Fantasma da Televisão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Night creature.JPG Fantasma da Televisão surgiu das trevas!!

Of DOOOOOOOOOM!!!

Puro osso.gif
Megaespinha.jpg I M A G E N S|||F O R T E S

Neste artigo são exibidas imagens fortes. Caso você seja idoso, menor de 18 anos, gestante, possui doenças cardíacas, é fresco, patricinha ou emo, não leia este artigo.

Exemplo de ataque dos fantasmas da televisão. É de assustar ou não éééééééééé?

Cquote1.png Você quis dizer: Sílvio Santos? Cquote2.png
Google sobre Fantasma da Televisão
Os Fantasmas da Televisão são aparições fantasmagóricas que aparecem fantasgoricamente em televisões. Apesar de causarem pânico na população, especialmente quando resolvem assombrar últimos capítulos de novelas e finais de campeonatos de futebol, sua existência é negada veementemente pelo parapsicólogo e caçador de bruxas, fantasmas e monstros afins Padre Quevedo.


Origem[editar]

No início da televisão, a imagem era tão ruim que não dava para identificar nada. O aparelho era usado mais como rádio do que propriamente um emissor de imagens. No entanto, com o aprimoramento da tecnologia, a definição foi ficando cada vez melhor até chegar ao ponto de trazer pessoas identificáveis na tela. Entretanto, em determinadas ocasiões (especialmente em dias chuvosos ou muito úmidos), imagens sombrias e sinistras costumam cercar pessoas, animais e até mesmo os objetos que aparecem no aparelho.

Segundo informações confiáveis, os fantasmas da televisão são manifestações dos técnicos de TV que morreram trabalhando para melhorar a qualidade da imagem, e que não conseguem descansar em paz porque sempre trabalharam nos bastidores por nunca terem sido aprovados em nenhuma seleção de elenco. Agora, depois de mortos, eles são livres para aparecer onde e quando quiserem.

Entretanto, existe outra versão ainda mais sinistra, publicada num site conceituado no ramo de psico-esoterismo aplicado: a Teoria do Ectoplasma Catódico.

Teoria do Ectoplasma Catódico[editar]

Microondas no entretenimento da família brasileira

Também conhecida como TEC, essa teoria demonstra que os raios católicos catódicos emitidos pela televisão são ricos em micro-ondas, o que, além de comprovar o parentesco há muito especulado entre os dois eletrodomésticos, mostra que esses malignos raios mortais microscópicos estão por toda parte.

Conforme comprovado por estudos realizados pelo Engenheiro, Doutor em Tecnologia Apocalíptica e professor titular da Universidade Federal do Acre Wanderley Chouriço, as micro-ondas emitidas pela televisão, além de derreterem o célebro, também atacam a alma, que é composta por impulsos eletromagnéticos, e são capazes de afetá-la.

Assim, os impulsos despregados da alma começam a viajar junto às micro-ondas, podendo ser captadas por outros aparelhos de televisão. Em pessoas mortas o efeito é mais forte, já que a alma não está mais pregada ao corpo e pode ser, assim, transportada mais facilmente. Os fantasmas que se movem de forma distinta das pessoas na tela são, normalmente, fantasmas normais que foram levados para a televisão, realizando assim no pós-vida o sonho da vida de muita gente.

O fenômeno é melhor ilustrado pela seguinte equação, de fácil dedução:

R = \int{ \int{ \int{ \sinh(\exp(\arctan(\ln(\sqrt{1-r}) q))) \Delta K(i,q) } } } \partial K

Caçando os fantasmas da TV[editar]

Vampiros vão embora com cruzes, lobizomens com estaca de prata, e fantasma da televisão com bombril!
Com o advento da TV a cabo, os fantasmas televisivos tornaram-se cada vez mais raros, já que as imagens não são mais captadas por antenas e o transporte de almas não tem como acontecer. Entretanto, se você é pobre e ainda não está conectado a esta maravilha tecnológica, existe uma solução caseira para se livrar dessas almas atormentadas: o ultrarrevolucionário Bombril na Antena, que deixou mais clientes satisfeitos que todos os produtos da Polishop juntos.

O procedimento é muito simples: basta arrancar duas bolinhas do produto (e tanto faz se o bombril é da Bombril ou da Assolan) e colocar uma na ponta de cada uma das antenas (considerando-se, claro, que sua antena tenha dois receptores. Caso haja mais, é necessário usar tanto mais bolinhas quanto mais receptores você tiver). Ajustadas as bolinhas, passa-se ao ajuste fino, que consiste em ficar mexendo os receptores até se conseguir captar uma imagem minimamente decente, o que normalmente ocorre quando você está na posição mais desconfortável ou embaraçosa.

Caso esse procedimento não funcione, recomenda-se dar delicadas porradas no aparelho. O ruído e o impacto são capazes de espantar os fantasmas, já que seu objetivo na vida morte é descansar em paz. Entretanto, recomenda-se cuidado, porque o excesso de pancadas pode levar ao extermínio não só dos fantasmas, quanto de qualquer outra imagem que seu aparelho de TV possa produzir.

Efeitos Colaterais[editar]

Buscar fantasmas em TV notadamente pode causas efeitos não desejados. O primeiro deles é o clássico "fantasma assombrador", que poderá atormentá-lo pelo resto de sua existência, pois ficou muito puto por você tê-lo incomodado.

Ficar horas à fio fitando a TV pode deixar seus olhos cansados, principalmente se você não "piscar".

Dependendo de sua posição na poltrona ou sofá, severos danos à sua coluna poderão ocorrer.

A cada 10 pessoas, 8,39 apresentaram sonolência profunda após a 5ª hora de espera pelas aparições.

3% dos indivíduos que experimentaram buscar fantasmas utilizando a técnica do Bombril na antena se machucaram com a palha de aço.