Família química

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Família Química)
Ir para: navegação, pesquisa
LSD-2D-3D.png
Lobisomem Negão.jpeg

Este artigo é relacionado à química.

\mathsf{NH_3\,_{(g)}+H_2O\,_{(l)} \rightleftharpoons NH_4OH\,_{(aq)}}

Cquote1.png É uma reação que bombardeia um pedaço de tântalo com plutônio na presença de nitrogênio e hélio. Cquote2.png
Seu professor de química sobre PuNHeTa.


Cquote1.png Eu não tenho família, buáááááááá!!!! Cquote2.png
Hidrogênio sobre família química

Clique e venha fazer parte de nosso projeto!!
Projeto Desconhecimento

Este artigo de Ciências ganhou nota A, sendo considerado de Ótima qualidade

Visite a discussão do artigo ou o projeto e Conheça-nos

Cquote1.png Os gases nobres são a família química da zelite. Cquote2.png
Vagabundo Filósofo sobre família química

Cquote1.png Famílias químicas agrupam os elementos químicos que possuem a mesma valência e afinidade sexual química. Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre família química

Família Química, também conhecida por grupo químico, é o grupo ou coluna da tabela periódica, que relaciona os elementos que tem negócios coisas ou algum tipo de parentesco em comum, principalmente a camada de valência destes átomos que estão uns sobre os outros.

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Família química.

Tabela de conteúdo

[editar] Propriedades periódicas e famílias químicas

Foto das famílias químicas representativas.

Inúmeras propriedades dos elementos são provenientes das famílias onde o elemento nasceu está inserido. Estas propriedades estão relacionadas intimamente com com a camada de valência do átomo deste elemento químico (ou não). Esta camada sempre será igual dentro da família como traço hereditário.

A valência de um elemento é constante e igual ja sua família química se ele for um elemento representativo. Os elementos de transição interna e externa em uma eletrosfera igual a um surubão ou a um puteiro, o que faz a valência desses elementos ser igual à Casa da mãe Joana. Acredita-se que este comportamento estranho dos elétrons explica o fato dos metais serem purpurinados bilhosos.

Felizmente, os elementos representativos são muito castos e vitorianos estáveis em sua eletrosfera e esta viadagem eletrônica não acontece nem fodendo. Neles, a valência será sempre igual para todos os parentes membros de uma mesma família.

A afinidade química também é produto da configuração eletrônica da família química. As famílias 1 (metais alcalinos) e 2 (metais alcalino-terrosos) adoram dar (Ui!!!) elétrons para o primeiro átomo que aparece pela frente. Já as famílias 16 (calcogênios) e 17 (halogênios) irão roubar a carteira elétrons do primeiro idiota átomo que cruzar com eles. As bases da Química Inorgânica estão nestas interações.

[editar] Classificação

Exemplos de camadas de valência (ou não) para as famílias.

Existem mais de oito mil dezoito (18) famílias químicas registradas em cartório regulamentadas pela IUPAC. Elas são numeradas de acordo com suas posições na tabela periódica, partindo da esquerda à direita. As famílias são:

  • 1 (Metais alcalinos): com valência +1, é uma família de elementos muito dados, onde sempre serão os praticantes passivos das ligações químicas;
  • 2 (Metais alcalino-terrosos): com valência +2, é uma família ão dada quanto à dos metais alcalinos. O fato de se ligarem duplamente aos outros elementos demosntra que esta família possui um grande liberalismo sexual;
  • 3 a 12 (metais de transição): dentro desse grupo só há a máfia dos metais, onde só ficam os elementos metálicos, purpurinados, duros e eretos e cujas eletrosferas se resumem numa incomensurável suruba eletrônica. Como essas famílias se resumem num monte de elementos praticamente iguais, não há nenhuma distinção em especial. Apenas a família 11 (metais nobres) é de interesse (financeiro) para nós;
  • 13 (família do boro): com valência +3, esta família possui grande afinidade em dar elétrons, mas não tanto quanto as famílias 1 e 2. Geralmente fazem ligações duplas ou triplas com outros átomos, no que se resume numa baita sacanagem;
  • 14 (família do carbono): de valência +4/-4, os elementos desta família adoram um surubão interatômico cheio de putaria ligações e troca-troca de elétrons. Quando amvos os átomos estão querendo receber, eles dividem os elétrons entre si no que se chama de ligação covalente;
  • 15 (família do nitrogênio): desta família em diante os elétrons só querem saber de ganhar elétrons e não vão dar nem fodendo. A família 15 tem valência -3 e adora fazer ligações triplas sempre que possível, mostrando que estes elementos adoram inovar com o Kama Sutra;
  • 16 (calcogênios): com valência -2, o nome desta família provém do caipirês carcar, que significa afogar o ganso, passar o cerol, meter o ferro, dentre outros exemplos. De fato, os elementos desta família adoram carcar nos elementos que dão (elétrons). Sua valência faz com que geralmente façam ligação dupla bem selvagem, mostrando o liberalismo desses elementos químicos;
    Exemplo de reação sexual química entre um elemento da família 1 e um da família 17.
  • 17 (halogênios): grupo de elementos de valência -1, esta família é essencialmente monogâmica e bastante conservadora, já que só se ligam a um outro elemento por vez. Se se ligam, é porque realizaram ligação coordenada, mostrando o princípio cristão da caridade. Embora sejam elementos altamente fiéis, podem se ligar a átomos de outrtas famílias, que adoram uma boa suruba;
  • 18 (gases nobres): sendo a zelite da tabela periódica, os gases nobres dificilmente se ligam a outros elementos, pois compartilhar, dar ou receber elétrons é coisa de pobre. No entanto, no quesito de valor comercial, a família 11 (metais nobres) é muito mais rentável que os gases nobres;
  • Hidrogênio: o único elemento químico órfão da tabela periódica, o hidrogênio sempre teve dificuldade em se identificar com as outras famílias, princinpalmente por sua bissexualidade suas características incomuns. Atualmente ele está indeciso entre as famílias 1 (metais alcalinos) e 17 (halogênios);
  • Lantanídeos e Actinídeos: embora não formem famílias químicas, foram agrupados desta forma, já que todos eles são raros, radioativos e imprestáveis, cuja única diferença entre eles é de que os lantanídeos estão no sexto período e os actinídeos estão no sétimo período da tabela periódica.

[editar] Os elementos e suas famílias

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...existem 116 elementos químicos?

Segue abaixo a listagem das famílias químicas, com seus respectivos elementos, meliantes, parentes, cunhados, primas e sogras:

[editar] Elementos representativos

Exemplo de família química feliz e abastada (ou não).

[editar] Elementos de transição

Nota: essas famílias tem tão pouca importância que nem um nome especial elas tem, com exceção da família 11.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...
  • ...é um saco organizar esses 116 elementos em famílias químicas?

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas