Falamansa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bernardinho nervoso jpg.jpg Please STOP the music!

Este artigo se trata de cantores, bandas ou músicas cantadas muito, mas MUITO mal.

Falamansa
Falamansa1.jpg
Discípulos de Luiz Gonzaga
Origem link={{{3}}} São Paulo São Paulo
País Gigante da América do Sul
Período 1998 até o presente
Gênero(s) Forró
Gravadora(s) Brinquei no Parquinho Records
Integrante(s) Sempre os mesmos
Ex-integrante(s) Didi Mocó e Dedé Santana
Site oficial www.dordecorno.com.br

Cquote1.png Não gostei! Voltem a aprender tudo de novo! Cquote2.png
Luiz Gonzaga sobre Falamansa aprender a tocar forró.
Cquote1.png O Tato é muito bruto! Cquote2.png
Valdir sobre Tato querer o microfone só para ele.
Cquote1.png Música para pobre! Cquote2.png
Patricinha sobre Falamansa.
Cquote1.png Se eles têm "falamansa" quer dizer que eles são frouxos? Cquote2.png
Eu sobre Falamansa.

Falamansa é um grupo forrozeiro formado lá para os cafurdós do Judas depois que o vocalista Tato ganhou um prêmio de consolação pelo segundo lugar em um campeonato chifrinho de música. Apesar de tocarem forró, eles não são nordestinos.

História[editar]

Antes da banda vir a existir, havia um festival de música ruim em um shopping center de São Paulo que aceitava, e até incentivava, a participação de calouros nos palcos da praça de alimentação. O destemido Tato, apelido de Gusmão da Tulipa Julião, se inscreveu no festival para tocar suas composições arretadas de Forró, mesmo que não contasse com uma banda para tocar os instrumentos. Os dias passavam e Tato não via a hora de brilhar nos palcos, assim como um bom divo faria.

Dois dias antes de se apresentar, Tato estava na praça de alimentação do chópis e viu o futuro integrante do Falamansa, Alemão (apelido de Furufo Tubérculo Venoso) comendo algumas gordices em uma lanchonete. Os dois se paqueraram comunicaram acerca de seus projetos musicais e Alemão acabou participando do festival conjuntamente com Tato. Eles conseguiram a medalha de prata na competição, desqualificando artistas que eram melhores que o Falamansa, porém eram mais feios que os integrantes desta banda e por isso foram eliminados. Dois novos jumentos entraram nesse projeto musical e o Falamansa segue uma carreira infeliz até hoje.

Álbuns[editar]

  • Deixa Penetrar (2000)
  • Essa É Pra Nós Mesmos (2001)
  • Simples Pessoas Que Morrem (2003)
  • Um Dia Chuvoso e Triste (2004)
  • Emotivi Ao Vivo (2005)
  • Segue-se A Morte (2007)
  • Dispensável (2008)
  • As Violas da Rainha (2012)
  • Inimigo Jovem (2014)

Sucessos[editar]

Integrantes[editar]

  • Tato - Peidos pela boca e violão
  • Alemão - Tamborzinhos
  • Dezinho (nome verdadeiro: Deílton Namoral Tu É Louco) - Triângulo de trânsito e percussão.
  • Valdir (o nome dele é Valdir mesmo) - Sanfona