importância de uma pedra em outra, dependendo das suas ações em cumprir o seu darma e carma.

  • Pró: Seus pedidos tem mais chaces de acontecer, já que pode-se ter um deus em particular.
  • Contra: Essa história de reencarnar em várias formas, sendo que você pode estar bem da vida hoje e numa próxima vida renascer um viado campestre... sei não!

Budismo[editar]

NIRVANA

Buda com toda a sua tranquilidade... não há nada acima de nós mesmo...

Para os adeptos do Bundismo Budismo, seguir os exemplos das palavras dos Bundas Budas (pessoas "alumiadas") são essenciais. Porém, o representante máximo dessa religião dos monges foi Siddharta Gautama (aquele Buda gordinho, sentado, com as mãos unidas sobre a coxa, que você conhece), e, segundo os seus ensinamentos, não há nenhum deus como representante máximo. Ou seja, para eles nenhum deus ecziste, apesar de acreditar em criaturas sobrenaturais, como ETs e afins, por exemplo. Para ele é perda de tempo acreditar em uma entidade que governe tudo, quando se pode muito bem aproveitar a vida sem elas, é a única, das cinco maiores religiões do mundo, que a existência de uma divindade criadora não faz falta!

A Fé Budista se baseia na compreensão do mundo, e, principalmente, chegar ao "Nirvana" e tocar uma música. Escolhas pessoais e bens materiais são evitados, pois todos vivem para um único objetivo, alcançar a sabedoria plena. A vida após a morte também é indefinida, podendo o ser humano voltar como um quadrúpede (se for mal em vida) ou um Hugh Hefner (se for bonzinho) da vida e tendo o poder sobre as Coelhinhas da Playboy. Porém, eu me pergunto, e depois, daí? Gautama atingiu o cume da sabedoria humana e morreu... e...?

Pró: Chegar ao conhecimento absoluto deve ser emocionante, será que se fica mais inteligente que um nerd?

Contra: E depois???

Judaísmo[editar]

Pedido express, Muro das Lamentações, lugar aonde se faz alguns pedidos a YHVH.

YHVH

Chegando à última maior religião do mundo, a Fé está nas mãos de um Deus parecido com o Cristão e o Islâmico. Mas, por se tratar do deus que é demonstrado no antigo testamento (que eles chamam de pau Torá), aparenta ser um deus que não é dos mais amigáveis, se comparado com Deus Cristão e Alá. Esse deus judáico é ciumento e vingativo, aparenta mais mandar do que realizar desejos, como exemplo temos: jogou uma praga no Egito (uma não, SETE), inundou o mundo com um dilúvio, queimou Sodoma e Gomorra.

Ele aparenta ter a forma humana em alguns momentos (ao lutar contra os invasores da Terra Média Prometida), animais em outras (sendo comparado a uma águia ou um leão) e de elementos da natureza também (ao guiar o povo no escuro como uma coluna de fogo). Seu nome é sagrado e impronunciável, mas uma vez demonstrando a sua superioridade dinates dos mortais. Acreditando ou não acreditnando, o caso é que esse Deus já fez e muito pelos Judeus e nunca perder uma batalha, por isso é adorando ainda, e muito!

Não há reencarnação, ou seja, só se morre uma vez por aqui, se é julgado e se vai pra algum lugar (paraíso ou inferno), nada de retornar como borboletinha ou algo do tipo. Deus é um só e indivisível, tendo somente representantes na terra, como Abraão e Moisés, mas nenhum vindo de si.

  • Pró: É um Deus que mostra quem manda no local. Poderoso, não deixa seu fiel na mão.
  • Contra: Cquote1.png Eu tenho medo! Cquote2.png
    Regina Duarte sobre fazer um pedido ao Deus judáico
    , nunca se sabe como estará o humor dele.

Isto posto e os Ateus?[editar]

Segundo as maiores religiões do mundo, Fé é que nem , cada um tem o seu e cuida da forma que bem entender. Tentar escolher uma é complicado, senão impossível. É algo mais pra quem já foi educado de uma forma, ou não. Quem não possui religião ou não acredita em merda nenhuma (ateu), fica somente na torcida para que o que deseja der tudo certo. Ou seja, sua fé é em sí mesmo, e nada de desejar uma força de Papai do Céu, vale mais pelo seu esforço do que pelas suas ações em vida, o famoso merecer ou não merecer algo!

Outros tipos conhecidos de Fé (Ou não) da sociedade[editar]

Praticante da Má Fé

Existem duas fés: a boa e a má. A boa fé é aquela que um babaca costuma ter quando fica dando coisas pros outros, esperando receber de volta. A má fé é quando o sujeito o qual o tal babaca deu as coisas some e deixa o outro com o cu na mão.

Ainda podemos falar da fé pública, que é quando um idiota garante no tribunal que algo é de fato o que é, ou não. O problema é que essa fé pública é por demasiadas vezes uma má fé. Veja por exemplo os adevogados desses bandidos do colarinho branco que botam pra foder e todo mundo sabe disso, mas que de alguma maneira se fazem de cegos, surdos, mudos e sacanas.

A Fé remove montanhas[editar]

Muito mais que uma metáfora, esta foi uma teoria derrubada pela pesquisa do Seu Madruga em outubro de 2009.

Como simples meio de validação da teoria, ele propôs as seguintes hipóteses reproduzidas na íntegra a seguir:

Se reunissem o Papa, o Dalai Lama, o Edir Macedo, o RR Soares e diversos outros líderes religiosos na frente do Everest, os equipassem com suas respectivas bíblias, alcorões, torás, envelopes para recolhimento de dízimo, etc., e os desafiassem a remover a montanha munidos com a sua fé, será que eles conseguiriam? Supondo que eles aceitassem o desafio e exercessem toda a sua fé, provavelmente, em um cenário otimista, a montanha se moveria alguns milímetros devido ao deslizamento constante das placas tectônicas. Mas a montanha não seria removida, continuaria lá.

Agora imagine que equipassem um engenheiro civil (ou um maluco do Talibã) com toneladas de dinamite, e o desafiassem a remover a montanha munido com os seus explosivos, será que ele conseguiria? O fato é que com dinamite suficiente ele seria capaz de remover até a Lua.

Isso prova que é possível remover montanhas, mas não com a fé. A menos que você seja Maomé, nesse caso a montanha vai até você. Mas isso já é outra história.

Ver também[editar]

v d e h
As forças do BEM
Vitral pedofilo.jpg