Faculdades de Campinas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Você quis dizer: ESAMC Cquote2.png
Google sobre Faculdades de Campinas
Cquote1.png Meu filho estuda dentro da UNICAMP Cquote2.png
Mãe de estudante da Facamp
Cquote1.png Zoo do JM Cquote2.png
Foursquare sobre Facamp
Cquote1.png Brechó Luis Vintão Cquote2.png
Mercado Livre sobre Facamp
Cquote1.png Tudo puta e viado Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre os Facampers
Cquote1.png Tá no Sagres Cquote2.png
Lenda mística que nunca materializou-se
Cquote1.png MISTO QUEEEEEEENTE Cquote2.png
Grito de guerra do pessoal da cantina
Cquote1.png Bom dia, Marcinho! Cquote2.png
Aluno da facamp ao adentrar o campus

A origem[editar]

Muito se especula sobre o Mito da criação e construção da FACAMP. Há quem diga que Aliens de uma galáxia chamada Facampeura desceram à Terra para por em prática um plano diabólico, que ninguém se lembra mais qual era, mas que envolviam seres humanos, leite moça e queijo qualho. Mas diz a lenda que o trio composto por JM, Liana Fashion Girl e um ex-presidente do Palmeiras uniram seus super poderes intelectuais e um terreno arrendado da UNICAMP para formar uma faculdade de ensino de excelência. Deu certo? Parece que não .

Alunos[editar]

Os alunos da FACAMP, também auto-intitulados de facampers, são espécimes de comportamento bem peculiar. Dividem-se em famílias, sendo elas: Administranorius, Direitorinus, Economiuns, Engenharinus, Jornalismiun, Propagandus e Marketium, Relacionus Internacionaliuns e Designuns. Resumindo: O Facamper, em sua maioria, é o típico almofadinha. Filhinho ou filhinha de papai que passa férias na Europa e feriados prolongados em Cancún.

Crianças travestidas de empresárias passeiam pelo jardim dessa respeitável instituição de repouso público-privada. Sendo o centro mais rico da Unicamp, responsável pelo congestionamento desta, a Facamp é altamente reconhecida por transformar endinheirados mais acéfalos do interior paulista em pleibóis ultracompetentes-vice-diretores-da-empresa-do-papai (é muito hifen pra você, facamper?). Na facamp, muito mais que o conhecimento, impera a moda. O demodê é instantaneamente reconhecido e banido. O bullying de quem não tem roupa da GAP, Hollister e/ou Abercrombie e toma água do bebedouro é visto como mecanismo de seleção natural dos mais viris bonitões dessa super instituição inspirada no renomado centro Multipla Escolha (malhação, rio de janeiro, 1998, editoras facamp) que exige excelência e 3mil reais por mês de seus árduos vestibulandos.

Pais corujas, não se preocupem. Seu filhotão está bem protegido e estimulado nessa escola primata-primária, onde a tia toma lição de casa e o comportamento em sala dá notinha. Afinal alguém precisa formar a elite do país, pra parecer que ser rico exige algum tipo de mérito ou habilidade. A biblioteca possui 19 exemplares de veja semanais, e 95 exemplares de Men's health. Alguém precisa ser sarado e esbelto nessa Unicamp.

Famosa pelo hino: "Eu vou ser seu patrão! ha! ha! é! yeah! patrão! sou um patrão! upa oba eba! olha só meu carro! patrão mesmooo! sou super fodão e patrão! é!" "tô nem aí! final do ano tô de lancha e jet-sky! patrão! yeah!"

Marcas que circulam pela Facamp[editar]

Como todo bom almofadinha, o facamper adora exibir seus badulaques, relicalhos e modelitos que muitas vezes parecem ter saido de um ritual de umbanda de alguma seita alienígena(o que comprovaria a teoria de Facampeura), porém nunca se deve confiar, muitos facampers usam sem pudor nem piedade, badulaques falsificados, como bolsas, sapatos, camisetas, saias, iphones, ipads, etc. As marcas mais comuns na Facamp são:

  • Apple (não ter um Iphone é como ter uma doença rara)
  • Sergio K*
  • Riachuelo*
  • Hollister*
  • Abercrombie*
  • Rolister*
  • Louis Vuitton
  • C&A*
  • Luis Vitton*
  • Armani**
  • Lacoste
  • Ecko
  • Lascote*
  • ETC...

(* - Característico da classe C)

(** - Só os ricos mesmo, classe C não usa.)

A Infra-estrutura FACAMP[editar]

O sistema de WiFi se traduz em um ditado popular: “Pra inglês ver”, há lendas de alguns alunos que conseguiram um dia utilizá-lo.

O famigerado restaurante interno da facamp, o Saporra, possui uma grande variedade de menus, sendo ele a mesma bosta todo dia, a regra é clara, o que sobra do Self Service (que custa seu cu mais um rim) vai direto para o Prato Feito (vulgo PF).

O habitat natural do facamper é rochoso, suas relações sociais acontecem nas “pédrinhas” local donde sempre se encontra alguém. Os famosos bebedouros não ficam de fora, sempre que você está no tédio e vai brincar de caminhão pipa levando 50 garrafas de água de seus colegas para encher, encontra uma roda de facampers que como vc, estão super (des)interessados em sua aula.