Fantasma no incêndio

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Lava domes2.jpg Este artigo é queeeente!

Se quiser editar este artigo, entre numa geladeira, ligue o ar condicionado no máximo e beba uma coca-cola gelada. E não lute contra Blaze!

É possível ver 4 rostos diferentes, só na primeira olhada

Cquote1.png Isto non ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo sobre Fantasma no incêndio
Fantasma no incêndio mostra mais de um fantasma por metro quadrado. Uma grande labareda, que mostra alguns rostos, alguns pássaros da fauna brasileira, algumas flores, o Snoopy, as Pirâmides do Egito, a tumba do rei Hamurabi e um boi, fora outras coisas. O fantasma principal da foto, o rosto mais chamativo, que é este rosto no topo da chama, é o fantasma ardente de uma menina que morreu vítima da negligência da empregada, que estava fumando enquanto fazia uma macumba. A menina voltou para fazer justiça, e trouxe uns amigos junto.

Sobre a imagem[editar]

Kelley Key era uma menina de 17 anos, que brincava de adoleta, e que gostava de sair escondida pra beijar na boca e fazer amor. Ela gostava de um cara em sua escola que não dava bola para ela. Depois que ela cresceu, ele quis namorar ela, mas ela mandou ele babar. Ela mandou um baba baby e ele aprendeu a lição.

A "menina" morava em sua casa, pequena, com seus pais e sua empregada. Kelley Key era muito querida por seus pais e seus parentes, mas em um dia muito desagradável, seus pais tiveram que sair deixando a empregada tomando conta da casa e reparando a pequena Kelley. Durante a hora do jantar, ouve-se uma explosão na cozinha (a empregada comeu repolho com feijão), a moça corre deixando a casa e some na floresta, Kelley, no seu quarto começa a gritar por socorro, que para seu azar, não havia vizinhos morando perto da casa, pois ela morava no Acre. Kelley ficou presa em seu quarto pois a sala já estava em chamas e não tinha saída, já que não alcançava a janela de seu quarto que era muito alta. No entanto, Kelley morreu queimada.

Depois de algumas horas toda a casa já estava pegando fogo, a vizinhança surgiu durante o incêndio (gozado, eu achava que não havia vizinhos morando perto da casa), um dos moradores volta correndo para sua casa para bater uma foto da casa no momento da desgraça. Ele era sádico e adorava tirar fotos de tragédias. Os pais de Kelley voltam assustados com a notícia de que a casa estava pegando fogo. Estavam desesperados perguntando sobre a filha, queriam entrar de qualquer jeito na casa, mas os vizinhos os agarravam bem forte para não acontecer acidentes mais graves.

O início da assombração. O pesadelo estava apenas começando. Baba Baby!!!

Os bombeiros chegam no local e começa o trabalho para conter o fogo. Eles acham o corpo de Kelley com queimaduras de 3º grau por todo o corpo já sem vida, pois, se tivessem achado com vida, iria contradizer a última frase do segundo parágrafo deste texto. A mãe de Kelley teve que entrar em contato com grandes psicólogos, pais-de-santos, macumbeiros, wikipedistas e lutadores de Kung Fu. O pai com algum tempo conseguiu superar, afinal ele não gostava muito de sua filha se achando a Barbie Girl. Os peritos disseram que estava fugindo gás da cozinha e por algum descuido acenderam algum fogo e explodiu (poderia ser o cigarro da moça que fora sumida ou poderia ser o baseado da filha, que ela usava para compôr suas músicas).

Depois da morte[editar]

Todo mundo se ferrou, principalmente nós. A vingança dela será maligna. Primeiro tivemos que aguentar as músicas Baba baby, A gente sai escondido pra bla bla bla, entre outras. Depois veio Adoleta, Eu sou a Barbie Girl e Ih fora, ih fora, ih fora, ih fora. Agora já tem um nova música de trabalho. A empregada que solta o gás e nós é que pagamos o pato. Seria melhor se a foto causasse algum problema, como a foto do Fantasma de Sundarbans, que apesar do problema, não chega a ser nociva. A foto do fantasma de Kelley Key sim é uma foto que você pode dizer ser nociva, mas não pela foto e sim pelo contexto.

Cquote1.png Agora concordo que isto ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo após olhar a foto ao lado

Ver também[editar]