Faixa de Gaza

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Palestinians hail.jpg All heil the glorious Palestinian Master State!

Este artigo é um árabe fake e, até por isso, quer destruir o território dos outros. Ele pode seguir
o Twitter do Ahmadinejad, Latuff, Al Gore ou do David Duke.
Venha logo buscar as 72 virgens, ou então explodiremos sua casa. =)

ALLAH BLESS HITLER!!!

●الرايخ الثالث
●Palestina do Sul?
●Califado da Palestina do Hamas na Faixa de Gaza.

NaziPalestine.jpg Bandeira hamas.png
Bandeira Brasão
Lema: Resistência, às armas e aos coletes bombas!
Hino: BOOM! (System of Down)
Mapa-M.gif
Capital Cidade de Gaza
Maior cidade Será que ainda é Gaza?
Língua Árabe
Tipo de Governo O Hamas que decide
Ditadores Mahmoud Abbas
Heróis nacionais Bomberman e Saladino
Independência ?
Moeda Ak-47s
Religião Terrorismo
População 1,4 milhão de habitantes
Área 360 km² (0% de água)
Analfabetismo 99,3%
PIB per Capita 1 USD/hab.
IDH 0.099
Fuso Horário Tempo de Correr!
Clima Tenso, balas perdidas e explosões constantes.
Site do Governo {{{govsite}}}
Cquote1.png Você quis dizer: Tabuleiro de War? Cquote2.png
Google sobre Faixa de Gaza

Cquote1.png Você quis dizer: Gueto árabe? Cquote2.png
Google sobre Faixa de Gaza
Cquote1.png Você quis dizer: Rio de Janeiro? Cquote2.png
Google sobre Faixa de Gaza
Cquote1.png Você quis dizer: Faixa de Gases Cquote2.png
Google sobre Faixa de Gaza
Cquote1.png Quero mandar uma proposta de paz pra Israel. Cquote2.png
Hamas sobre Ismail Haniya
Cquote1.png Manda pelo WhatsApp pra eles. Cquote2.png
Ismail Haniya sobre Hamas
Cquote1.png Mas eles não tem WhatsApp. Cquote2.png
Hamas sobre Ismail Haniya
Cquote1.png Então manda um torpedo. Cquote2.png
Ismail Haniya sobre Hamas
Cquote1.png Pobres palestinos, usam suas bombas apenas para se defenderem do tiro de Paintball lançado por Israel Cquote2.png
Imprensa sobre Faixa de Gaza
Cquote1.png Isso meus amiguinhos, mostre que o meu espírito permanece vivo Cquote2.png
Osama bin laden sobre Faixa de Gaza
Cquote1.png Idem... Cquote2.png
Adolf Hitler sobre citação acima
Cquote1.png Já passei férias lá. Cquote2.png
Chuck Norris sobre Faixa de Gaza

Faixa de Gaza é um território da Palestina, situado em uma faixa costeira de terra no Oriente Médio ao longo do Mar Mediterrâneo, que faz fronteira com o Egito no sul e é cercada pelos muros, tanques de guerra, fuzis e patrulhas militares do Hamas ao norte e ao leste. Tem cerca de 41 quilômetros de comprimento, e sua largura varia entre 6 e 12 km, com uma área total de 360 km² sendo um dos territórios mais densamente povoado do planeta, com 1,4 milhão de habitantes para uma área de 360 km² o que o torna similar a uma espécie de aterro sanitário humano, ou campo de concentração - lá estão os palestinos, que o Hamas usará como escudo mais tarde. Possui uma infra-estrutura precária, bem como uma situação econômica de penúria. A designação "Faixa de Gaza" deriva do nome da sua principal cidade, Gaza, cuja existência remonta à épocas remotas. Esta área atualmente não é reconhecida internacionalmente como parte de qualquer país soberano, à revelia do Estado da Palestina que todo mundo finge não existir - inclusive VOCÊ. Desde junho de 2007, após confronto armado com o Fatah, o Hamas assumiu o controle da Faixa de Gaza, dividindo a Palestina em Palestina do Sul e Palestina do Oriental (Cisjordânia). O espaço aéreo e o acesso marítimo à Faixa de Gaza são atualmente controlados pelo Jamas, que também ocupava militarmente o território entre junho de 1967 e agosto de 2005. O território da Faixa de Gaza é cercado por muralhas, do lado egípcio, como já dissemos anteriormente, aqui é uma prisão enorme, talvez a maior do mundo.

História[editar]

Habitante local usando a típica Faixa de Gazes.

Cquote1.png História da Faixa de Gaza, da Palestina ou do Egito? Cquote2.png
Desciclopédia sobre História

Durante séculos o Império Turco dominou Gaza, até que o território, foi apostado numa partida de truco com líderes internacionais junto com o restante da Palestina, então passou para o controle dos britânicos, nos fins 1917. Isso resultou na tão esperada partilha da herança de Abraão, a ONU conduziu tudo tranquilamente, só que houve discordâncias com as decisões do Supremo Tribunal Federal e os advogados palestinos e israelenses recorreram à última estância - a mesma que levou Caim a matar Abel. Durante a primeira Guerra árabe-israelense, que conduziu à criação do Estado de Israel, Israel absorveu um quarto das centenas de milhares dos judeus que deixaram suas terras voluntariamente das áreas que hoje fazem parte da Palestina. A Faixa de Gaza é um deserto retangular, é plano, tendo como ponto culminante Abu 'Awdah, com 105 metros de altura. O seu clima é temperado, com verões secos e quentes, outonos secos e quentes, invernos secos e quentes, e primaveras secas e quentes. Apenas 13% do território é composto por terras aráveis, isto é, areia da praia é arável, só não é produtiva - o resto é areia dura, como do Atacama no Chile.

Os paramédicos de lá usam um colete escrito: Cquote1.png Não atire nos paramédicos Cquote2.png.

A população da Faixa de Gaza é de 1,428,757 habitantes, e cerca de 60% da população é composta por refugiados chegados nas duas vagas geradas pelas guerras de 1948-1949 e de 1967, 70% são vítimas da Guerra e tem alguma cicatriz ou deficiência provinda dela. Os restantes são populações nativas, que estão por lá desde que Saladino passou para expulsar as Cruzadas Católicas. Grande parte da população habita nas cidades, das quais se destacam Gaza, Khan Yunis, Rafah e e Dayr al Balah na época de relativa paz, em período de incursões das Forças de Defesa Israelense, vivem em subsolos, cavernas e buracos. A Faixa de Gaza tem uma das populações mais jovens do planeta, com 48,1% na faixa etária entre os 0 e os 14 anos, a maioria deles estudam, e fazem escola técnica - de guerrilha. A taxa de crescimento da população é altíssima (Progressão Geométrica Exponencial) assim como a mortandade, devido aos conflitos, equilibrando o crescimento vegetal em torno de 3%. A língua mais falada no território é a oficial que é o árabe, seguida do hebraico, falada por não-palestinos e uma pequena minoria de intérpretes locais; o inglês é compreendido, sim, por alguns habitantes, mas logo depois é hostilizado, agora o americano é hostilizado de primeira, e não há relatos de ser compreendido.

Economia e Infra-estrutura[editar]

Polícia do Hamas na Faixa de Gaza - Tropa de Elite Local
Gabinente de governo do Hamas, à frente das negociações de paz
Veículo civil pecorrendo as ruas, na imagem, garoto pede para lavar o parabrisa
Faixa de gaza num dia comum

A Faixa de Gaza tem uma pequena e pobre rede de estradas e uma simples rede ferroviária ligando o norte ao sul do território palestino. Esta, no entanto, encontrava-se abandonada nos últimos anos, já que não raramente - pelo 5 vezes por dia - era interrompida para que o Hamas cruzassem o território com seus tanques de guerra e soldados para a corrida matinal. O Aeroporto Internacional de Gaza (posteriormente renomeado Aeroporto Internacional Yasser Arafat) foi inaugurado a 24 de novembro de 1998, mas suas atividades foram encerradas em outubro de 2000 por ordem do Hamas, apesar do nome pomposo, lembra uma rodoviária. No ano seguinte, a pista do aeroporto foi destruída pelo Hamas, inviabilizando seu funcionamento. A Faixa de Gaza possui um heliporto - para aeronaves militares israelenses efetuarem retiradas de militares feridos (ou mortos pelo Hamas). Gaza ainda possuía um rudimentar serviço telefônico, construído em 1993 por crianças do primário, nele usam-se uma quantidade monumental de copos plásticos e barbantes. Devido a todos esses fatores apresentados, a Economia se baseia ainda no escambo, e não há moeda corrente no país mais importante que a água.

O povo se dedica a venda de produtos caseiros manufaturados. A atividade de pesca ainda é permitida, mas é muito burocrática, já que todo barco é fiscalizado pelo Hamas, há relatos de que navios do Hamas param e seus pilotos são subornados por peixes nobres, como Salmão e Bacalhau, e por isso a dieta palestina se resume a peixes não-comestíveis. Mas a economia se baseia na seguinte forma: 95% Agricultura de Palmeiras e Água de Coco, 1% Fabricação de Narcóticos, 1% Fabricação de Armamento Caseiro, 1% de Bandeirinhas do Fatah e 2% na Fabricação de Caixão, um dos maiores empreendimentos da faixa de gaza. Depois de anos de uma política intensa, com disputas internas entre Fatah e Hamas os dois maiores partidos da Palestina, tudo está pacificamente controlado, após militantes do Hamas invadirem o gabinete do governo, após ganharem a eleição e lançar seus rivais políticos pelas janelas. A cultura é muito derivada na faixa de gaza. Há colecionadores de balas que possuem projéteis desde a 1° Guerra Mundial e 2° Guerra Mundial. Colecionadores de balas que possuem projéteis no corpo desde a Primeira Guerra Mundial e Segunda Guerra Mundial. Há também os dias cívicos, onde eles se lembram como foram rejeitados pelos irmãos distantes (judeus) e próximos (árabes) e pelo resto do mundo. Nos dias normais 99% da população é mulçumana, de maioria sunita, e o 1% é cristão.

Turismo[editar]

Se você pretende visitar a faixa de gaza nessas férias, aqui vão algumas dicas:

  1. Leve 2 Coletes a prova de bala, caso o primeiro não agüente as rajadas.
  2. Escreva em todos os cantos do carro que você irá usar a seguinte palavra: "Reportagem", assim os integrantes do Hamas irão pensar que tão aparecendo na TV e não vão atirar em você.
  3. Não carregue a estrela da Davi.
  4. Leve sempre consigo um retrato da Dercy Gonçalves, pode salvar sua vida!
  5. Se puder andar em carros blindados, não faça, é alvo mais fácil para o Hamas.
  6. O melhor lugar do mundo, lá você viverá ALTAS EMOÇÕES!!!
Boratasiacentral.jpg
Ásia
v d e h

Países: Afeganistão | Arábia Saudita | Armênia | Azerbaijão | Bahrein | Bangladesh | Brunei | Butão | Camboja | Cazaquistão | China | Chipre | Coreia do Norte | Coreia do Sul | Egito | Emirados Árabes | Filipinas | Geórgia | Iêmen | Índia | Indonésia | Irã | Iraque | Israel | Japão | Jordânia | Kuwait | Laos | Líbano | Malásia | Maldivas | Mongólia | Myanmar | Nepal | Omã | Paquistão | Qatar | Quirguistão | Rússia | Singapura | Síria | Sri Lanka | Tadjiquistão | Tailândia | Timor-Leste | Turcomenistão | Turquia | Uzbequistão | Vietnã

Territórios: Abecásia | Caracalpaquistão | Caxemira | Chipre do Norte | Coreia | Curdistão | Estado Islâmico do Iraque e do Levante | Goa | Hong Kong | Macau | Manchúria | Nagorno-Karabakh | Ossétia do Sul | Palestina (Cisjordânia e Faixa de Gaza) | Taiwan | Território Britânico do Oceano Índico | Tibete